Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Gestão de Franquias »Rotina de trabalho de um franqueador: conheça o dia a dia de uma franquia
Gestão de Franquias

Rotina de trabalho de um franqueador: conheça o dia a dia de uma franquia

7 min de leituraFilipe Pacheco

Um dos principais personagens de uma rede de franquias é o franqueador. Esse profissional, responsável por delegar a sua marca a uma rede de unidades franqueadas, possui uma rotina de trabalho complexa, composta por atividades de gestão de franquias além daquelas presentes em qualquer empresa.

Neste conteúdo, vamos te apresentar como funciona o dia a dia desse franqueador, suas tarefas e responsabilidades. Continue lendo até o final para saber se você está pronto para enfrentar essa jornada de expandir através do franchising. Confira!

Neste artigo você lerá sobre:

O que é o franchising?

Antes de saber mais sobre o que é o dia a dia de um franqueador, precisamos entender o conceito no qual esse profissional está inserido. Conhecido como franchising, o modelo de franquias é uma estratégia que comercializa o direito de uso de uma marca, patente, infraestrutura, know-how e seus direitos de distribuição.

Dessa forma, existe uma concessão do direito de uso fornecida pelo proprietário de uma marca (franqueador) a um investidor (franqueado). Como exemplos de redes de franquias de sucesso, podemos citar o Calzoon Maria Açaí

Com isso, essas unidades podem replicar em diferentes locais um formato reconhecido e bem-sucedido de exploração de mercado. Ou seja, o franqueador é o responsável pelo sucesso de toda uma cadeia de unidades franqueadas, o que cria uma série de responsabilidades e tarefas para a sua rotina de trabalho.

Por isso, além de ser fundamental que esse franqueador tenha noções firmes a respeito de seu próprio negócio, dos seus deveres e obrigações perante franqueados, é preciso estar preparado para assumir uma grande responsabilidade.  Esse compromisso não é apenas atuar como gestor, mas também, como um profissional exemplar para os franqueados de suas unidades. 

O bom franqueador é aquele que transpassa sua visão a todos os franqueados, convencendo-os a vestir a camisa da rede. Por isso, a Central do Franqueado preparou este guia! 

Continue lendo para conhecer as principais obrigações e dificuldades enfrentadas por franqueadores em seu cotidiano. Além disso, ao final desse conteúdo trouxemos uma dica incrível de uma solução que vai mudar essa rotina para melhor. Não deixe de conferir!

Como é a rotina de trabalho de um franqueador?

A Lei de Franquias, recentemente atualizada para a nova Lei de Franquias, regula as regras do franchising e as obrigações na rotina de trabalho do franqueador. Ela estabelece tudo aquilo que o franqueador precisa fazer em seu dia a dia para o bem da rede e de um franqueado.

Para além das questões preparatórias, como a formatação da franquia, a elaboração da COF (Circular de Oferta de Franquia) e contratos de franquia para novos franqueados, a rotina de trabalho do franqueador consiste em algumas atividades contínuas que garantirão o sucesso da rede. Conheça as principais!

Prestar suporte

Um dos papéis fundamentais do franqueado, o suporte é um dos principais pontos que levam investidores a uma franquia. A possibilidade de ingressar no negócio mesmo não possuindo muita experiência em gestão é tentadora. Portanto, para que as unidades tenham um bom desempenho e a marca torne-se referência no mercado, o franqueador deve fornecer um suporte de qualidade. Dessa forma, com tantas unidades, acaba se tornando parte da rotina algum tipo de auxílio ou qualificação de um franqueado.

Planejar novas expansões

O objetivo final de toda franquia é expandir. Não há dúvida quanto isso, portanto se torna um processo diário de busca por esse tão sonhado crescimento. Por exemplo, na “hora H” de uma franquia, seleção e recrutamento de franqueados para expandir, é necessário algo muito importante para garantir excelência na relação futura entre a franqueadora e seus franqueados: filtrar os candidatos para que todos estejam alinhados com a missão e os objetivos da franquia desde o início do processo de seleção. 

Como o franchising é um modelo de sucesso, muitos são os interessados. Isso torna parte da rotina de trabalho do franqueador saber quem é o candidato ideal para crescer com sua rede de franquias e planejar os próximos passos de uma possível expansão. 

Oferecer treinamentos e capacitação

Programas de treinamento são uma das principais responsabilidades do franqueador. São diversas as metodologias para garantir a excelência nesse processo, como o treinamento básico para franquias, manuais de operação e reuniões com suas unidades franqueadas. Toda a organização de documentos da franquia, como manuais e COF fazem parte desse processo.

Afinal, para manter o padrão de qualidade da rede, é necessária uma capacitação contínua com todos os seus franqueados. 

Conversas com fornecedores

Garantir o abastecimento da franquia é mais um dos trabalhos diários de um franqueador. Uma rede que recebe o rótulo de estar sempre com insumos em falta é um grande perigo para os planos de expansão e das vendas propriamente ditas de cada unidade. Por isso, conversar valores, prazos e qualquer tipo de ajuste com fornecedores é fundamental e uma necessidade constante para os franqueadores.

Consultorias de Campo

Apesar de similar ao suporte, consultorias de campo atuam mais como uma supervisão ao trabalho das unidades franqueadas. Apesar de muitas vezes delegada, a função de consultor de campo pode ser do franqueador. Ele vai avaliar a padronização da unidade, prover novos treinamentos,reciclagem de colaboradores e adequação do planejamento estratégico de cada uma das unidades.

Realizar o marketing da rede

Uma das principais taxas que existem hoje no franchising é o fundo de propaganda. Então, se torna uma responsabilidade da franqueadora reunir e administrar o fundo de investimento que irá cobrir as despesas das melhores ações de publicidade possíveis para a rede como um todo. Ou seja, divulgar a rede é um processo contínuo para que a marca não caia no esquecimento.

Gestão financeira

Coordenar uma rede de franquias consiste em dezenas de funções para uma pessoa só.e não existir uma organização e execução eficiente, a gestão financeira da rede pode acabar se perdendo em meio a tantas responsabilidades. Porém, muitas redes não possuem o luxo de ter um profissional especializado nisso ao seu lado. 

Então, mesmo que processos como recolhimento de royalties ou da própria taxa de franquia exijam um bom tempo e concentração que podem ser demais para o franqueador. Além disso, considerando o papel de orientador e suporte que envolve gerir uma franquia, o processo de gestão financeira acaba sendo realidade — em maior ou menor grau — na rotina de trabalho de qualquer franqueador. 

É importante notar que também há uma diferença nessas rotinas a depender do segmento em que a rede atua. Uma franquia de alimentação, por exemplo, pode ter processos diários relacionados ao controle de qualidade dos alimentos que uma franquia de saúde não teria. Dessa forma, é impossível definir uma rotina precisa e generalizada para um franqueador.

Por fim, se torna importante que o franqueador tente ao máximo prever como será essa rotina de trabalho, mesmo com as incertezas do mundo dos negócios. Um ambiente de trabalho organizado pode até mesmo ser um espelho para seus franqueados, que apesar de trabalharem com processos diferentes e menos complexos que o do franqueador, precisam da mesma tranquilidade na hora de gerir suas unidades.

Nesse sentido, vamos conferir uma dica incrível para garantir que essa rotina de trabalho mude para sempre em todo o ambiente interno da sua franquia. Ou seja, tanto para o franqueador quanto para os seus franqueados. Confira!

Como otimizar a rotina de trabalho da sua franquia?

As atividades da rotina de trabalho de um franqueador podem ser muitas vezes repetitivas e tomar um tempo que muitos não têm. Assim, cabe ao franqueador a possibilidade de terceirizar algumas dessas atividades com profissionais específicos, como o gerente de expansão ou uma equipe própria para o marketing e consultorias de campo. Assim, o franqueador pode se envolver a fundo em atividades que realmente exigem dele, como a própria gestão da rede. 

Um sistema para franquias é aconselhável para redes que gostariam de automatizar essa rotina de trabalho. Por exemplo, a disponibilização de manuais e documentos para toda a rede de franqueados pode ser feita por meio da plataforma da Central do Franqueado, onde os franqueados são notificados de novos arquivos. 

A prestação de suporte também pode ser executada de forma remota, com uma Central de Atendimento ao Franqueado especializada em suporte ao franqueado. Ou realizar pedidos aos fornecedores homologados e o franqueador gerencia todo o processo. Assim, evita-se que haja atraso nos pagamentos ou erro nos pedidos. São muitas as possibilidades encontradas na tecnologia e um franqueador que valoriza sua rotina de trabalho não vai querer ficar de fora dessa!

Se tiver dúvidas, que tal bater um papo conosco? Teremos o prazer de apresentar nossa plataforma, criada para tornar mais prática e ágil a gestão de franquias. Esperamos você!

Author Avatar
Filipe Pacheco

Redator em Central do Franqueado