Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Marketing »Google Ads para franquias: como utilizar anúncios pagos para divulgar sua rede
Marketing

Google Ads para franquias: como utilizar anúncios pagos para divulgar sua rede

10 min de leituraDario Ruschel

Sua rede de franquias utiliza o Google Ads para atrair novos franqueados? A ferramenta de anúncios pagos permite que links patrocinados apareçam com prioridade nos resultados de busca dos usuários. Assim, a marca terá maior visibilidade no ambiente digital e, em conjunto com outras estratégias de marketing, você terá em mãos uma campanha de divulgação bem-sucedida para sua rede.

Então, se você deseja aumentar o tráfego do seu website e aumentar o reconhecimento da marca nos mecanismos de busca para potencializar a expansão da rede, continue lendo. Afinal, para te ajudar a conhecer ou qualificar o uso dessa ferramenta dentro do franchising, a Central do Franqueado preparou este guia completo sobre o assunto. 

Neste conteúdo você lerá sobre:

O que é o Google Ads?

O Google Ads é um serviço de anúncios pagos desenvolvido pelo Google para exibir seu site, landing pages ou outros materiais de divulgação da sua marca para usuários que procurarem sobre palavras-chave pré-selecionadas pelo anunciante. 

Ou seja, a empresa do principal mecanismo de busca do mundo desenvolveu a ferramenta como uma oportunidade de fazer dela um canal pago de publicidade.

Em um cenário onde figurar na primeira página de resultados do Google e demais mecanismos de busca é cada vez mais difícil por conta de estratégias de SEO e tráfego orgânico, o investimento no aumento do tráfego pago se mostra muito importante para redes de franquias que desejam garantir o destaque no curto prazo.

Por exemplo, ao pesquisar “franquias de alimentação” no Google, os primeiros resultados certamente serão de redes de franquias que anunciam suas marcas a partir dessa palavra-chave, garantindo destaque e visitas de possíveis interessados. Assim, a ferramenta promete um aumento no número de visitas e inclusive permite estabelecer um limite no orçamento mensal, se adequando a realidade financeira da sua rede de franquias.

Atualmente, o serviço é largamente utilizado em estratégias de marketing digital por todo negócio que quer alcançar públicos-alvo de diferentes perfis, através da utilização de palavras-chave de busca e da segmentação de regiões de alcance. 

Além disso, o Ads (do inglês ‘advertisement’, palavra para ‘publicidade’) é a principal fonte de receita do Google, onde em 2011 já representou 96% dos quase 37,9 bilhões de dólares que a empresa faturou.

Com números impressionantes como esse, é difícil ficar de fora, certo? Por isso, é hora de ver mais detalhes sobre como o Google Ads funciona. Confira!

Como o Google Ads funciona

Em um mundo de informações e possibilidades cada vez mais variadas, os negócios que alcançam seu público consumidor são aqueles que conhecem suas necessidades e seus gostos. 

Por isso, o Google trabalha com a ideia de valorizar anúncios cujo conteúdo tem uma relação mais estreita com a busca realizada, e com isso, dificulta que empresas exibam anúncios nos resultados de pesquisa em setores não relacionados ao seu ramo de atividade.

Com isso, para que uma empresa tenha destaque online, é preciso a elaboração de estratégias bem formatadas e táticas direcionadas de comunicação, a fim de que elas não se percam em meio à vasta quantidade de materiais produzidos diariamente. 

As palavras-chave selecionadas pelo anunciante devem fazer sentido com o conteúdo da página e com a intenção de busca do usuário, não bastando apenas montanhas de dinheiro para gerar resultados.

Falando em valores, geralmente o pagamento ocorre em dois sistemas: CPC (Custo por Clique) ou CPM (Custo por mil impressões). Veja o que cada um significa:

  • CPM (Custo por mil impressões): consiste num sistema no qual o anunciante paga um valor acordado pela quantidade de vezes que o anúncio é visto pelo consumidor, independentemente da sua ação posterior. Neste acordo, normalmente, é estipulado o valor por cada mil impressões.
  • CPC (Custo por Clique): o anunciante paga um valor acordado pela quantidade de vezes que o anúncio é clicado e não apenas visualizado, permitindo assim ao anunciante pagar um determinado valor somente quando o usuário clica em determinada coisa. É considerado por muitos a forma mais justa de publicidade visto que o usuário que realizou a pesquisa apenas clica no anúncio que já está inclinado à compra.

Com o alcance que o Google pode trazer, muitas vezes estamos falando de um investimento significativo. Ou seja, para valer a pena, o Google Ads deve trazer resultados que justifiquem tal aplicação de recursos. Pensando nisso, vamos explicar a seguir por que utilizar o Google Ads no franchising e como fazer bom uso da ferramenta em busca de um retorno satisfatório. Confira!

Por que utilizar o Google Ads para divulgar uma franquia

O potencial de direcionamento e alcance do Google Ads são os principais motivos pelos quais a ferramenta funciona excepcionalmente bem para redes de franquias. Isso porque os links podem ser segmentados a determinadas regiões, o que torna os resultados de busca mais relevantes para públicos-alvo específicos, como localidade, faixa etária, gênero etc.

Por exemplo, se você tem uma franquia do ramo de cosméticos e deseja fazer uma campanha de marketing focada no público feminino, você pode pagar por anúncios específicos para mulheres. Assim, você garante um tráfego muito mais qualificado para seu site.

Assim, a partir do investimento em anúncios com boas palavras-chave e links de redirecionamento, como inscrições para listas de e-mail, a tática se demonstra ótima para a captação e conversão de leads, muito importantes para a criação e manutenção de públicos interessados na marca.

Em um modelo de negócio onde o principal objetivo é expandir, você precisa ter cuidado para não recrutar as pessoas erradas. Expandir sem planejamento e com as pessoas erradas pode facilmente acabar com a reputação que você se esforçou tanto para construir. 

É preciso ter um minucioso processo de recrutamento e uma filtragem nos anúncios pode ser o primeiro passo para garantir que a expansão da sua rede esteja acontecendo da forma correta. Além disso, quando investidores decidem buscar por uma franquia, elas começam a buscar por oportunidades. 

Nesse momento, é necessário que elas encontrem algum tipo de filtro que as faça não perder tempo. O próprio mecanismo de anúncios vai identificar que ela não é o perfil ideal para aquela rede de franquias, de acordo com o perfil empreendedor. Com isso, ela poderá continuar sua busca com outros resultados.

Como otimizar o uso do Google Ads em sua franquia

Outros formatos

Acabamos de ver que é possível segmentar os anúncios de acordo com público, mas você sabia que é possível expor em outros sites? Além de resultados de busca, o Google possibilita que anúncios apareçam em sites com conteúdos relacionados, contextualizados na navegação, através do formato rede de display. 

Na rede de display, anúncios são também exibidos em sites parceiros do Google ou afiliados no Google Adsense (programa de afiliados para ganhar dinheiro com conteúdo on-line ao exibir anúncios do Google). Dessa forma, muitos blogs e portais de notícias sobrevivem ao disponibilizar blocos de anúncios do Google em suas páginas, beneficiando todas as partes envolvidas.

Felizmente, o próprio Google possui algoritmos para direcionar esses anúncios para websites relacionados. Ainda, esse formato se estende para outros serviços do Google, como o YouTube, onde os anúncios funcionam de forma semelhante e aparecem em vídeos relacionados ao tópico.

Encontrando palavras-chave adequadas

Ao selecionar palavras-chave que fazem sentido com seu material, as quais serão digitadas no mecanismo de busca do Google e de sites relacionados, é possível focar na conversão de perfis delimitados de usuários. Quanto mais próximo ao anúncio for a pesquisa, melhor será o ranqueamento com o Google Ads e mais seus anúncios aparecerão ao visitante.

Para isso, é importante analisar a concorrência, a fim de conferir quais palavras já estão sendo utilizadas e quais poderiam ser utilizadas para captar novos usuários. Muitas vezes, palavras-chave de alta busca (geralmente temas mais genéricos, como “franquias”), dificultam o ranqueamento e o ganho de espaço do anúncio. 

Já palavras-chave de médio ou baixo volume de buscas lidam com uma concorrência menor e proporcionam um ranqueamento não muito abaixo das palavras exatas, atraindo conversões da mesma forma. Isso acontece pois quem busca por termos mais específicos provavelmente já conhece sobre o assunto e está mais inclinado a converter. No futuro, esses termos ainda podem se tornar de grande relevância e elevar ainda mais o anúncio nos resultados.

Quanto ao conteúdo interno dos anúncios, lembre-se: ele deve ser qualificado e instigante, pois faz parte dos fatores de ranqueamento. Além disso, para maiores chances de conversão, botões de call-to-action com perguntas ou frases diretas sempre geram curiosidade e engajamento. Fazendo isso você garante que o investimento por clicks não está sendo posto fora.

Redirecionando os Ads a páginas de conversão de leads

Como vimos, muito do sucesso dos anúncios pagos está ligado à qualidade das páginas de conversão de leads — as chamadas Landing Pages. O Google Ads é muito utilizado para esse intermédio, proporcionando o acesso direto às landing pages. 

Essas páginas, elaboradas para campanhas específicas, oferecem mais informações sobre produtos, serviços, promoções e visam o engajamento dos usuários, normalmente possibilitando seu cadastro ao envio de mensagens pela empresa.

É fundamental que as páginas redirecionadas estejam diretamente conectadas à proposta do anúncio, já que o Google confere as similaridades, a fim de proporcionar uma boa experiência aos usuários. Caso as informações entre as páginas sejam muito distintas, o anunciante pode até mesmo ser bloqueado da ferramenta.

Otimizando anúncios e Landing Pages para o celular

Muitos usuários acessam a Internet através dos smartphones. É por isso que o Ads oferece a opção de configuração para mobile. Porém, a melhor otimização do conteúdo não parte só do design da ferramenta. 

Para que você aproveite o potencial de conversão, preste bastante atenção em como os anúncios serão veiculados no formato para celulares, apresentando conteúdos simples e diretos. A disposição e a escolha da informação devem ser mais sucintas e adaptadas às pequenas telas. 

Da mesma forma, a interação pode ocorrer de forma diferente — os botões de call-to-action podem ser integrados ao uso do telefone, por exemplo, através de um “Ligue agora!” ou iniciar diretamente uma conversa via WhatsApp.

Monitore dos dados dos leads

Ao utilizar o Google Ads, é essencial que o anunciante monitore os clicks e conversões geradas pelos anúncios. Assim, é possível conferir o que está funcionando e o que não está, para o aprimoramento de campanhas futuras. É possível verificar a performance da ferramenta em comparação com os hábitos dos usuários com o Google Analytics

Os mais diversos dados podem ser levantados, principalmente em relação ao interesse dos públicos no momento de busca. Para sua rede de franquias, não esqueça de estabelecer as regiões do seu público-alvo. Assim, os anúncios não ficarão perdidos no meio de diversos concorrentes mais bem direcionados.

Além disso, saiba que os resultados do Google Ads são graduais. Analise as conversões diariamente e repense campanhas se necessário. Afinal, é muito mais barato mudar algo logo que notar algum problema do que esperar mais danos financeiros.

Por fim, reunir leads qualificados pode ser muito mais interessante, a longo prazo, do que fazer uma venda pequena. Crie campanhas criativas e mantenha os usuários interessados na sua marca, a fim de que o engajamento continue acontecendo online.

Não exagere

De acordo com a pesquisa do site Demand Metric, 70% das pessoas preferem conhecer uma empresa através de conteúdos customizados do que anúncios pagos. Por isso, se esforce também nas questões de SEO e tráfego orgânico que, embora funcionem melhor a longo prazo, trazem resultados tão qualificados quanto anúncios pagos.

A Central do Franqueado preparou um guia completo sobre tráfego orgânico para franquias, não deixe de conferir!

Continue lendo nosso site para mais dicas a respeito do marketing digital para franquias. Até a próxima!

Author Avatar
Dario Ruschel

CEO da Central do Franqueado