Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Marketing »Endomarketing em franquias: o que é e como implementá-lo em sua rede
Marketing

Endomarketing em franquias: o que é e como implementá-lo em sua rede

11 min de leituraDario Ruschel

O endomarketing é uma estratégia de comunicação interna adotada pelas empresas para melhorar a imagem da marca perante os seus colaboradores. Descubra quais impactos este tipo de ação pode causar na sua rede de franquias.

Alinhar o pensamento dos colaboradores aos objetivos da empresa é um desafio dos empreendedores mundo afora. A verdade é que não há uma fórmula pronta para resolver este problema. O que existem são estratégias de endomarketing que, se adequadas à realidade e ao modelo do negócio, podem produzir efeitos surpreendentes.

Neste conteúdo iremos abordar os seguintes tópicos:

O que é o endomarketing?

Endomarketing é uma estratégia de marketing institucional voltada para procedimentos internos dentro da franquia. Por isso, a estratégia também é chamada de marketing interno. O objetivo do endomarketing é melhorar a imagem da marca entre os colaboradores para aumentar a motivação e reduzir a rotatividade. Em uma franquia, o endomarketing contribui também para melhorar as percepções dos franqueados. 

Vamos supor que um franqueador ofereça um suporte de baixa qualidade e dedique pouco tempo para ouvir as reclamações dos franqueados. Nesta ocasião, a probabilidade dos franqueadores espalharem para os amigos e conhecidos que a franquia é um péssimo negócio é muito alta. 

Franqueadores precisam evitar essas situações. Por isso, franqueados e colaboradores motivados e satisfeitos vão falar mais sobre os pontos positivos da franquia dentro dos seus círculos sociais. A partir daí, todas as pessoas passam a ter uma concepção diferenciada da marca: um ótimo lugar para trabalhar e consequentemente, para consumir produtos e serviços.

Qual a importância do endomarketing?

A comunicação e o marketing interno estão diretamente relacionados com a gestão de pessoas nas organizações. A relação capital/trabalho nunca foi fácil de ser administrada. Pelo que se tem visto nos últimos tempos, este desafio está se tornando ainda maior.

O entendimento de que colaboradores motivados produzem mais e melhor é algo conhecido há muitas décadas no mundo dos negócios. O primeiro teórico da Administração reconhecido por estudar esta área de conhecimento foi o psicólogo estadunidense Abraham Maslow.

Segundo o autor, as pessoas são guiadas por uma série de necessidades. Ele as classificou em cinco categorias distintas e as ordenou conforme suas urgências: fisiológicas, segurança, relacionamento, estima e realização pessoal. Como não poderia deixar de ser, com o passar dos anos, a percepção a respeito do que pode motivar um colaborador evoluiu.

É importante ressaltar que não existe uma definição universal para o conceito de felicidade. Também seria muita presunção da empresa achar que apenas o âmbito profissional é capaz de deixar uma pessoa feliz. Mas a notícia boa é que ele pode colaborar e muito com isso.

Melhorando o seu ambiente de trabalho, a empresa passa a contar com colaboradores motivados. Estes, por consequência, tendem a produzir mais e melhor. O aperfeiçoamento dos produtos e da prestação dos serviços agrega valor e facilita o posicionamento da marca. A qualidade, por sua vez, aproxima os clientes e aumenta a lucratividade da rede. Acho que já deu pra perceber o quanto é importante manter uma equipe motivada, certo?  Mas como é possível fazer isso?

Qual a diferença entre endomarketing, marketing e Recursos Humanos? 

As diferenças entre Recursos Humanos e Marketing são comuns em uma rede de franquias. Porém, é importante lembrar que, enquanto o RH fica responsável pelas necessidades dos colaboradores e o marketing na divulgação dos produtos e serviços da marca, o endomarketing vai se concentrar em aumentar a motivação dos colaboradores para fazer com que eles se sintam importantes dentro da rede de franquias.

Em outras palavras, o endomarketing é uma mistura do departamento de marketing com o departamento de recursos humanos. Por exemplo, treinamentos para capacitar os colaboradores, rodas de conversa para troca de experiência e atividades para promover a valorização do trabalho individual e de equipe são alternativas para aplicar a estratégia de endomarketing em uma franquia. 

Como desenvolver uma estratégia de endomarketing?

Existem diversas estratégias de endomarketing e muitas formas de implementá-las. Em um primeiro momento, a rede precisa ter em mente quais são os seus objetivos e o quanto ela pode investir. Também é importante ressaltar que fazer endomarketing não significa apenas realizar ações de marketing voltadas ao público interno. Como você viu anteriormente, o conceito está diretamente associado à gestão de pessoas nas organizações.

Portanto, é necessário que a área de gestão de pessoas tome conhecimento das necessidades dos colaboradores. Importante ressaltar que uma estratégia focada nas expectativas das pessoas tem muito mais possibilidade de dar certo. Agora que você entendeu o que é o endomarketing e qual a importância dele em uma rede de franquias. Continue a leitura para descobrir como desenvolver uma estratégia de endomarketing. Alinhando objetivos do negócio para transmitir as informações aos funcionários

Transmitir novas informações aos colaboradores é uma das principais tarefas das estratégias de endomarketing. Mas, antes de tudo, é preciso alinhar e estruturar os objetivos que se quer alcançar por meio da campanha. É sempre importante lembrar que fazer endomarketing não significa vender uma imagem idealizada a respeito da empresa, como se tudo estivesse ocorrendo perfeitamente bem e a rede fosse o melhor lugar do mundo para se trabalhar.

Ao contrário, para a estratégia ter sucesso, é indispensável que os problemas sejam encarados com honestidade e transparência. Afinal de contas, é por meio das campanhas de endomarketing que eles podem ser resolvidos.

Escolhendo estratégias de endomarketing

Antes de tudo, lembre-se: as estratégias de endomarketing devem ser flexíveis. Abranger todo o público interno de uma empresa não é uma tarefa fácil. Isto é, porque quanto maior ela for, mais abrangente será o perfil de seus colaboradores.

Empresas grandes costumam contemplar públicos das mais diferentes idades, crenças, ideologias, classes sociais. Como não poderia deixar de ser, cada um desses indivíduos possui um pensamento único. E é justamente aí que mora um dos maiores desafios do endomarketing: fazer com que todas as pessoas tenham a mesma ideia quando o assunto for a marca.

É importante analisar os desejos dos funcionários e planejar uma campanha para promover o comprometimento, o engajamento e a motivação de todos, independentemente da persona. Apostar em linguagens abrangentes, com palavras fáceis e boas imagens, é sempre um bom caminho.

A importância do envolvimento dos gestores na campanha

Se você é franqueador ou franqueado de alguma rede, é de se imaginar que tenha um conhecimento muito mais aprofundado sobre a marca do que sobre seus funcionários.

Por isso, seu envolvimento nas campanhas de endomarketing é fundamental. Além de coordenar o desenvolvimento de um plano de comunicação para as unidades, a participação do gestor também contribui aumentando a motivação dos funcionários.

Franqueados são como líderes nessas ações, pois são representantes dos interesses da marca. Aliás, os gestores têm o poder de divulgar as ações de forma muito mais eficiente do que se elas fossem realizadas por meio de outros tipos de canais, como e-mail marketing e materiais impressos.

Por quê? Porque a transparência de uma conversa aproxima as partes e pode ser adaptada aos diversos segmentos, diferentemente de algo pronto.

7 dicas para aplicar o endomarketing em franquias

Agora que você entendeu o que é o endomarketing, sua importância e como começar a desenvolver o seu plano, preste atenção nas 7 dicas imperdíveis que preparamos para você. 

1. Faça pesquisas com colaboradores

Pesquisas de satisfação para consumidores são comumente usadas em redes de franquia. Mas, e os seus colaboradores? Sabia que aplicar pesquisas de satisfação a eles também é uma alternativa para implementar o endomarketing? 

Afinal, é a partir dessas pesquisas que o setor de recursos humanos vai identificar e atender as necessidades dos colaboradores. Portanto, as informações levantadas por pesquisas vão contribuir para melhorar o ambiente de trabalho e aumentar a produtividade da rede. 

Lembre-se de consultar os colaboradores para saber a opinião deles sobre como solucionar problemas da franquia. Ouvir e dar importância ao que os funcionários dizem aumenta a sensação de pertencimento e melhora o bem-estar geral.

2. Promova palestras motivacionais

A realização de palestras motivacionais é uma das formas mais efetivas de desenvolver o ânimo dos colaboradores. No entanto, esse tipo de ação não deve ser implementada de forma isolada. A principal característica das palestras motivacionais é que elas apelam fortemente para o lado emocional dos participantes. No entanto, os seus efeitos costumam durar curtos espaços de tempo quando não são complementadas por outras iniciativas.

Às vésperas de datas nas quais as oportunidades de se fazer negócio aumentam, realizar ações deste tipo pode ser uma ótima sugestão. Toda a empresa que atua no varejo adoraria poder aumentar o pico de motivação de sua equipe de vendedores na semana do Natal, por exemplo.

Em datas como esta, a realização de palestras que inflam o emocional dos colaboradores costuma gerar bons frutos. Mas esse tipo de evento, por si só, não pode ser considerado endomarketing. Ao contrário, uma boa estratégia de endomarketing deve prever ações permanentes. Investir em webinars para fins educacionais também é uma alternativa para orientar colaboradores e melhorar a performance. 

3. Peça referências aos funcionários 

Contratar colaboradores nem sempre é fácil. Para facilitar o procedimento de seleção de novos colaboradores, pedir uma referência aos seus colaboradores é uma forma de conseguir pessoas qualificadas e aumentar a retenção de talento.

A maioria dos empregados conhece alguém que está precisando de uma oportunidade ou que tem interesse em trocar de profissão. Também, os colaboradores vão se sentir importantes ao opinarem sobre novas contratações.

4. Organize eventos

Há quase cem anos, um estudo conhecido como experiência de Hawthorne deu ares científicos a um conhecimento empírico de todos os gestores: a integração social é extremamente importante para a produtividade de uma empresa.

O nível e a qualidade da produção dos colaboradores é uma resultante do quanto eles estão integrados socialmente. As normas e expectativas vigentes também influenciam estes indicadores. Desta forma, criar um ambiente colaborativo em uma rede também é uma maneira efetiva de melhorar sua imagem perante o público interno. Os eventos de confraternização são uma das melhores formas de pôr esta estratégia em prática.

Importante ressaltar que, aqui, não estamos falando somente nos eventos corporativos, mas também na festa de final de ano da empresa, nas comemorações pelo atingimento de metas, nas confraternizações em datas representativas para a marca, happy hours de final de mês.

5. Benefícios para todos os colaboradores

Em primeiro lugar, é importante que a empresa tenha em mente que o fornecimento de vale-transporte, vale-alimentação, seguro de vida, plano de saúde e qualquer outra assistência que esteja prevista em lei trabalhista não pode ser considerado como um benefício. Isto porque se trata de uma obrigação da qual ela não pode fugir.

Dito isto, existem diversos outros benefícios que podem ser fornecidos aos colaboradores, tais como:

  • Cupons de desconto em estabelecimentos;
  • Apoio financeiro para realização de cursos;
  • Convênio com estacionamentos próximos à empresa;

Empresas que atuam no varejo costumam fornecer comissões por vendas e bonificações pelo atingimento de metas, isso já é conhecido. Mas existem aquelas que pagam 14º e até 15º salário dependendo dos resultados obtidos no ano. Os PPRs — Programas de Participação por Resultado — também são uma realidade nas organizações modernas.

No entanto, é importante ressaltar que nem todos os benefícios têm natureza econômica. Você já pensou que legal seria poder levar o seu filho ao trabalho no dia das crianças para participar de alguma dinâmica? Tem empresas que organizam até mesmo um dia dos pets. Poder realizar trabalhos home-office eventualmente também é um interessante atrativo para profissionais que realizam tarefas que proporcionam este formato.

6. Desenvolva plano de carreiras para os funcionários

Possibilitar que os colaboradores tenham uma visão clara sobre seus futuros profissionais talvez seja a forma mais efetiva de evitar o turnover em uma empresa. Definir metas e fornecer as ferramentas necessárias para elas serem atingidas é algo que faz com que a marca seja muito bem vista pelo seu público interno.

Realizar seleções internas para preencher altos cargos dentro da rede também é uma ótima maneira de motivar os colaboradores. Afinal de contas, contar com funcionários cujos sonhos são liderar um dia a organização é algo que todo gestor deveria querer.

7. Invista em tecnologia

Tecnologia nunca é demais no mercado de franquias. Por isso, a Central do Franqueado desenvolveu o serviço de engajamento para auxiliar franqueadores a aumentar a produtividade da rede de franquias e a melhorar o processo de comunicação com franqueados.

O serviço de engajamento conta com a Central de Atendimento ao Franqueado (CAF) e o módulo Arquivos, que permite o compartilhamento e armazenamento de documentos com praticidade e segurança. Que tal experimentar? Solicite uma demonstração sem compromisso e comprove todos os benefícios desta tecnologia!

E aí, gostou do conteúdo? Então entre no nosso site e confira diversas outras informações sobre o universo do franchising.

Author Avatar
Dario Ruschel

CEO da Central do Franqueado