Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Gestão de Franquias »Tipos de empreendedores: conheça as variações dentro do mercado de franquias
Gestão de Franquias

Tipos de empreendedores: conheça as variações dentro do mercado de franquias

5 min de leituraAndrei Arndt

Conhecer os tipos de empreendedores é fundamental para um franqueador. As estratégias de marketing e a prestação de suporte vão depender do perfil de empreendedor que você está lidando. Aprenda neste artigo quais os tipos de empreendedores e saiba como definir o melhor tipo para a sua rede de franquias.

Neste artigo você vai ver:

Desde o início da pandemia no Brasil, em março de 2020, a maior parte dos empreendimentos e, por consequência, os empreendedores, sofreram com a crise econômica. Segundo dados do Ministério da Economia, em 2020, o número de microempreendedores individuais (MEI) teve um crescimento de 8,4% em relação ao ano interior.  

Desse modo, é possível concluir que as dificuldades econômicas contribuíram para a entrada de novos empreendedores no mercado. Mas e as franquias? Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), a procura pelo investimento em redes de franquia aumentou aproximadamente 10% entre 2020 e 2021. Isto é, mais jovens investidores estão interessados em conhecer o franchising.

Mas quem são esses investidores? Para você ,franqueador, que deseja abrir novas unidades de franquia, conhecer os tipos de investidores é fundamental. Por isso, preparamos para você este artigo para falar sobre tipos de empreendedores.

Quais os tipos de empreendedores que existem no mercado de franquias?

O mercado de franquias é procurado por investidores de diferentes tipos. Mas uma coisa é certa: quem se interessa pelo franchising certamente está contando com o suporte do franqueador para administrar o empreendimento. Por isso, é comum que investidores com pouca experiência em administração de empresas procurem abrir uma unidade de franquia.

1 – Empreendedor individual

Os empreendedores individuais são aqueles que empreendem sozinhos. Também costumam estar acompanhados de, no máximo, um funcionário. O microempreendedor individual (MEI) é formalizado. 

Por isso, além de ter um CNPJ para atuar na venda de produtos ou na prestação de serviços, ele também tem direito a benefícios e auxílios e créditos bancários. Mas você deve estar pensando, o que esse empreendedor tem a ver com redes de franquia? Na verdade, o empreendedor individual não costuma ser o alvo das franqueadoras. Por administrar o negócio sozinho, ele acaba adquirindo experiência sobre gerenciamento, planejamento e execução. 

No entanto, nada impede que esse empreendedor se interesse pelo mercado de franquias no futuro.

2 – Empreendedor informal 

Diferente do microempreendedor individual, o informal não apresenta registros das suas atividades. Nesse sentido, contabilizar a quantidade de empreendedores informais no país é praticamente impossível.

Os empreendedores informais buscam a independência financeira. Por isso, acontece de um empreendedor informal iniciar um pequeno negócio e ir evoluindo aos poucos. 

Para franqueadores, é importante estar alinhado às tendências do mercado de empreendedorismo informal. Por exemplo, se em uma determinada cidade há um crescimento de empreendedores informais que trabalham com a venda de sorvetes. 

Você, franqueador, vai identificar se há possibilidades de aproveitar essa tendência para abrir uma unidade de franquia ou até divulgar sua rede para esses empreendedores. Nesse caso, um investimento de baixo custo, como abrir um quiosque da sua marca, pode ser interessante para esses empreendedores.

3 – Empreendedor do mercado de franquias

Para você que acompanha o blog da Central do Franqueado, certamente leu sobre as vantagens de investir em uma franquia. Empreendedores são atraídos para o modelo de franquias dada a sua facilidade de inserção no mercado. As franquias são marcas consolidadas no mercado e investimentos de baixo risco.

Vale lembrar que empreendedores no segmento de franquias têm à disposição inúmeras variações. Franquias home office são um exemplo. Os empreendedores que se interessam pelo mercado de franquias geralmente apresentam pouca experiência de mercado. Então, para atraí-los, é importante oferecer um suporte de qualidade.

4 – Empreendedor cooperado 

Você já ouviu falar em freelancers? Estes são conhecidos também como empreendedores cooperados. Isto é, eles trabalham de forma autônoma, mas prestam serviços para terceiros. Por exemplo, um designer que trabalha para uma rede de franquias, produzindo materiais gráficos.

Os empreendedores cooperados, portanto, trabalham não em razão de um negócio próprio, mas para contribuir para o funcionamento de uma empresa. Porém, nada impede que este empreendedor cooperado tenha interesse em empreender no mercado de franquias, por exemplo, por meio de franquias digitais.

Os freelancers, geralmente, trabalham com a tecnologia, por isso, é importante ficar atento às novidades tecnológicas se quiser atrair a atenção deles.

5 – Empreendedor social

Visionários, engajados e que adoram trabalho em equipe. Estas são as características dos empreendedores sociais. Eles atuam em organizações não governamentais e instituições. Por exemplo, o Projeto Morada do Beto e Seus Peludos, direcionado a ajudar animais de rua em situação de vulnerabilidade.

Diferentemente dos outros empreendedores, o empreendedor social não está preocupado com o retorno financeiro das suas ações. Ele se preocupa com as causas sociais, ambientais e voltadas para a comunidade. 

6 – Empreendedor serial 

Conhece alguém que executa várias atividades e ainda consegue achar tempo para todas elas? Assim é o empreendedor serial. Envolvidos em inúmeros projetos, estes empreendedores apresentam apenas uma preocupação: aumentar as chances de sucesso empreendendo em várias áreas. 

No entanto, empreendedores seriais dispõem de uma vasta experiência de mercado. Por isso, com base nos erros e acertos do passado, empreendedores seriais vão saber a melhor maneira possível de lidar com vários investimentos ao mesmo tempo. 

Como atrair empreendedores para a minha rede de franquias?

Agora que você conferiu vários tipos de empreendedores, deve estar se perguntando: como atrair empreendedores para a minha rede de franquias? Certamente você se identificou com algum dos tipos de empreendedores da lista. Talvez tenha até mesmo pensado: “este é o tipo de empreendedor que se encaixa perfeitamente no perfil da minha rede de franquias.”

Porém, antes de divulgar a sua rede de franquias por aí, é importante saber onde estão localizados os empreendedores. Quer uma dica? Anuncie a rede em nosso Portal de Franquias!

O Portal de Franquias da Central do Franqueado recebe mais de 100 mil acessos mensais. Já pensou em apresentar a sua rede para milhares de investidores? Cadastrando a sua rede no Portal de Franquias você pode! 

Quer saber a melhor parte? É grátis! Isso mesmo, você aproveita até 25 oportunidades sem colocar a mão no bolso.O que você está esperando? Anuncie gratuitamente e acelere a expansão da sua rede!

Gostou do conteúdo? Então, acompanhe o site da Central e fique por dentro das novidades do universo do franchising!

Author Avatar
Andrei Arndt

Redator em Central do Franqueado