Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Gestão de Franquias »Recursos Humanos: saiba tudo sobre a área que transforma as relações de uma franquia
Gestão de Franquias

Recursos Humanos: saiba tudo sobre a área que transforma as relações de uma franquia

12 min de leituraFilipe Pacheco

Os Recursos Humanos, ou RH, como é popularmente conhecido, é a área profissional que cuida da relação de determinada empresa com o seu público interno. Esta área é focada em atividades estratégicas para potencializar o capital humano de uma instituição e melhorar o ambiente de trabalho e suas relações.

Neste artigo você irá conferir os seguintes assuntos sobre a área de RH:

O que é Recursos Humanos?

Apesar de vir sendo por muito tempo vinculada ao Departamento Pessoal, a área dos Recursos Humanos vai muito além de admissões e demissões. O RH é o setor de uma empresa responsável pela potencialização do capital humano e pela mediação das relações de trabalho

Através de técnicas, estratégias e planos de ação, o RH foca na gestão de pessoas e na melhoria da relação do empregado com a empresa. Essas atividades estratégicas buscam ampliar a produtividade e obtenção de lucros para a instituição a qual se está a serviço. 

Para que serve?

O departamento de gestão de pessoas serve essencialmente para mediar a relação dos patrões com os seus empregados. Através de políticas de RH alinhadas com as da empresa, o profissional irá buscar melhorias para o ambiente de trabalho. O RH visa melhorar a condição de trabalho dos funcionários de modo que estes se sintam bem alocados pela empresa e aumentem sua produtividade.

Confira abaixo algumas das estratégias que o RH pode exercer no ambiente organizacional:

Provisão de um ambiente integrador

Ninguém gosta de trabalhar em um local em que se sinta preso e desmotivado, não é verdade?

Portanto, promover a integralidade do ambiente de trabalho é essencial. Um componente fundamental para este objetivo é a boa comunicação interna. O RH funciona como um intermediador entre patrão e funcionário. Incentivar o feedback constante por líderes de equipes a seus subordinados contribui para a fluidez do grupo. Sendo assim, a comunicação constante é uma das principais missões desempenhadas pelos gestores de pessoas.

Através dessa estratégia do RH, o funcionário deve se sentir relevante dentro da empresa. Com isso, o setor visa prover benefícios a seus empregados. 

Disponibilizar espaços de lazer, dar liberdade de atuação e espaço para opinar dentro da empresa são coisas que também aumentam o engajamento e, consequentemente, a produtividade. Essa fórmula de sucesso é conhecida por ser eficiente e servir de exemplo em empresas como o Google, por exemplo. Organizações de tecnologia são bastante conhecidas por implantar esse tipo de política organizacional e obtém resultados positivos com isso. 

Preservação do capital humano

Além do bem-estar do trabalhador na empresa, os recursos humanos também buscam estratégias de manutenção de talentos. Em um mercado cada vez mais competitivo, a demanda por bons profissionais é muito grande. 

Portanto, após efetuar uma boa contratação, o desafio dos profissionais do RH é de mantê-los na equipe. Estratégias desenvolvidas para o engajamento e motivação são tarefas visadas por esse setor. Essas estratégias podem contemplar desde a definição esclarecida de metas e a importância delas até bonificações salariais a funcionários com bom desempenho. 

Desenvolvimento e desempenho

Mas se engana quem pensa que somente mordomias irão beneficiar a empresa. O estabelecimento de metas e avaliações de desempenho são essenciais no impacto produtivo da empresa. Afinal, o profissional de RH trabalha em prol do crescimento da empresa. 

Desse modo, traçar planos de carreira e desenvolver planejamento estratégico são tarefas que o RH deve manter em foco. O retorno esperado pela instituição no investimento feito em seu capital humano contribui efetivamente para o aumento na produtividade e lucratividade.

Quais as áreas de atuação do RH?

Apesar de ir muito além das funções sistemáticas as quais o RH era direcionado nas empresas, ainda há algumas funções definidas a serem desempenhadas por esses profissionais. Veja abaixo algumas dessas atuações:

Pagamentos e planejamento de carreira

Uma das funções mais básicas na prática do RH é a definição de salários dos funcionários sob sua gestão. Os profissionais desta área realizam pesquisas de mercado de acordo com cada cargo e definem médias salariais conforme esses dados.

Além disso, são os recursos humanos que traçam um plano de carreira para os empregados da instituição a qual trabalham. Exibir aos funcionários as suas trajetória dentro da empresa é fundamental para a área de RH aumentar o engajamento destes em suas atividades.

Desenvolvimento profissional

Outra atuação deste setor é na melhoria profissional dos empregados. A criação de um planejamento de aprimoramento para os funcionários da empresa faz com que eles aumentem sua vontade de evoluir e produzir. Isto pode ser feito através da oferta de cursos, palestras e workshops. Desse modo, o efeito será aumentar a capacidade produtiva e intelectual dos empregados, qualificando a mão-de-obra da empresa. 

Contratações e seleções

O recrutamento de talentos para a organização é uma das atividades do RH mais conhecidas. Criar processos de seleção que filtrem candidatos de acordo com visões e necessidades da empresa são indispensáveis. Com a evolução tecnológica, a implantação de softwares de avaliação de perfil facilitou o trabalho da área, dando mais possibilidades para filtrar candidatos. 

Departamento pessoal

Como já citado, muitas vezes o RH é limitado apenas às funções do DP. Porém, essa é apenas uma área de atuação dos gestores de funcionários. Essa área atua no cumprimento de todas as obrigações trabalhistas e jurídicas com os empregados, como FGTS, previdência social, férias e etc. 

Bem-estar dos funcionários

Estratégias usadas para proporcionar períodos de lazer aos empregados durante seus expedientes já foram mencionadas neste artigo. Mas, não é apenas isso que está ligado à função do bem-estar no trabalho. O RH também é responsável por promover campanhas de prevenção de acidentes e segurança no trabalho. Palestras e programas de conscientização são usadas como políticas do setor para promover a segurança dos trabalhadores e sua integridade.

O que faz o profissional de Gestão de Recursos Humanos?

O profissional de Gestão de Recursos Humanos é aquele que se responsabiliza pela administração do capital humano dentro de uma organização. Tudo que está ligado aos colaboradores desta instituição será gerido pelo RH. Confira abaixo as principais funções desempenhadas por estes profissionais:

  • Seleção e recrutamento de pessoas;
  • Promoção do bem-estar;
  • Treinamento e desenvolvimento profissional;
  • Manutenção de talentos;
  • Departamento pessoal.

Quais as vantagens de trabalhar com RH?

Acompanhando o ritmo da inovação tecnológica, o setor de Recursos Humanos tem sido ampliado constantemente no mercado de trabalho. Vinculado com a psicologia, o RH expande suas estratégias por meio de inovações tecnológicas. Mas não é somente isso. Há outras vantagens que destacam o RH como uma ótima opção de carreira. 

Aumento na demanda

A gestão de pessoas tem obtido aumento frequente na demanda durante os últimos anos. Toda instituição precisa da administração de pessoas. Portanto, é uma área com uma oferta ampla de mercado, que está procurando por profissionais dedicados e dispostos a passar por constante renovação. 

Busca por profissionais inovadores

O mercado de trabalho como um todo está em busca de pessoas que vivem em constante inovação e atualização. É a demanda da geração atual. No setor de RH não é diferente. Devido às constantes atualizações em softwares e ferramentas de contratações usadas pela área, é exigido dos profissionais alta capacidade de adaptação. Além disso, é necessário estar preparado para enfrentar competição, já que o mercado vive com grande demanda. Portanto, promover ações que causem impacto na empresa para qual irá trabalhar, fará toda a diferença na distinção com outros concorrentes. 

Qual o papel do setor de RH em redes de franquias?

Administrar as demandas de profissionais que trabalham a quilômetros de distância uns dos outros é, com certeza, uma função densa. Franquias são organizadas em variadas lojas, cada qual gerida por um franqueado que chefia seus funcionários. O setor de Recursos Humanos de uma rede precisa encontrar mecanismos para suprir o que acontece em todas as unidades de franquia. Só assim o controle de qualidade da empresa é mantido. Por isso, o papel do RH no franchising é claro:

  • Garantir que o suporte aos profissionais está sendo oferecido;
  • Desenvolver políticas empresariais adequadas a serem exercidas pela equipe;
  • Encontrar meios para aprimorar o ambiente de trabalho das unidades de franquia.

Os Recursos Humanos no franchising devem, além de atender às demandas individuais, organizar mecanismos que serão implantados em toda a rede. Ao delimitarem políticas de convivência e normas de conduta bem elaboradas, por exemplo, previnem situações que podem ser facilmente evitadas. Mas, seu trabalho vai muito além disso.

O RH é responsável por garantir que a comunicação entre a franquia está acontecendo de forma fluida. É justamente o contato efetivo entre os profissionais que resolve muitos dos problemas iminentes.

Desde o processo de treinamento de novos funcionários, à solução de crises cotidianas, o RH tem a responsabilidade de gerenciar relações dentro da franquia. Assim, a maior produtividade dos funcionários é aproveitada – algo essencial para o crescimento da rede.

Como dividir funções de RH em franquias?

Claramente, as demandas de trabalho do setor de RH de uma franquia são maiores do que as de uma empresa convencional. Para que todas as unidades sejam atendidas, é necessário segmentar os papéis a serem cumpridos. Colaborando para as tarefas de Recursos Humanos, então, entra a equipe da franqueadora. Os profissionais que constituem esse time são fundamentais para que as conexões entre franqueador, franqueado e funcionários aconteçam. Seu trabalho é reunir informações e realizar auditorias para a evolução da franquia.

Entre eles, estão:

  • Gerente Comercial: responsável por encontrar empreendedores que possuem o perfil certo para serem franqueados, introduzindo-os aos princípios da empresa;
  • Gerente de Treinamento: responsável por organizar a qualificação e treinamento dos novos franqueados;
  • Consultor de campo: aquele que irá, presencialmente, analisar o funcionamento das unidades da rede, com a realização de auditorias.

O trabalho desses profissionais é primordial para que o RH de uma rede de franquias exerça sua função com maior eficiência, pois são eles que terão contato direto com franqueados e funcionários. Tal ponte é necessária para a compreensão do dia a dia da empresa. É assim que soluções mais práticas e diretas são elaboradas.

Dicas úteis para melhorar o RH de franquias:

  • Uma forte tendência no mercado é a utilização de serviços de BPO (Business Process Outsourcing). Esse sistema diminui a demanda de contratação de funcionários de RH para a empresa através da terceirização das funções. Para pequenas e médias redes, a opção é bastante vantajosa, pois torna mais leve o trabalho de franqueadores, os quais muitas vezes têm sobrecarga de serviço. Serviços de BPO podem realizar a seleção de funcionários e até mesmo exercer funções administrativas; o que é interessante para que o franqueador utilize de seu tempo para demandas estratégicas. O modelo diminui custos, pois a contratação de profissionais é dispensada. Além disso, conta com funcionários especializados em RH, o que qualifica o trabalho.
  • Os Recursos Humanos de qualquer negócio são feitos a partir de meios eficientes de comunicação. Em franquias, o contato entre as partes é essencial para a estrutura da empresa. Plataformas online, como a Central do Franqueado, são canais acessíveis e práticos para a utilização em rede. Nosso sistema facilita a prestação de suporte e a realização de auditorias das unidades, por exemplo.

Se você é um empreendedor iniciante no mercado, ou se estiver em processo de transformação para uma rede de franquias, jamais subestime a importância de um bom departamento de RH. Lembre-se que, acima de tudo, uma empresa é feita de pessoas, as quais devem se sentir incentivadas a trabalhar, estando confortáveis em seu ambiente de trabalho. Logo, os Recursos Humanos têm suma importância para o sucesso de toda empresa.

Quanto ganha um profissional de Recursos Humanos?

A remuneração para quem está iniciando no ramo está acima de outras áreas no mercado. O salário base para a Gestão de RH gira em torno de R$ 2,5 mil. O salário médio para um Gestor de Recursos Humanos no Brasil é de R$ 3,8 mil. No entanto, para os mais diferentes cargos dentro da área, os salários podem variar de R$ 1 mil à R$ 28 mil. Confira na tabela abaixo o salário de cada cargo dentro da área de Recursos Humanos: 

Cargo Média Salarial
Técnico em Recursos Humanos R$ 1,4 mil
Assistente de RH R$ 1,7 mil
Analista de Recursos Humanos R$ 2,7 mil
Consultor de RH R$ 3,3 mil
Supervisor de Recursos Humanos R$ 4 mil
Coordenador de RH R$ 4,4 mil
Gerente de Recursos Humanos R$ 7,2 mil
Diretor de RH R$ 21,4 mil

Quais são os cursos da área de RH?

Apesar de ser uma área que contrata com uma certa flexibilidade de cursos, o principal que categoriza esta área é o de Psicologia. Além deste, também há cursos superiores como Administração de empresas e Tecnólogo em Recursos Humanos. No entanto, tem havido aumento na busca por cursos de Coaching e Gestão de carreiras. Muitas das vezes, esses cursos são opções para os profissionais que já atuam nessa área, efetuarem com objetivo de aperfeiçoamento. 

Gostou deste conteúdo? Então aproveite e confira nosso artigo sobre Pirâmide de Maslow e saiba tudo sobre quais as metodologias são utilizadas para determinar quais condições são necessárias para que uma pessoa atinja níveis desejados de satisfação.

Author Avatar
Filipe Pacheco

Redator em Central do Franqueado