Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Gestão de Franquias »Plano de carreira em franquias: alcançando sucesso profissional no franchising
Gestão de Franquias

Plano de carreira em franquias: alcançando sucesso profissional no franchising

6 min de leituraDario Ruschel

Você provavelmente sabe que redes de franquias são modelos de negócio bastante atraentes para empreendedores iniciantes, mas já parou para pensar que o crescimento profissional também é possível no franchising? Embora existam algumas diferenças para carreiras mais convencionais, um franqueado pode ter um plano de carreira e cada vez mais alcançar o sucesso profissional.

Para te ajudar a entender como o céu pode ser o limite para investidores de redes de franquias, a Central do Franqueado preparou este guia completo sobre o assunto. Continue lendo para descobrir tudo sobre a importância de um bom plano de carreira no franchising e como franqueadoras podem utilizá-lo para motivar franqueados.

Neste artigo você lerá sobre:

O que é plano de carreira?

Alcançar a estabilidade financeira no Brasil, mais do que nunca, parece ser uma meta difícil de ser atingida. Por isso, voltamos à questão de o franchising ser uma ótima opção de investimento seguro. Dessa forma, mesmo que os caminhos estejam mais complicados em um cenário de crise econômica, a união de um empreendimento qualificado com um plano de carreira bem desenvolvido possibilita atingir o sucesso profissional.

Mas, o que é um plano de carreira? Primeiro, precisamos começar a entender a estrutura organizacional de uma empresa. Geralmente, empresas são estruturas estabelecidas por um organograma hierárquico, que define funções e cargos específicos. Diretores, gerentes, funcionários: todos fazem parte de tal hierarquia. 

O mesmo acontece em redes de franquias; empresas que, através da segmentação de unidades, expandem-se. A instalação de novas unidades de uma rede só é possível com a contratação de franqueados — empreendedores responsáveis por gerir as lojas, tomando a responsabilidade de representar a imagem da marca em diferentes localidades. Franqueados, assim, fazem parte de uma hierarquia, logo abaixo da franqueadora.

Um plano de carreira em uma empresa leva em consideração seu organograma hierárquico e as possibilidades de crescimento dentro da companhia. Proporcionar um plano de carreira é delimitar o que é necessário para que o funcionário evolua em uma organização, considerando suas competências e o retorno do seu trabalho para a empresa.

Essa é uma forma para que o rendimento do funcionário seja reconhecido e para que seu trabalho seja valorizado. O plano de carreira, por proporcionar a possibilidade de desenvolvimento em uma organização, motiva profissionais a alcançarem melhores resultados, em busca de sucesso pessoal.

Agora, você pode se perguntar: como crescer dentro do franchising? Afinal, em um sistema de tão poucos cargos, não é possível tomar o lugar do franqueador, por exemplo. É bastante simples, você só precisa se lembrar do conceito básico do mercado de franquias, a expansão.

Qual a importância de um plano de carreira no franchising?

Vamos começar definindo uma coisa: o plano de carreira não necessariamente precisa levar a um crescimento vertical, assumindo um novo papel dentro de uma hierarquia. No franchising, esse crescimento pode ser horizontal, levando o franqueado a cada vez mais unidades e evoluindo no seu papel como gestor de franquias. 

Um bom exemplo são aqueles franqueados que começam sua jornada empresarial com um pequeno quiosque dentro de um shopping e se desenvolvem profissionalmente a ponto de gerir unidades em vários estados do Brasil. Ou seja, seu plano de carreira no franchising deu certo a ponto de permitir um crescimento profissional mesmo sem mudar de cargo, apenas evoluindo a própria bolha.

Além disso, franqueadoras precisam fazer parte desse processo, sendo importantíssimo que franqueados sejam incentivados a continuarem trabalhando com a marca. Assim, ao promover o sucesso do franqueado e facilitar o seu crescimento dentro da marca, a rede continua a se expandir e permitindo benefícios para ambos os lados. 

Com isso, respondemos uma popular dúvida: o franchising pode ser interessante para investidores mais ambiciosos? Vimos que sim, é claro. Entretanto, o nível desse crescimento é bastante pessoal, pois muitos acreditam e se contentam com o cenário onde ser franqueado, pagar as taxas de franquia e lucrar com o retorno restante é o limite para empreendedores em redes. 

Nisso, entra a importância de franqueadoras promoverem e enfatizarem os planos de carreira dentro das suas redes, motivando franqueados a crescerem cada vez mais e tornando a marca referência nesse quesito para qualificar a forma de atrair empreendedores, que encontrarão propósito e motivação mesmo investimento em uma empresa que não é de sua propriedade.

Como utilizar o plano de carreira para motivar franqueados?

Vimos que a principal importância de um plano de carreira em franquias não é apenas a manutenção de franqueados em redes, mas sim seu crescimento profissional. Entretanto, o programa não deve ser pensado unicamente para oferecer vantagens para a empresa. Se o pensamento estiver centrado na empresa, as chances de não obter o resultado esperado são grandes.

Para isso, a abordagem deve ser baseada em um conceito chamado franchisee success. Traduzido como sucesso do franqueado, é designado para políticas adotadas por uma franqueadora ao priorizar o sucesso do franqueado como seu objetivo. Nele, quem deve ser posto em primeiro lugar, para que então ofereça retornos para a companhia, é o funcionário. 

Portanto, o franchisee success é a formação de uma cultura empresarial dentro da rede, proporcionando sucesso ao franqueado a partir da relação com o serviço que a franqueadora oferece. Dessa forma, mesmo a organização de uma rede de franquias não sendo convencional (não é como se franqueados pudessem se tornar franqueadores), o desenvolvimento profissional dos franqueados deve ser incentivado e garantido.

O primeiro passo é garantido por lei. O franqueado deve promover treinamentos, manuais e clareza em toda a comunicação com o franqueado. Afinal de contas, a relação entre franqueador e franqueado, por mais que seja hierárquica, deve ser fluida. A partir da confiança mútua, crescimento profissional e reconhecimento do trabalho do operador da unidade, quem sabe o futuro pode reservar outras responsabilidades ao franqueado

Por fim, o plano de carreira e a motivação aos franqueados, em uma rede de franquias, têm suas raízes na parceria próxima entre franqueador e franqueado, a qual é alimentada pelo suporte constante às unidades e pela realização de reuniões. Com isso, ao procurar uma rede para investir, vale realizar uma pesquisa com franqueados atuais para avaliar o grau de suporte e crescimento oferecido. 

Cases de sucesso para promover o crescimento profissional de franqueados

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising, quase 85% das franquias contam com multifranqueados — franqueados que tiveram sucesso em sua primeira unidade e apostaram em um segundo empreendimento com a mesma marca.

Ações comuns para fortalecer o crescimento de franqueados em cenários parecidos são descontos em novas instalações, taxas e matéria-prima, tornando a rede referência de multifranqueados. Além disso, todo o suporte promovido e que criou uma relação de sucesso no primeiro empreendimento pode facilitar novas expansões.

Isso desperta o interesse do franqueado em investir na mesma marca para abertura do segundo empreendimento, gerando ganhos para ambos os lados. A grande vantagem está em realizar uma parceria com um empreendedor já conhecido, o que evita futuros problemas de relacionamento que podem afetar os rendimentos da unidade.

Se você traz essa ideia de crescimento multifranqueado logo no início da relação com o interessado, você potencializa as chances de sucesso da negociação a partir de um plano de carreira atrativo. Assim, a rede de franquias cumpre seu maior objetivo que é expandir e o franqueado o crescimento profissional antes duvidável em um modelo de negócio como o franchising. 

Viu como é possível desenvolver um plano de carreira para seus franqueados? Basta entender as possibilidades e limitações do franchising para construir um ambiente de crescimento profissional que atraia franqueados e os motive a continuar crescendo dentro da marca. Lembre-se: franquia que não cresce, desaparece!

Gostou do conteúdo? Então aproveite e leia mais sobre o universo do franchising no site da Central do Franqueado. Até a próxima!

Author Avatar
Dario Ruschel

CEO da Central do Franqueado