Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Gestão de Franquias »Payback: o que é e como calcular o retorno de investimento
Gestão de Franquias

Payback: o que é e como calcular o retorno de investimento

5 min de leituraAndrei Arndt

Já parou para pensar em quanto tempo você vai recuperar o dinheiro investido? Também conhecido como payback, o retorno de investimento pode ser calculado para avaliar a viabilidade de um determinado empreendimento em diferentes cenários.

Você vai ver:

O que é payback?

O payback indica o tempo de retorno de um investimento. Ao empreender, ter conhecimento do tempo necessário para recuperar o dinheiro investido é uma das principais preocupações dos empreendedores. Calcular o payback significa descobrir o tempo necessário para que os lucros da empresa se igualem ao valor inicial investido.

O payback é considerado um indicador-chave de desempenho e é fundamental que seja calculado antes de investir recursos em um determinado empreendimento. Não há uma regra para o payback. Em alguns casos, o retorno aparece em meses. Mas não é incomum que demore alguns anos. No entanto, quando se trata de retorno de investimento, quanto antes melhor.

O ROI (Retorno sobre Investimento) é um exemplo de indicador-chave de desempenho relacionado ao payback.

Como calcular o payback?

Calcular o payback é simples, mas é importante que ele esteja alinhado ao planejamento financeiro e ao fluxo de caixa

Em outras palavras, para calcular o payback é necessário ter conhecimento acerca do rendimento mensal do seu negócio. Para o cálculo correto, estipular os rendimentos do caixa é fundamental.

A gestão financeira, por sua vez, assume um papel importante na resolução do cálculo de retorno de rendimento. Afinal, nem todos os meses terão rendimentos idênticos. Por isso, a gestão financeira se encarrega de lidar com os eventuais imprevistos. 

O primeiro passo para calcular o payback é selecionar todos os custos relacionados ao empreendimento. Os equipamentos, funcionários, despesas administrativas e operacionais devem ser incluídos. Contabilizar os recursos gastos tendo como base a gestão de custos é um caminho possível para tornar o cálculo mais assertivo e de acordo com a realidade financeira da organização.

Antes de partir para a parte matemática, vale lembrar que existem duas categorias de payback. O payback simples é determinado pelo tempo (anos, meses, semanas) para se recuperar o valor inicial investido no empreendimento. Ele é calculado por meio da soma dos valores do fluxo de caixa até que a soma se iguale ao valor do investimento inicial.

O payback descontado, por sua vez, é descontado do fluxo de caixa e considera algumas taxas. Por exemplo, a Taxa Mínima de Atratividade (TMA), O Valor Presente Líquido (VLP) e o Custo de Capital.  

Como calcular o payback simples

Vamos supor que você queira abrir uma nova unidade da sua franquia para começar o processo de expansão. Para isso, um investimento de capital é necessário. 

Estão inclusos no custo de implantação: o aluguel ou a compra do espaço físico, as reformas para manter a identidade visual, os equipamentos de trabalho, a contratação de novos colaboradores e serviços e as demandas burocráticas para manter o empreendimento conforme a legislação.

Partimos da suposição que a unidade da sua franquia existente apresenta um rendimento mensal de 50 mil reais. Para começar o processo de expansão, o custo é de 200 mil reais.

Faturamento Saldo
0
  • 200.000,00
Primeiro mês 50.000,00
  • 150.000,00
Segundo mês 50.000,00
  • 100.000,00
Terceiro mês 50.000,00
  • 50.000,00
Quarto mês 50.000,00
  • 0 (Payback)

Conforme a tabela acima, o payback demoraria quatro meses para ser alcançado.  Outra maneira de calcular o payback é através de uma fórmula matemática. 

Payback = Investimento inicial / Ganhos no período. Usando o mesmo exemplo anterior, o Payback é calculado pela divisão de 200.000,00 para 50.000,00. O resultado é 4. O que significa que o tempo necessário para recuperar o investimento é de quatro meses.

Vale lembrar que é importante analisar esse dado para decidir se o investimento é válido ou não. Por exemplo, se a franquia consegue se manter por quatro meses sem riscos maiores, o investimento deve ser considerado.

Como calcular o payback descontado

Antes de iniciar o cálculo do payback descontado, confira a seguir algumas das variáveis que influenciam o resultado.

O Custo de Capital é o custo para manter o dinheiro aplicado. Ele envolve o capital de terceiros (financiamentos, empréstimos e recursos de investidores) e o capital próprio da empresa (recursos dos sócios ou dos acionistas). 

Para investidores, a Taxa Mínima de Atratividade (TMA) representa a quantia mínima que eles aceitam receber como retorno e o máximo que alguém pretende pagar ao consolidar um financiamento. São três os componentes básicos da formação da Taxa Mínima de Atratividade

  • custo de oportunidade: relacionado a outras alternativas de investimento, por exemplo, títulos com juros baseados na taxa Selic.
  • risco do projeto: a taxa apresenta um valor coerente com o risco envolvido no projeto. Quanto maior os riscos, maiores são os ganhos.
  • liquidez: tempo estimado para o ativo se converter. 

O Valor Presente Líquido (VPL) é a principal variável que distingue o payback descontado do payback simples. Ele é o valor demonstrativo da quantia disponível no fluxo de caixa, mas com o Custo de Capital ou Taxa Mínima de Atratividade descontada. 

Vamos supor que você pretenda investir em uma franquia e descubra que o valor inicial de investimento é R$ 300 mil. O rendimento anual estipulado é de R$ 100 mil. A Taxa Mínima de Atratividade será definida como 10%. 

Cálculo VPL Saldo
Início

R$300 mil

Primeiro ano R$ 200.000  / (1,10)¹ R$ 181,81 mil

R$ 118,19 mil

Segundo ano R$ 200.000  / (1,10)² R$ 165,28 mil R$ 47,09 mil
Terceiro ano R$ 200.000  / (1,10)³ R$ 150,25 mil R$ 197,34 mil
Quarto ano R$ 200.000  / (1,10)⁴ R$ 130,36 mil R$ 327,7 mil

As informações dispostas na tabela indicam que o payback será pago no quarto ano. Apesar de fictício, os valores demonstram que o cálculo é uma alternativa efetiva para descobrir a viabilidade de um investimento.

Mas ele não é infalível, afinal, inúmeros fatores podem alterar os rendimentos de uma franquia. Tendências de mercado, baixas na economia e até mesmo mudanças na legislação acabam afetando a projeção. Mesmo assim, ao incluir diferentes cenários no cálculo, as chances de acerto aumentam.

Como acelerar o payback?

Não necessariamente um empreendimento que demore mais que quatro anos para retornar o investimento será um fracasso. Sem condição de esperar, muitos investidores procuram caminhos para acelerar o retorno do investimento. 

A gestão de custos é uma saída interessante para acelerar o payback. Por meio dela, é possível elaborar uma estratégia para reduzir os gastos durante o período de payback. 

As taxas também podem ser negociadas para alcançar o retorno com mais facilidade. Por exemplo, a Taxa Mínima de Atratividade. 

Você entendeu que calcular o payback é uma ótima ferramenta para prever o sucesso financeiro do seu negócio? Então não esqueça de conferir o nosso artigo sobre gestão de custos.

Author Avatar
Andrei Arndt

Redator em Central do Franqueado