Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Gestão de Franquias »Qualificação e homologação de fornecedores para redes de franquias
Gestão de Franquias

Qualificação e homologação de fornecedores para redes de franquias

8 min de leituraDario Ruschel

Assegurar um alto padrão de qualidade na entrega de insumos é uma das principais tarefas na gestão de uma rede de franquias e, para isso, é necessário investir na qualificação e homologação de fornecedores. Além disso, ter o controle do abastecimento das lojas é uma maneira de garantir o desenvolvimento e a manutenção do seu empreendimento.

A Central do Franqueado preparou este artigo para te mostrar como tirar o máximo desse processo na sua rede de franquias. Confira!

Neste artigo você lerá sobre:

O que é qualificação e homologação de fornecedores?

Como é determinada a qualidade de uma marca no mercado? São muitas as empresas que proporcionam boas possibilidades de compra ao consumidor e a competitividade é grande. 

Bons produtos e serviços estão em oferta. Mas a real qualidade, aquela que conquista e fideliza clientes satisfeitos, é um diferencial obtido apenas pelas marcas que se preocupam com os processos básicos de produção, como a obtenção dos melhores insumos. 

O franchising, por sua vez, é um modelo de negócio que consiste na replicação de um modelo já bem estabelecido no mercado. Assim, com a concessão do direito de uso fornecida pelo proprietário de uma marca (o franqueador) a um investidor (o franqueado), é possível expandir a marca em diferentes locais e contextos.

No franchising, então, a forma de garantir a oferta das melhores matérias-primas — e consequentemente o início de uma produção de qualidade — é por meio da qualificação e homologação dos fornecedores.

Na homologação, os fornecedores estarão sendo escolhidos de acordo com os padrões estabelecidos pelo franqueador na formatação da rede. Afinal de contas, para que se expanda, a empresa precisa oferecer os mesmos produtos e serviços, com a mesma qualidade, em todas as suas novas unidades.

Para isso, a rede precisa garantir que a compra de matéria-prima e de insumos esteja alinhada com o que é necessário para a confecção dos produtos oferecidos pela marca.

Homologar é ter o primeiro contato com possíveis fornecedores. É a primeira análise. Ao homologar, o franqueador e sua equipe devem ter uma noção exata do que precisam para a produção da rede em suas unidades.

Para isso, é tarefa da equipe da franqueadora qualificar o trabalho dos fornecedores. É assim que a produção das unidades é assegurada e que a experiência ideal de compra dos clientes é garantida.

Como funciona a qualificação e homologação de fornecedores?

Quando falamos de franquias, a preocupação em ter bons fornecedores é ainda maior. Estamos considerando empresas que utilizam das mesmas matérias-primas e insumos em diversas unidades espalhadas pelo país e, em alguns casos, pelo mundo. Logo, abastecê-las de forma padronizada é o que irá definir o controle de qualidade da rede.

O funcionamento das lojas depende da entrega dos fornecedores. No entanto, muitas vezes o trabalho pode ser dificultado devido a distância entre as lojas e a demanda intensa de envios. Otimizar a forma como são feitas as entregas é algo essencial para que o abastecimento das lojas seja eficiente e ágil.

Mas afinal, como saber se o perfil de um fornecedor é o ideal para trabalhar na sua rede? É importante traçar uma lista de qualificações e de características que devem ser compatíveis com o que a rede precisa. Veja algumas a seguir.

Qualificações técnicas dos produtos oferecidos

Por mais evidente que possa ser, é preciso pontuar: a qualidade dos produtos deve ser o primeiro critério levado em conta na hora de escolher um fornecedor. Contudo, os insumos variam de uma área para outra, e cada tipo de item apresenta seus próprios atributos a serem avaliados.

Assim, caso você não seja um especialista no tipo de mterial comprado, é importante ter um profissional especializado nesse tipo de avaliação. No ramo alimentício, por exemplo, é muito importante que você saiba de onde vem cada ingrediente, em que condições são plantados ou produzidos, sob quais processos químicos são submetidos etc. 

Localidade da produção das matérias-primas e insumos e meio de entrega

A localização é importante em dois âmbitos diferentes: onde a empresa se encontra e onde são produzidos os insumos. A distância entre esses dois pontos em relação ao seu negócio é o que resultará no tempo e modo de entrega dos produtos. +

Ou seja, uma fazenda afastada do centro de distribuição, por exemplo, significa que os seus alimentos já terão percorrido um longo caminho antes mesmo de chegar até você. Em que condições esse transporte ocorre? Isso são coisas que com certeza devem ser levadas em conta na hora de tomar uma decisão sobre os fornecedores da sua rede. 

Situação financeira da empresa a ser contratada

Utilizando o exemplo do item anterior: uma empresa com boa condição financeira muito provavelmente terá meios para realizar um transporte de qualidade independente da distância a ser percorrida.

Além disso, o sucesso financeiro da empresa garante o padrão de qualidade na prestação de seus serviços. O êxito de uma empresa demonstra, entre outras coisas, que ela possui uma base sólida e rentável de clientes sérios. Outro ponto é que um franqueador instável ou que esteja em má situação financeira pode entrar em falência repentinamente e deixar a rede sem suprimentos. 

Esses fatores devem ser analisados a fim de que a contratação do fornecedor seja certeira. Até porque a realização do abastecimento é importante para a sobrevivência de toda a rede

Quaisquer problemas poderão deixar a empresa inteira na mão. Prazos de entrega cumpridos e pedidos enviados de forma correta são o mínimo que os fornecedores devem fazer. Imprevistos devem ser raros. Por isso fique muito atento sobre quem você irá contratar para trabalhar com sua rede.

Quais os objetivos da qualificação e homologação de fornecedores?

O objetivo dessa prática é contratar alguém que, além de qualidade, proporciona confiança e segurança no fornecimento de matérias-primas. Desse modo, qualificar fornecedores é um trabalho constante em meio à gestão estratégica de redes de franquias, já que a qualificação consiste na análise da realização do fornecimento com o passar do tempo. 

Para se manter próximo dessas metas e objetivos, algumas questões que devem ser levantadas durante o processo são:

  • O contrato segue como planejado?
  • Ele continua sendo vantajoso em relação ao custo-benefício?
  • As entregas estão sendo feitas no prazo?
  • A qualidade das matérias-primas e insumos continua a mesma?
  • Todas as unidades estão sendo abastecidas adequadamente?

Ao serem homologados, os fornecedores devem estar em um contínuo processo de qualificação. Em cada fornecimento realizado, a franqueadora e o franqueado devem estar atentos para observar se o contrato está sendo cumprido. Qualificar é cobrar pontualidade, bons preços, entregas e serviços adequados, apoio técnico e também exigir exatamente o que foi especificado no pedido.

Por que usar fornecedores homologados no franchising?

A homologação de fornecedores e sua constante qualificação são dois fatores fundamentais. Ela serve não apenas para manter a qualidade da marca, mas para o controle das unidades. 

Com fornecedores homologados, é possível que a experiência dos consumidores seja equivalente em todas as lojas visitadas. Evitando que, por causa de uma unidade, toda a rede seja prejudicada.

Problemas na entrega de produtos e serviços podem acarretar na insatisfação de clientes, o que é prejudicial para a imagem da rede. Logo, fazer um bom trabalho de homologação e qualificação é um uma forma de prevenir problemas futuros e manter a padronização, algo primordial no franchising.

Garantir a confiabilidade e a segurança nos fornecimentos através de um relacionamento mais próximo entre a franquia e os terceiros é também poupar eventuais gastos com inspeções ou problemas com a matéria-prima.

Dica importante

Não esqueça que nem sempre o menor valor de fornecimento é a melhor saída para a sua rede, pois muitas vezes, pagar um pouco mais caro e ter mais qualidade na entrega é muito mais vantajoso.

Independentemente do tamanho da rede ou do segmento de mercado, toda franquia necessita de uma gestão organizacional eficiente. Para isso, a empresa e os fornecedores precisam ter uma relação de interdependência, na qual um beneficia o outro através do comprometimento. 

Apesar de ser necessário um controle periódico, nenhum franqueador tem tempo para acompanhar de perto cada passo do fornecedor. Esse é mais um motivo para contratar bons profissionais — a confiança no trabalho precisa existir.

Seguindo os princípios do Sistema de Gestão da Qualidade, implantado pela NBR ISO 9000, os objetivos organizacionais são alcançados. A política do SGQ envolve, principalmente, o foco no consumidor e o envolvimento das pessoas e dos stakeholders. 

Esse relacionamento, que gera uma boa gestão, produz maior rentabilidade no negócio. Nisso, voltamos para a importância da homologação e da qualificação de fornecedores, que nada mais é do que estreitar relações profissionais.

A solução da Central do Franqueado 

O contato com fornecedores sem dúvidas exige muito do franqueador. Além de homologar e qualificar os prestadores do serviço, é preciso supervisionar toda a operação, que abrange pontos comerciais espalhados por várias regiões.

Mas nós podemos te ajudar! Você sabia que a Central do Franqueado é especialista em tecnologia para franquias? Nós desenvolvemos um software especialmente para você, franqueador, que quer acelerar a expansão da sua rede de franquias.

Nossa solução de ‘Padronização inclui o Módulo Checklist, o Módulo Marketing e , por fim, o Módulo Compras, responsável por controlar as compras dos franqueados e de reduzir gastos desnecessários. 

Com o Módulo Compras você consegue definir os fornecedores homologados, acompanhar o histórico de compras e consultar relatórios visuais sobre todo o processo. Isso mesmo: utilizando a plataforma, você pode identificar as unidades que não compram produtos de fornecedores homologados e gastam em excesso. 

Quer saber mais? Solicite uma demonstração gratuita! Estamos te esperando!

Gostou do conteúdo? Então continue explorando nosso blog e saiba tudo sobre gestão em vendas no franchising! Boa leitura!

Author Avatar
Dario Ruschel

CEO da Central do Franqueado