Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Gestão de Franquias »5 dicas imperdíveis para evitar dívidas em uma rede de franquias
Gestão de Franquias

5 dicas imperdíveis para evitar dívidas em uma rede de franquias

5 min de leituraAndrei Arndt

Dívidas tiram o sono de muitos empreendedores no franchising, pois, dependendo do tamanho do endividamento, o repasse de uma unidade ou a falência da rede são certeiros. Por isso, separamos para você algumas dicas para evitar as dívidas e se tornar uma rede de franquias de sucesso.

Neste artigo você vai ver 5 dicas para evitar dívidas em uma rede de franquias. São elas:

Dívidas são um problema comum no mercado do empreendedorismo. Você já ouviu a frase: é preciso gastar dinheiro para ganhar dinheiro? A popularidade desse ditado reflete a realidade de muitos empreendedores. Embora a redução de custos seja indispensável, às vezes é necessário investir um pouco de dinheiro para movimentar um negócio. 

Porém, devido à crise econômica que estamos vivendo nos últimos meses, a probabilidade do investimento não retornar o investimento é alta. Então, surgem as dívidas, problemas que perturbam não só franqueadores, como também franqueados que aderiram ao mercado de franquias. 

Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), o total de brasileiros endividados chegou a 74% da população em setembro de 2021. Em outras palavras, em tempos de crise, a tendência é de que o endividamento aumente. Além disso, o aumento na inflação, que chega a aproximadamente 10% no ano de 2021, contribui para que investidores recuem na hora de aplicarem os seus recursos.

5 dicas para evitar dívidas em uma rede de franquias

Prestar atenção nas dívidas é uma forma de evitar a falência da rede de franquias, para isso, separamos 5 dicas para você aplicar na sua rede. Boa leitura!

Cuidado com empréstimos 

Praticamente todas as empresas fazem ou vão fazer um empréstimo um dia, principalmente quando é necessário um investimento acima do usual. Por exemplo, para renovar equipamentos, aumentar a qualidade dos serviços prestados ou simplesmente para modernizar os procedimentos. No entanto, é preciso pensar duas vezes antes de aceitar o dinheiro do banco. 

As altas taxas bancárias costumam passam despercebidas por muitos empreendedores, para não entrar em um é importante que o valor pago ao final do empréstimo esteja explícito para o contratante, o que vale também para o retorno em cima daquele investimento. Vamos supor que o valor final de pagamento do empréstimo seja maior do que o retorno para a sua franquia, fica fácil entender que esse empréstimo é uma péssima ideia, certo? 

Por isso, para evitar endividamento com empréstimo de dinheiro, contrate apenas quando o dinheiro emprestado vai ser usado em um investimento.

Gerencie a inadimplência 

A inadimplência em franquias significa estar em dívidas de pagamento em uma conta. Para o franqueado, são várias as possibilidades de ficar inadimplente, por isso, é muito importante realizar um planejamento financeiro. 

Por exemplo, as taxas de franquia, como os royalties, taxas de publicidade e afins, se não forem pagos pelo franqueador podem torná-lo inadimplente. Para o franqueador, uma forma de evitar a inadimplência de franqueados é apresentar na Circular de Oferta de Franquia, de maneira acessível, todas as informações referentes ao pagamento de taxas. 

Também é válido considerar o perfil do empreendedor que está interessado em abrir uma unidade da rede, se ele foge ao perfil, mas tem o capital necessário para dar início ao empreendimento, as chances de ele se tornar inadimplente são maiores do que um investidor interessado que está alinhado com o perfil de empreendedor da franquia. 

Quem trabalha com a venda de produtos sabe que às vezes o pagamento fica para depois. Por isso, você deve ficar atento àqueles que não pagaram por um serviço ou produto que você entregou. Porém, nem sempre você vai cuidar apenas daquilo que você vendeu, por exemplo, ao solicitar matéria prima para um fornecedor, você paga pelo serviço e deve receber o material na data determinada. Se isso não acontece, o fornecedor está em débito com a sua rede de franquias. 

Se você deixa de cobrar aqueles que estão devendo, você prejudica toda a arrecadação da rede de franquias. Nesse sentido, vale investir em uma forma de cobrar os inadimplentes, uma equipe voltada para cobranças é uma alternativa.

Fluxo de caixa 

O fluxo de caixa da rede de franquias apresenta todas as entradas e saídas de dinheiro. Basta analisar os custos de produção, as despesas administrativas e demais consumo de recursos e somar com o saldo positivo, ou seja, as vendas e retornos de investimentos. Dessa maneira, fica fácil descobrir se a franquia está no positivo ou no negativo. 

Além disso, vale lembrar que para executar o fluxo de caixa da melhor maneira possível é necessário um levantamento regular das contas. Ele pode ser diário, semanal ou mensal e deve conter tudo o que a empresa movimentou no período pré-determinado. Quanto mais esse cuidado fizer parte da rotina, mais fácil será elaborar um planejamento financeiro para a rede de franquias.

Nesse sentido, se as dívidas estão pesando no orçamento e prejudicando a margem de lucro da franquia, o fluxo de caixa vai apontar qual o nível de intervenção necessária para manter o empreendimento funcionando.

Índice de Endividamento Geral 

Semelhante ao fluxo de caixa, o Índice de Endividamento Geral é um dos indicadores financeiros mais populares no mundo dos negócios. Ele possibilita calcular como está a situação financeira da empresa. Por isso, é recomendado evitar dívidas em uma rede de franquias. 

Além disso, existem formas de endividamentos distintas que vão exigir diferentes abordagens por parte do franqueador. Por exemplo, há o endividamento total, que está relacionado a um mau investimento de recursos. Há também o endividamento sobre patrimônio, quando a empresa deve o patrimônio para terceiros e há o endividamento de longo prazo, ocasionado por empréstimos.

Aposte na tecnologia para monitorar os gastos

Em uma rede de franquias, a comunicação entre franqueador e franqueado é fundamental para alcançar o sucesso. O endividamento de uma rede de franquia reflete na padronização e na qualidade do serviço prestado. Por isso, acompanhar os franqueados é fundamental para manter o desempenho e evitar o repasse da franquia. 

A Central do Franqueado sabe da importância de manter uma boa comunicação na rede de franquias. Nós desenvolvemos o serviço de Engajamento especialmente para solucionar ruídos de comunicação, franqueados desengajados e problemas na prestação de suporte.

São mais de 200 redes de franquia que já aprovaram as facilidades da Central do Franqueado. Quer fazer parte desse time? Solicite uma demonstração gratuita e conheça nossa solução!

Quer ficar por dentro das novidades do franchising? Fique ligado no site da Central, onde disponibilizamos conteúdos e notícias sobre o mercado de franquias para você aprender cada vez mais!

Author Avatar
Andrei Arndt

Redator em Central do Franqueado