Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Franchising »Conheça as principais vantagens e desvantagens do franchising
Franchising

Conheça as principais vantagens e desvantagens do franchising

10 min de leituraCarlos Griebler

Se você está procurando detalhes sobre o franchising, provavelmente já sabe que redes de franquias estão cada vez mais presentes nas cidades brasileiras. Afinal, existe uma ascensão do formato de negócio que é resultado do trabalho conjunto de dois atores fundamentais: as redes franqueadoras e os franqueados.

Enquanto as franqueadoras se beneficiam de um modelo de negócio com expansão acelerada e uma série de deveres e responsabilidades que acompanham o franchising, franqueados são empreendedores que apostam no sucesso da rede e nas vantagens de empreender com uma marca estabelecida. 

Porém, nem sempre o franchising é a opção ideal para as empresas ou investidores. As vantagens e desvantagens do franchising devem ser analisadas para que o formato seja compatível com o perfil dos gestores e do próprio negócio enquanto produto ou serviço. Continue lendo este artigo para saber mais sobre as principais delas!

Neste conteúdo você irá aprender sobre:

O que é o franchising?

Mesmo que você esteja por dentro das linhas gerais que regulamentam o franchising, é sempre importante esclarecer quaisquer dúvidas. Por isso, antes de entrarmos — de fato — nas vantagens e desvantagens de empreender com o modelo de franquias, é importante entender as bases que o fundamentam.

De forma simples, o franchising é a concessão do direito de uso pelo proprietário de uma marca a um investidor para poder replicar em diferentes locais um formato reconhecido e bem-sucedido de exploração de mercado. Para exemplificar, podemos citar grandes redes como Yogoberry, Calzoon e Maria Açaí, franquias que você com certeza já se deparou em algum shopping ou estabelecimento comercial.

Além disso, outro ponto importante para os cenários que veremos a seguir está nos dois personagens principais que compõem o franchising citados no início desse texto: franqueador e franqueado. Como vimos, o franqueador é o responsável por uma empresa existente que vende os direitos de uso de sua marca. Já o franqueado é um indivíduo qualquer que adquire esse direito de vender os produtos ou serviços do franqueador utilizando seu nome e padrões estabelecidos. 

Mesmo enfrentando uma pandemia, o franchising continua crescendo no Brasil. Franquias souberam adequar processos de produção e venda às limitações e, com isso, comprovou o sistema como um modelo de negócio seguro e flexível. Inclusive, de acordo com dados da ABF (Asssociação Brasileira de Franchising), o mercado de franquias já recupera o faturamento do período pré-pandemia e deve atingir um faturamento anual de R$ 200 bilhões nos próximos anos.

Dessa forma, ao passo que os números aumentam e o mercado se demonstra cada vez mais lucrativo, há mais interesse de investidores no formato. É esse interesse que sustenta o mercado. Afinal de contas, ele viabiliza a abertura de franqueadoras e de novas unidades a partir de redes já existentes.

O franchising é para você?

Apostar na formatação de uma rede de franquias ou na instalação de uma unidade é algo bastante atraente. Afinal, como vimos há pouco, o mercado de franquias já afirmou seu potencial, consolidando-se como opção acessível e certeira para a expansão de negócios.

Todavia, seja como franqueador ou franqueado, existem vantagens e desvantagens ao optar pelo franchising. Por isso, abaixo vamos exemplificá-las de forma mais detalhada, tanto para franqueadores, quanto para franqueados. 

Ao final do texto, faça uma autoanálise: o franchising é o mercado para mim?

Mas já adiantamos: essa pergunta é essencial, pois no final das contas, para que o franchising seja realmente a opção certa para você, sua pretensão deve ser compatível ao funcionamento do formato. Abaixo, você confere as vantagens de apostar no franchising.

Vantagens de apostar no franchising

Assim como as responsabilidades como empreendedor diferem nos papéis de franqueador e franqueado, os benefícios de trabalhar com o modelo de franquias também são diferentes para cada um dos envolvidos no acordo. Por isso, vamos separar as vantagens de apostar no franchising em cada uma dessas partes. Veja!

Vantagens para o franqueador

Podemos começar com um dos princípios básicos que levam empreendedores a formatarem seus negócios como franquias: o franchising é uma forma viável e mais rápida de expansão e consolidação da marca. Sabendo que é ambição de todo gestor ter um negócio de sucesso, o franchising é um formato que dá asas a qualquer empresa, pois facilita sua inserção em novos mercados.

A expansão parte do investimento de empreendedores terceiros, interessados em se tornarem franqueados da marca, que passam a gerir unidades da rede em determinadas localidades, que talvez antes não teriam como ser abrangidas pela companhia. É assim que muitas empresas, hoje em dia, se consolidam em grandes mercados.

Dica: o primeiro passo para um gestor interessado em franquear deve ser a análise de franqueabilidade do negócio. Afinal, nem toda empresa ou serviço deve escolher o franchising como forma de expansão por questões como escalabilidade, concorrência ou posicionamento no mercado

Além disso, destacamos a rentabilidade e redução de custos pelo investimento de franqueados. Como vimos, a instalação de unidades de franquia depende do capital investido pelo franqueado, tornando esse um custo que não cabe ao franqueador no momento da expansão e nem durante a operação da loja. 

Dessa forma, a marca e os lucros crescem sem o franqueador disponibilizar um centavo, apenas o devido treinamento e suporte ao franqueado. Ainda, o franqueador recebe inicialmente uma taxa de franquia, que cobre os custos de seleção e o programa de treinamento dos operadores, bem como a taxa de royalties mensal, que garante a rentabilidade do negócio.

Por fim, com o franchising você tem uma delimitação de um formato fixo com padrões de qualidade. Ao franquear o negócio, o franqueador deve estabelecer o formato no qual sua rede funcionará, levando em conta a estrutura da loja, os métodos de produção nas unidades e toda a atuação dos funcionários da empresa. 

Isso, além de ser judicialmente descrito na Circular de Oferta de Franquia, contribui para a definição de um padrão de qualidade a ser respeitado pelos franqueados — o qual, para que de fato seja seguido, é demonstrado nos programas de treinamento a serem organizados pelo franqueador e sua equipe.

Vantagens para o franqueado

Como é de se imaginar, a principal vantagem para o franqueado é estar investindo em um modelo de negócio estruturado, que já obteve sucesso. Ao invés de começar do zero em tempos de instabilidade financeira, o investimento em uma franquia de sucesso se torna muito mais certeiro para um empreendedor muitas vezes jovem, inexperiente ou apenas receoso em abrir o próprio negócio.

Dessa forma, redes de franquias se tornam opções muito vantajosas para empreendedores dos mais variados perfis, pois abrangem todos os segmentos de mercado. Com isso, o interessado pode entrar em contato com a rede e participar de um processo de seleção. Ao fechar o contrato e investir, estará gerindo um modelo que já foi estruturado.

Já do ponto de vista legal, um ponto estabelecido pela Lei de Franquias reside no treinamento e suporte oferecidos por parte da franqueadora. Eles são essenciais para que o novo franqueado adquira o know-how necessário para que realize a gestão de sua unidade da melhor forma, seguindo os padrões de qualidade e de funcionamento da empresa. O investidor que aproveita esse momento ao máximo estará recebendo um rico aprendizado e potencializando seu sucesso.

Além disso, o operador de uma unidade de franquia nunca está sozinho. Sempre que precisar, pode acionar o suporte da franqueadora para solucionar eventuais problemas que podem aparecer na sua loja. Afinal, o franqueado tem, contratualmente, a garantia de que receberá ajuda quando necessário. 

Desvantagens de apostar no franchising

Nem tudo são flores. Assim como todo tipo de negócio, o franchising possui alguns fatores negativos que podem atrapalhar o sucesso de um investidor. Para detalhar melhor os cenários que podem ser considerados desvantagens, novamente iremos separá-las entre franqueador e franqueado. Vamos lá?

Desvantagens para o franqueador

Começamos nossa lista com uma possível perda de sigilos operacionais e estratégicos da empresa. No franchising, compartilhar alguns saberes e informações que não seriam compartilhados em um negócio convencional é comum. Afinal, os franqueados precisam tanto adquirir o know-how quanto estarem por dentro do posicionamento da empresa perante o mercado para que se sintam seguros ao investir no negócio. 

Portanto, o franqueador deve estar disposto a expor o seu negócio a candidatos que, talvez, não sejam confiáveis ou eficientes. É preciso, também, ter muita cautela na formatação do contrato de franquia, o qual deve ter cláusulas claras a respeito da conduta do franqueado.

Outro problema está na relação com os seus franqueados. Como em toda parceria, existe a possibilidade de haver problemas com franqueados pelos mais variados motivos e as consequências podem ser terríveis. Imagine selecionar empreendedores que trazem complicações para a imagem da empresa?

Para evitar isso, o processo de seleção de franqueados deve ser bastante rígido, pois não é simples voltar atrás ao descobrir um desalinhamento de ideais durante a atuação do operador de uma unidade. Agora, a última desvantagem está relacionada aos custos de formatação da rede

Sabendo que investir capital para formatar uma empresa como rede de franquias é uma parte necessária do processo, é importante estar atento que determinados negócios demandam mais investimento e dedicação do que outros para a formatação de padrões. O gestor deve estar disposto a tirar dinheiro do bolso, mas não sem antes verificar se realmente o investimento vai valer a pena no momento (lembre-se da análise de franqueabilidade).

Desvantagens para o franqueado

Novamente, precisamos falar sobre os custos. O investidor interessado em se tornar um franqueado terá que fazer o pagamento obrigatório de taxas, que podem variar de marca para marca. A taxa de franquia, os royalties e o fundo de propaganda são algumas delas. Portanto, é fundamental que esteja sempre com o orçamento preparado para essa obrigatoriedade. Afinal, principalmente no início, tais gastos podem pesar no bolso e diminuir o retorno esperado para o investidor.

Depois, temos a questão da flexibilidade limitada na gestão de uma unidade. Muitas vezes, o franqueado pode desejar modificar processos em sua loja. No entanto, isso não pode ser feito sem a aprovação do franqueador. Afinal de contas, existe um padrão a ser seguido por todas as lojas e se o empreendedor não está esperando por cenários como esse, talvez seja melhor repensar sua aposta no franchising.

Além disso, lembra como citamos o franchising como porta de entrada para novos empreendedores? Saiba que essa vantagem pode acompanhar um problema: a superdependência do franqueador e sua equipe. Embora prestar suporte ao franqueado seja um dos principais deveres da franqueadora, criar essa relação de dependência pode complicar o sucesso a longo prazo da unidade.

Mas é claro, até certo ponto o suporte é fundamental e uma obrigação, portanto não deixe de consultar sua franqueadora em caso de dúvida ou problemas com a marca. 

Como entrar para o franchising

De forma geral, essas são as vantagens e desvantagens de franquias para quem pretende franquear e para quem pretende ser franqueado. A consolidação da marca e a certeza de uma gestão segura é, resumidamente, a parte positiva. A negativa, se colocamos em análise, seria a dependência entre as duas partes para que haja sucesso em rede. Cabe ao gestor, bem como ao investidor, estarem dispostos a firmar uma parceria com confiança e com os mesmos objetivos.

E aí? Ficou animado com o franchising? Agora que você já sabe as vantagens e desvantagens de um negócio no mercado de franquias, precisa encontrar a rede ideal para você, certo? Para isso, apresentamos o Portal de Franquias da Central do Franqueado!

Por sermos referência no mercado de franquias, desenvolvemos um portal com uma série de marcas estabelecidas, buscando conectar nossa audiência com nossos clientes franqueadores. Entre as categorias disponíveis, temos franquias de todos os formatos, valores e segmentos que vão te ajudar a alcançar tudo aquilo que é proporcionado pelo franchising. 

Além disso, se você está pensando em tornar sua empresa em uma rede, pode conferir nosso guia completo sobre formatação de franquias. Esperamos você!

Author Avatar
Carlos Griebler

Redator em Central do Franqueado