Anuncie

Solicite uma demonstração da plataforma Central do Franqueado

central-logo openMenu
Franchising

Pequenos negócios do franchising: vantagens e opções de investimento no mercado de franquias

7 min de leitura Carlos Griebler


Prestes a atingir a casa dos R$ 200 bilhões em seu faturamento anual, o mercado de franquias — também conhecido como franchising — continua a demonstrar porque é um dos setores que mais atrai investimentos no momento. Entre as razões para esse desempenho, podemos destacar a vasta versatilidade de formatos de operação que o modelo oferece — o que inclui até mesmo pequenos negócios

Além das tradicionais lojas físicas, franquias já adequaram seu funcionamento e operação para quiosques, home-based, dark kitchens, containers, entre outros. Dessa forma, se você deseja abrir o seu próprio negócio, mas não tem muito capital ou espaço para montar a unidade, investir em franquias pode ser a melhor alternativa para pequenos negócios. 

Para te ajudar nesta missão de descobrir como pequenos negócios podem fazer sucesso com o franchising, a Central do Franqueado preparou este guia completo com as vantagens e opções de investimento que o mercado de franquias oferece. Não perca!

Aqui você encontrará informações completas sobre:

O que é o franchising?

Se você ainda não sabe o que é o franchising, não se preocupe — vamos te explicar! Mesmo que não conheça o modelo de negócio em si, é mais do que provável que conheça algumas das marcas de sucesso que utilizam o modelo, como o McDonald’s ou Subway. Já reparou como ambas as marcas estão espalhadas pelo mundo, com diferentes responsáveis, mas os mesmos padrões? Esse é o franchising na prática!

Isto é, o franchising nada mais é do que a concessão do direito de uso de uma marca a um investidor. Com isso, é possível utilizar uma marca conhecida e replicá-la em diferentes locais um modelo bem-sucedido de exploração de mercado. Naturalmente, os primeiros passos de seu negócio serão muito mais tranquilos se comparados a um empreendimento iniciado do zero.

Nesse sentido, se inicia uma parceria positiva para ambos os lados, onde o franqueado se beneficia de um suporte contínuo por parte da franqueadora, que por sua vez recebe uma parcela dos lucros da rede — os royalties. Por fim, para garantir que tudo ocorra bem, o acordo é regido pela Lei de Franquias e estabelecido na COF (Circular de Oferta de Franquia).

Pequenos negócios no mercado de franquias

Agora que você já sabe o que é o franchising, seus principais benefícios e compromissos, é importante entender os formatos de operação que o modelo de franquias oferece. Para começar, sabia que existe uma modalidade de investimento no franchising cujos valores não ultrapassam os R$ 135 mil? 

Elas são chamadas microfranquias. Esses modelos são ideais para quem deseja se tornar um empreendedor, mas não possui muito dinheiro ou tampouco pretende se endividar. Com isso, se tornam as principais opções para aqueles investidores em busca de pequenos negócios no mercado de franquias.

Ainda dentro das microfranquias e do mercado em geral, vimos que um dos principais diferenciais do franchising é sua possibilidade de expansão em diversos formatos. Inclusive, você pode encontrá-los em todos os segmentos, desde alimentação até moda. Por isso, escolha o que mais se encaixa em seu orçamento e proposta de empreendedorismo.

Antes de começarmos, quando falamos em pequenos negócios, é natural nos afastarmos um pouco daquela visão mais tradicional do que consideramos uma loja de franquia. Isto é, embora lojas convencionais continuem sendo o principal formato do mercado, geralmente também é o modelo com os maiores custos (instalações, alvarás etc).

Com isso, este guia terá como foco formatos alternativos dentro do mercado de franquias. Alguns você provavelmente já conhece, mas outros podem surpreendê-lo. Vamos conferir?!

Quiosques

Quiosques são espaços menores, normalmente montados em meio a locais com grande circulação de pessoas, como shopping centers. No entanto, engana-se quem acha que eles se restringem às microfranquias. Afinal de contas, muitas marcas grandes apostam na estratégia por conta do seu custo reduzido. Exemplos são o McDonalds, com os sorvetes, e a Chilli Beans, com seus óculos.

Containers

Você provavelmente já se deparou com mais de uma loja que utiliza containers para sua operação. Em grande parte impulsionado pelo segmento de alimentação, onde restaurantes funcionam dessa forma em rodovias, shoppings ou até mesmo em grandes centros, os containers atendem à necessidade de infraestrutura e oferecem a praticidade que franqueador, franqueados e clientes precisam.

Ou seja, como um pequeno negócio, são opções de espaços comerciais que demandam custos menores de instalação e manutenção. 

Home-based 

Existe um negócio mais enxuto do que trabalhar de sua própria casa? Com o aumento crescente nas práticas de home office e trabalho remoto, franquias home-based (ou online) surgiram como uma viável, oferecendo valores e condições extremamente competitivas. 

Além disso, o formato engloba as mais diversas áreas. Por exemplo, um e-commerce. Dentro do e-commerce, existem dezenas de submodelos de negócio que podem virar sua fonte de renda, como dropshipping, marketplaces e vendas em plataformas digitais.

Vantagens de pequenos negócios

Como vimos, as microfranquias apresentam diversas vantagens que as tornam atrativas tanto para franqueadores quanto para franqueados. Em primeiro lugar, a acessibilidade financeira é uma característica marcante, uma vez que o investimento inicial necessário para adquirir uma microfranquia é significativamente menor em comparação com as franquias tradicionais. Isso abre oportunidades para empreendedores com orçamentos mais restritos ingressarem no universo do franchising.

Assim, a grande vantagem de apostar em um pequeno negócio são os riscos que envolvem seu capital. O país passa, há alguns anos, por um período de instabilidade econômica, e são poucos os mercados que conseguem manter um crescimento mesmo em meio à recessão. Nesse sentido, aliar essa ideia de um negócio menor e de risco controlado com toda a segurança e desempenho que o franchising oferece, é uma saída a se pensar.

Assim, estamos falando de um empreendimento que necessita de um menor capital, pois vimos que graças as microfranquias (e os diferentes formatos) o investimento inicial costuma ser mais baixo, assim como a manutenção. Assim, essas características acabam deixando o empreendimento bem mais viável para investidores que não possuem tanto capital.

Além disso, o capital de giro também será reduzido. Se há menos funcionários, também há menos salários a serem pagos, por exemplo. Com isso, estamos falando de uma excelente opção para quem sonha ter o seu próprio pequeno negócio, mas possui pouco capital para investir. E o melhor? Muitas sequer necessitam de ponto comercial, o que reduz ainda mais o custo da operação.

Por fim, voltamos aos próprios benefícios do franchising. O empreendedor que escolhe o franchising conta com todo o suporte necessário para atingir as metas traçadas. O franqueador é responsável por repassar o know-how sobre a operação e gestão do negócio. Treinamentos, manuais, consultorias, etc — tudo isso fica à disposição de quem entra nesse universo e as chances de sucesso aumentam exponencialmente.

Como escolher um negócio no mercado de franquias?

O principal segredo na hora de escolher um negócio no mercado de franquias é o seu perfil empreendedor. Fora o fato financeiro, são as características de cada franquia, aliadas a sua personalidade como gestor, que irão direcionar o caminho a seguir nesse mar de opções que é o franchising.

Para isso, é hora de fazer uma auto-análise. Assim como negócios realizam uma análise de franqueabilidade para verificar se estão prontas para se tornarem redes de franquias, investidores podem fazer o mesmo ao pensar no próprio perfil empreendedor pessoal, onde segmentos, formatos e valores começam a participar da escolha.

De forma prática, estamos falando basicamente de um filtro. Ou seja, como facilitar ainda mais a busca para encontrar a franquia certa para você. O ponto-chave da questão está na franquia certa, pois a franquia A pode não funcionar para pessoa B e vice-versa.

Se você está pronto para ingressar no mercado de franquias, é hora de começar a filtrar a escolha de sua franquia. O primeiro passo, é encontrar um equilíbrio entre paixão e finanças. Você pode ser apaixonado por um segmento extremamente nichado, mas que pode não trazer o faturamento esperado. Ou ainda, pode possuir curiosidade e vontade de conhecer mais sobre um segmento em alta.

Atenção: não é porque aquele segmento demonstra um resultado financeiro absurdo que seu empreendimento vai dar certo, é encontrar um equilíbrio entre suas preferências e as finanças do modelo. Se você conseguir encontrar um segmento que seja um meio termo entre esses dois pontos, é possível se sentir realizado enquanto também traz um bom retorno financeiro.

Continue navegando pelo nosso site para aprender cada vez mais sobre este modelo de negócio em ascensão que é o franchising!

Author Avatar
Carlos Griebler

Redator em Central do Franqueado


Posts Relacionados à Franchising