Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Franchising »O novo normal do franchising: adaptações e mudanças em um mundo pós-pandemia
Franchising

O novo normal do franchising: adaptações e mudanças em um mundo pós-pandemia

7 min de leituraCarlos Griebler

Já se deparou com o termo “o novo normal” ao navegar pela internet ou nos jornais que leu no último ano? O conceito, cada vez mais popularizado, surge com as consequências da pandemia causada pelo novo coronavírus em todo o mundo, onde ocorre uma normalização do diferente em nossos cotidianos. 

A aderência regular e contínua do álcool em gel, por exemplo, revela bem um desses novos normais. Além disso, o novo normal continua a se fazer presente inclusive no mundo dos negócios, com práticas que devem se consolidar como essenciais em um mundo pós-pandemia. 

O franchising, modelo de franquias que preza pela padronização de seus serviços, foi um dos setores mais afetados pela pandemia e que passou por transformações importantes para adequar seu funcionamento. Então, para te ajudar a conhecer o que mudou no franchising e o que ainda pode mudar em um futuro próximo, preparamos esse guia do que será o novo normal do mundo das franquias. Confira!

Neste artigo você lerá sobre:

O que é o novo normal no franchising?

Como vimos, o conceito de novo normal parte da premissa da normalização de mudanças e adaptações após um período de crise. Nesse caso, a pandemia da COVID-19 que ainda afeta a população de todo o mundo e, obviamente, redes de franquias e empresas em geral. 

Ou seja, com as limitações impostas por governos e municípios, muito mudou. A implantação em massa do delivery, dark kitchens, higienização regular e take away foram algumas das soluções imediatas que alguns segmentos adotaram, contornando as principais dificuldades e evitando perdas ainda maiores.

Nesse sentido, com o avanço da vacinação contra a Covid-19, a expectativa é que, embora possa aliviar o mercado de forma substancial, trazendo novamente bons resultados (o segundo trimestre de 2020 já aponta para uma recuperação), muito do que mudou ainda deve continuar, principalmente as questões logísticas e sanitárias.

Por isso, o novo normal se estabelece como essa nova realidade que empresas enfrentarão nos próximos meses e anos. Enquanto o mundo se recupera de uma pandemia que já causou milhões de mortes, o mercado se adapta e, principalmente o franchising, se mostra como um setor flexível e capaz de suportar crises como essa. 

Os efeitos da pandemia e as adaptações das franqueadoras

Antes dos casos de novo coronavírus explodirem pelo país, a ABF previa um crescimento de 8% para o setor de franquias no ano de 2020. É evidente que essa previsão não foi atingida, mas mesmo em meio a pandemia o franchising continuou apresentando bom desempenho (R$ 167,1 milhões) em setores que foram capazes de absorver e propor as medidas que serão consolidadas no novo normal. 

Entre os setores mais lucrativos, se destacam o de alimentação e o de saúde, beleza e bem-estar. Juntos, os dois setores representam quase metade do faturamento total do modelo de franquias no Brasil e muito se deve ao fato de serem líderes nas adaptações em um momento tão conturbado, como o já citado delivery e outras saídas que contornavam as questões sanitárias. 

No setor de alimentação, redes como hamburguerias e até de bolos pensaram o seguinte: como a presença de clientes em suas unidades físicas era ou proibida ou limitada, a adoção de sistemas como retirada nas lojas e delivery era necessária. Isso, além de ainda permitir a venda dos produtos, reduziu diversos custos de manutenção da unidade.

No segmento de saúde, beleza e bem-estar, as franquias enxergaram uma necessidade do mercado, onde o uso de medicamentos ,artigos farmacêuticos e itens de higiene se tornaram ainda mais fundamentais. 

Então, por que não manter isso para o futuro? Afinal, é uma questão que deve se estabelecer ainda mais no novo normal e que contribui para a redução de custos de operação e facilidade na gestão:o uso da tecnologia. O uso de sistema para franquias, que permite uma otimização do processo de qualidade e comunicação da rede mesmo a distância, também ganhou força nesse novo normal. 

Como se preparar para o novo normal?

Assim como ninguém esperava uma pandemia, ninguém esperava as mudanças que acompanharam esse período. Porém, o que se viu é um cenário surpreendente à medida que surgiram novidades benéficas para o negócio mesmo em um momento complicado.

O novo coronavírus afetou o mundo de forma que o modo de gerir um negócio mudou em 2020. E muitas das consequências que ele trouxe, devem ser definitivas. Dessa forma, se tornou essencial saber como se preparar para o novo normal do franchising. Confira as principais dicas!

Segurança nunca é demais

A pandemia ainda não acabou. Mesmo que você esteja lendo isso meses após a publicação, o mundo provavelmente ainda sente os efeitos de uma pandemia devastadora. Por isso, manter os cuidados será importante em ambientes empresariais, seja com o uso de máscaras, álcool em gel ou distanciamento social.

O home-office veio para ficar

Apesar de não ser uma novidade, o home-office ganhou força nos últimos dois anos. Houve uma adoção em massa por parte das empresas que adotaram o trabalho de casa. Algumas, inclusive, ou planejam manter o modelo ou já retornaram às atividades presenciais com o home-office em certa capacidade, no chamado modelo híbrido.

Outro ponto é para aqueles que desejam ingressar no mundo do franchising. Com esse aumento nas práticas de trabalho remoto, franquias home-based (ou online) surgem como investimentos viáveis, oferecendo valores e condições extremamente competitivas. Ficou interessado? Não deixe de conferir as melhores opções do mercado de franquias home-based!

Mudanças do consumidor

Não foi apenas a gestão e o mercado que mudaram. O consumidor também mudou e agora ele exige certos cuidados e possui outras preferências de compras. Quer um exemplo? O próprio delivery citado várias vezes! A modalidade se mostra cada vez mais atrativa para quem procura combinar a praticidade com a segurança, dois fatores presentes em um mundo acelerado e que enfrenta uma pandemia.

Por isso, empresas e franquias em geral precisam entender a necessidade que é criada no mercado. Não adotar alternativas que atendam todas as exigências desse novo cliente de um novo normal é aceitar a vitória da concorrência. E não se esqueça: o delivery é só uma das mudanças que vieram para ficar, afinal até mesmo fora do escopo da pandemia existem outras tendências de um novo normal como o desuso de plásticos ou uma produção cruelty-free.

Formas de pagamento

A forma como realizamos pagamentos tem mudado por dois motivos: segurança e praticidade. segurança de não precisar andar com dinheiro físico (além de evitar o contato durante uma pandemia) e a praticidade de uma transação PIX ou do consolidado cartão de crédito cada vez mais se estabelece como o normal quando falamos de pagamento.

Porém, fique atento às exceções! Se sua base de clientes é mais velha, desacostumada a usar eletrônicos e cartões de crédito, é cabível o uso do dinheiro e de métodos mais tradicionais como boletos bancários e carnês de pagamento.

Cuidados também são branding

Em um momento de tantos cuidados, pensar diferente pode trazer consequências negativas à sua marca. Se sua franquia, por exemplo, ganhar a fama de não se preocupar com as diretrizes sanitárias, pode gerar protestos que afetarão diretamente o faturamento da rede.

Por isso, se torna outro fator que não deve mudar, por conta do tempo que levará até a imunização de toda a população. Garanta que a higienização dentro das lojas, que pode ser averiguada em unidades por meio de inspeções, esteja ocorrendo da melhor forma. 

Qualquer um que entre em sua loja vai esperar uma excelência em todas as interações com a marca, e a segurança agora figura de vez entre as principais demandas. Da mesma forma, o mesmo tratamento é esperado para seus funcionários, pois sem eles, a rede de franquias não funciona. O público com certeza respeitará as ações da sua marca!

Aposta na tecnologia

Por fim, temos outra ferramenta que auxiliou diversas franquias a se manterem firmes em 2021: a tecnologia. E, como falamos anteriormente, está se tornando uma necessidade, tanto para franqueadores quanto para franqueados que buscam facilitar a vida.

Automatizar e otimizar processos são pilares para a evolução das empresas. Ter ferramentas que facilitem a gestão do seu negócio será um diferencial da sua empresa diante dos concorrentes. Por isso, devemos utilizar a tecnologia como aliada para expansão e crescimento da rede de franquias.

Plataformas online, como a Central do Franqueado, são ideais para gestão de rede e comunicação entre o franqueador e franqueados. Aperfeiçoam até mesmo o controle de qualidade e a expansão da rede. Conheça o sistema para franquias da Central do Franqueado!

Esperamos você! Leia nosso artigo sobre o Feiras de Franquias em 2022 e confira os principais eventos do franchising que você pode participar!

Author Avatar
Carlos Griebler

Redator em Central do Franqueado