Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Franchising »Como montar um negócio no mercado de franquias
Franchising

Como montar um negócio no mercado de franquias

7 min de leituraCarlos Griebler

Você já pensou em montar um negócio e se tornar um empreendedor? Saiba que o mercado de franquias (ou franchising) é uma ótima alternativa, tanto para investidores de primeira viagem ou até mesmo para aqueles com mais experiência. 

Para te ajudar nessa missão, preparamos um conteúdo especial para o início da sua jornada no mercado de franquias. Aqui, você encontrará informações completas sobre:

O que é uma franquia?

Se você caiu de paraquedas e está tentando conhecer mais do processo de franchising, antes de descobrir como montar uma franquia, é importante entender o que, de fato, é o modelo de franquias. Por isso, vamos te ajudar a conhecer esse modelo de negócios que não para de crescer!

Você, como empreendedor em potencial, com toda a certeza já fez ou pensou a respeito da seguinte pergunta: “como abrir uma unidade da marca X?”. Além de diversos valores e alguns detalhes do processo que possa ter encontrado, como entrevistas e o pagamento de taxas como royalties, existe todo um conceito que pode responder essa pergunta: o franchising

De forma simples, o franchising é a concessão do direito de uso pelo proprietário de uma marca a um investidor para poder replicar em diferentes locais um formato reconhecido e bem-sucedido de exploração de mercado. Para exemplificar, podemos citar franquias como Calzoon e Maria Açaí, redes que você com certeza já se deparou em algum shopping ou estabelecimento comercial.

Nesse sentido, mora o grande ponto do modelo de franquias, a padronização. Essas franquias que você frequenta ou conhece, que se difundem até mesmo por todo o país, possuem as mesmas características independentemente da região em que se encontram. Dessa forma, ocorre um fortalecimento da marca que permite ao franqueado iniciar sua trajetória já com certo respaldo.

Como franqueado, você adquire esse direito de vender os produtos ou serviços do franqueador utilizando seu nome e padrões estabelecidos pela franqueadora. Além disso, assim como em todo negócio, tal conjuntura gira em torno do lucro. Para o franqueador, existe uma parcela dos lucros de todas as franquias que ele recebe, os já citados royalties. Além disso, todas as questões burocráticas, como taxas e a COF (Circular de Oferta de Franquia) são regidas pela Lei de Franquias.

Como montar um negócio no mercado de franquias?

O primeiro passo você agora já sabe: conhecer o sistema de franchising, seus principais benefícios e compromissos. Assim, podemos continuar nosso passo de como finalmente montar um negócio e realizar seu sonho de ter o próprio empreendimento. Confira!

1. Avalie seu perfil empreendedor

Mesmo que geralmente indicado para novos empreendedores, o modelo de franquias, como característica, tem uma vasta versatilidade, tanto de formatos dentro do modelo quanto a diferentes perfis de empreendedor

Mesmo assim, antes de começar a escolher a franquia que você deseja investir, é preciso realizar uma auto-análise para compreender o seu perfil e qual os objetivos e formas de trabalhar que você busca. Lembre-se que gerenciar uma franquia envolve ainda mais burocracias em comparação com um negócio comum. 

Portanto, nem sempre todos estão prontos para assumir essas responsabilidades. Estar disposto a enfrentar todos os processos de aprendizado de know-how, implantação, treinar funcionários, tudo é um processo longo e muitas vezes cansativo. 

2. Escolha o melhor segmento para você

Se você está pronto para ingressar no mercado de franquias, é hora de começar a filtrar a escolha de sua franquia. O primeiro passo, é encontrar um equilíbrio entre paixão e finanças. Você pode ser apaixonado por um segmento extremamente nichado, mas que pode não trazer o faturamento esperado. Ou ainda, pode possuir curiosidade e vontade de conhecer mais sobre um segmento em alta.

Assim, você pode encontrar um meio termo entre esses dois pontos. Escolher um segmento que você se sinta realizado, mas que ao mesmo tempo deve trazer um bom retorno financeiro.

Atualmente, os destaques do mercado, após um ano de pandemia e abalos no mercado, foram o segmento de Alimentação e Saúde, Beleza e Bem-Estar. Juntos, os dois setores representam quase metade do faturamento total do modelo de franquias no Brasil, demonstrando o porquê de serem as principais para negócios lucrativos na hora de investir. 

Quanto ao desempenho por segmento, a pandemia acabou afetando alguns setores mais do que os outros. Abaixo, você pode conferir (em bilhões) o quadro completo de faturamento do franchising em 2020 por segmento:

SEGMENTO FATURAMENTO TOTAL 2020 
Alimentação 40.898
Saúde, Beleza e Bem Estar 35.276 
Serviços e Outros Negócios 26.648
Moda 19.153
Casa e Construção 12.429
Serviços Educacionais 10.934
Hotelaria e Turismo 6.673
Comunicação, Informática e Eletrônicos 6.063
Serviços Automotivos 5.973
Entretenimento e Lazer 1.823
Limpeza e Conservação 1.317

3. Avalie os formatos de negócio

Outro dos principais diferenciais do franchising é sua possibilidade de expansão em diversos formatos. Geralmente, você pode encontrar os formatos a seguir em todos os segmentos. Por isso, escolha o que mais se encaixa em seu orçamento e proposta de empreendedorismo.

Entre eles, podemos destacar:

  • Lojas físicas: o modelo clássico continua popular, mesmo com o crescimento do e-commerce. Segundo dados da ABF, lojas convencionais continuam sendo o principal formato utilizado pelos consumidores na hora de efetuar suas compras. No franchising, cerca de 70% das vendas ocorrem presencialmente. Inclusive, cerca de 88% das unidades brasileiras de franquia funcionam dessa forma. Porém, geralmente é o modelo com os maiores custos (instalações, alvarás etc).
  • Quiosques: são espaços menores, normalmente montados em meio a locais com grande circulação de pessoas, como shopping centers. No entanto, engana-se quem acha que eles se restringem às microfranquias. Afinal de contas, muitas marcas grandes apostam na estratégia por conta do seu custo reduzido. Exemplos são o McDonalds, com os sorvetes, e a Chilli Beans, com seus óculos.
  • Containers: opções de espaços comerciais que demandam custos menores de instalação e manutenção. Você provavelmente já viu restaurantes funcionando dessa forma em rodovias, shoppings centers e até mesmo em postos de gasolina. Pequenos, nem toda rede de franquias que consegue operar no tamanho que ele oferece.
  • Home-based: com o aumento crescente nas práticas de home office e trabalho remoto, franquias home-based (ou online) surgiram como uma viável, oferecendo valores e condições extremamente competitivas. Esse formato engloba as mais diversas áreas. Por exemplo, um e-commerce. Dentro do e-commerce, existem dezenas de submodelos de negócio que podem virar sua fonte de renda, como dropshipping, marketplaces e vendas em plataformas digitais.

4. Contato com a franquia 

Agora que você conhece os principais segmentos, modelos e formatos, é hora de definir os principais candidatos e entrar em contato. Esse momento pode envolver uma entrevista para avaliar o perfil do candidato, negociação de valores e a entrega da Circular Oferta de Franquia (COF). 

Este documento irá especificar todas as responsabilidades do franqueado e deveres da franqueadora. Após isto, basta a assinatura do contrato de franquia e o negócio estará fechado.

5. Escolha do ponto comercial e treinamentos

A escolha de um ponto comercial é um passo essencial para o sucesso de uma franquia. Sua unidade precisa preencher alguns requisitos, como fácil acesso, estacionamento e uma boa visibilidade para exposição da marca. Até mesmo em shoppings centers a localização interna é essencial e tem preços bastante variados por conta do fluxo de pessoas.

Temos um e-book sobre geomarketing onde orientamos a escolha de ponto comercial com base em onde seus clientes estão e como se comportam em cada local. Além disso, a escolha é feita junto da franqueadora, que auxilia na escolha e orienta o novo franqueado. 

Depois, temos a fase de treinamentos. Nos programas de treinamento de uma franquia, é fundamental que a franqueadora encontre as melhores formas de transferir esse conhecimento aos novos franqueados. 

Afinal, foi esse porto seguro que atraiu os franqueados em primeiro lugar. Assim, é necessário buscar por redes que tenham um bom processo de capacitação com explicações e manuais que garantam o sucesso do franqueado.

Onde encontrar uma franquia para investir?

Agora que você já sabe o tamanho da oportunidade de montar um negócio no mercado de franquias, precisa seguir nossas dicas para encontrar a franquia ideal para você, certo? Para isso, apresentamos o Portal de Franquias da Central do Franqueado!

Por sermos referência no mercado de franquias, lançamos um portal com uma série de franquias estabelecidas, buscando conectar nossa audiência com nossos clientes franqueadores. 

Entre as categorias disponíveis, temos as franquias de todos os formatos e segmentos que vão te ajudar a alcançar tudo aquilo que contamos neste artigo. Temos opções de segmentos e investimentos para todos os gostos e visões. Não perca!

Author Avatar
Carlos Griebler

Redator em Central do Franqueado