Logo Central do Franqueado2
  • Facebook Central do Franqueado
  • Copiar Link Central do Franqueado
  • Twitter Central do Franqueado
Central do Franqueado »Engajamento »Políticas internas no franchising: saiba como potencializá-las na sua rede
Engajamento

Políticas internas no franchising: saiba como potencializá-las na sua rede

8 min de leituraDario Ruschel

Toda empresa que quer atingir o sucesso e o reconhecimento no seu ramo de atuação deve procurar uma identidade muito particular, a fim de alcançar um posicionamento de mercado forte. Isto é, um negócio encontra força para ir para a frente a partir de uma visão — compartilhada por gestores e funcionários — direcionada ao mercado e ao público-alvo da marca.

As políticas internas de uma instituição têm esse objetivo: delimitar valores a serem incorporados por todos dentro da empresa. Desta forma, os consumidores passam a reconhecer seus diferenciais em relação à concorrência. Você já deve imaginar a importância disso para redes de franquias, certo?

Visando te ensinar ainda mais sobre esse recurso muito importante para o franchising, a Central do Franqueado preparou este artigo completo sobre o tema. Não perca!

Neste artigo você lerá sobre:

Políticas internas: o que são e qual seu papel em franquias

Pois bem, definir e comunicar políticas internas é algo necessário para a existência da marca antes mesmo da própria expansão. A partir delas, a empresa pode ser formatada em rede, fundamentando e padronizando seus processos através de princípios e objetivos estabelecidos.

Elas devem ser vividas tanto por gestores quanto por funcionários. A intenção é que a rede tenha sinergia e consiga oferecer a mesma proposta em todas as suas lojas.

A comunicação de políticas empresariais muitas vezes não é prioridade para gestores. Mas, se você é franqueador, saiba que elas têm suma importância para o sucesso de sua rede. Neste post falamos mais sobre isso e trazemos algumas dicas sobre como as políticas internas podem ser disseminadas a franqueados e funcionários.

O nome ‘políticas internas’ já é bem direto e não exige grande explicação. Porém, é interessante diferenciarmos, entretanto, tais políticas das cláusulas de um contrato de trabalho, que tem parâmetros obrigatórios em qualquer empresa.

Diferentemente dele, que diz respeito aos direitos e deveres do profissional, as políticas internas funcionam como uma espécie de regulamento. São normas a serem seguidas por todos os profissionais durante o período em que o contrato estiver ativo e durante o dia a dia do negócio.

Elas delimitam como os gestores e funcionários devem se portar em meio à rotina de trabalho, à tomada de decisões e ao relacionamento entre colegas e clientes. Em termos mais práticos, podemos dizer que as políticas internas definem, por exemplo, os protocolos a serem seguidos na hora de dar um feedback ou redigir um relatório sobre as operações que dão exclusivamente no ambiente interno da empresa.

De horários, à operação de máquinas, à elaboração de campanhas de marketing, todas as políticas devem ser elaboradas de acordo com os princípios da organização. Esses, são determinados a partir da missão, da visão e dos valores da empresa. Mas, de onde surgem essas informações?

Ao reconhecer os diferenciais da instituição, gestores podem facilmente delimitar esses aspectos e criar políticas internas claras. Assim, a forma como os produtos são produzidos, a maneira como os clientes são atendidos e todo tipo de especificidade do negócio é incorporado pelos funcionários através das normas empresariais.

Em franquias, tais políticas adquirem uma importância maior. Por terem função de padronização através das normas, elas são fundamentais para o funcionamento da empresa em rede e para a sua expansão. Qual, exatamente, é seu papel quanto a isso?

Formatar a marca de franquia

Antes de se tornar franquia, um negócio precisa ter princípios e políticas bem definidos. Por quê? Porque eles serão os alicerces para a formatação da rede e para o fortalecimento da marca e sua inserção no mercado.

Uma rede que tem um bom branding é muito mais atraente para investidores e pode ser replicável mais facilmente. As políticas internas são parte fundamental no processo de definição da marca.

Padronizar treinamentos e processos

O sucesso da expansão de uma rede de franquias depende dos programas de treinamentos para transmissão de know-how aos novos franqueados. Esses treinamentos são a base da gestão de unidades e envolvem, assim como os gestores, a capacitação dos funcionários, como manterão contato com fornecedores, como administração suas lojas etc.

Nem precisamos dizer que a padronização de treinamentos e processos é proveniente das políticas da rede, certo?

Manter o controle de qualidade nas unidades de franquia

Por mais que o controle de qualidade da franquia tenha base na capacitação dos franqueados e funcionários, diferentes situações com clientes e fornecedores podem acontecer no dia a dia das unidades.

É fundamental que, em casos específicos, os profissionais saibam se portar de acordo com as políticas da empresa, a fim de que soluções sejam tomadas de acordo com os padrões da marca. É assim que as unidades de franquia mantêm sua qualidade em comparação aos parâmetros da rede.

As vantagens de boas políticas internas

Agora que você já conhece o conceito e suas particularidades, vamos conferir as principais vantagens de boas políticas internas de mercado no franchising. Confira!

Fidelização do cliente

Um grande objetivo das políticas internas é organizar os processos da empresa para que, como resultado, se consiga um lugar de destaque na mente do consumidor. Ao se posicionar acima da concorrência, você garante a fidelização dos seus clientes atuais, mostrando que a sua empresa merece a preferência deles.

Controle da imagem

Boas políticas internas de mercado também proporcionam mais controle sobre a imagem da empresa. Isto é, uma vez que — dentro da empresa — todos entenderem o que se espera da marca, será muito mais fácil expor isso para o público geral. Em suma, as marcas com altos níveis de autoconhecimento interno exercem maior influência externa e podem se diferenciar constantemente dos concorrentes.

Aumento da competitividade

Obviamente, as políticas internas bem definidas determinam o nível de competitividade da empresa em relação aos seus concorrentes. Quanto mais vinculada for a ideia de que a empresa precisa entregar mais do que outras empresas da sua área, maior o esforço para superar a oferta da concorrência e disputar a atenção do consumidor.

Clareza nas decisões

Outra vantagem é ter mais clareza na tomada de decisão e definição de objetivos da empresa. Saber exatamente o que se espera da sua marca facilita muito os movimentos estratégicos de mercado, uma vez que estarão todos alinhados aos mesmos objetivos.

Como comunicar políticas internas em rede?

Não há rede de franquias sem comunicação. É ela que possibilita a transmissão das políticas empresariais entre franqueadores, franqueados e funcionários. Mas, como garantir que as normas internas sejam constantemente disseminadas em meio à expansão da rede?

A questão não é um bicho de sete cabeças, entretanto, ela deve ser resolvida desde o princípio. Se você é franqueador, ou pretende franquear seu negócio, preste atenção nas dicas a seguir e tenha certeza de que as políticas da sua empresa estão sendo compartilhadas.

Aborde-as nos programas de treinamento

Ao criar um programa de treinamento aos franqueados, tenha aulas e mecanismos voltados especialmente para a apresentação das políticas da empresa. Contar com ferramentas EAD é uma forma de disponibilizar materiais para consulta aos novos gestores, como manuais de conduta. Assim, eles podem ser acessados facilmente a qualquer momento para retirada de dúvidas ou alguma consulta pontual.

Dissemine campanhas de endomarketing

Campanhas de endomarketing nada mais são do que ações feitas internamente na empresa, com o objetivo de disseminar ideias e melhorar o ambiente, visando sempre possibilitar o trabalho em equipe. Elas são ideais para que franqueados e funcionários sejam constantemente lembrados das políticas da empresa.

Estas iniciativas costumam ser muito eficientes em redes de franquias justamente por comunicarem de forma padronizada. Então, invista nelas pensando na construção de uma cultura organizacional alinhada e coesa.

Conte com canais integrados de comunicação

Ter à disposição um sistema de comunicação que integre o franqueador, franqueados e fornecedores é mais do que tornar o contato às unidades mais acessível e prático. É, também, ter a possibilidade de exercer o controle de qualidade da rede.

Considerações finais

E aí, parece difícil manter um bom relacionamento com seu parceiro de negócios? A Central do Franqueado pode te ajudar!

Como parte da solução de ‘Engajamento’ do nosso sistema para franquias, a Central disponibiliza dois módulos para auxiliar ambos franqueadores e franqueados no processo de comunicação, recurso essencial para a saúde da sua rede.

O primeiro deles é o CAF (Central de Atendimento ao Franqueado). Nele, as trocas de informação ficam registradas na plataforma, que envia alertas sobre os prazos para o franqueado não esquecer de compromissos importantes.

Com a plataforma, você ainda marca reuniões, envia comunicados e presta suporte à sua rede de forma segura e com toda a praticidade da nossa ferramenta. Sim, tudo em um único lugar!

O segundo é o módulo Arquivos, uma ferramenta que permite armazenar arquivos importantes da sua rede em lugares de fácil acesso. Tratando-se de segurança, todos os dias são realizados backups com todas as informações do sistema. Então você não precisa se preocupar!

Quer contar com o auxílio da Central na tarefa de engajar franqueados? Não perca muito tempo e agende uma demonstração gratuita! Vamos te apresentar a plataforma e tirar todas as suas dúvidas.

Gostou do conteúdo? Então continue explorando nosso blog e descubra tudo sobre a satisfação dos clientes no franchising! Boa leitura!

Author Avatar
Dario Ruschel

CEO da Central do Franqueado