Como desenvolver uma visão empreendedora

Já está mais do que comprovado que o franchising se tornou uma ótima opção de negócio tanto para quem quer expandir uma marca quanto para quem está pensando em se tornar o próprio patrão. Mas afinal de contas, quais conhecimentos o investidor precisa aprimorar antes de ingressar neste promissor mercado? Descubra algumas dicas de como desenvolver uma visão empreendedora.

Antes de ingressar em qualquer negócio, a primeira coisa que um investidor precisa fazer é conhecer tudo sobre ele. No franchising não é diferente.

Ao contrário dos modelos de negócio convencionais, o franchising é cercado por diversas características e particularidades. Mas não se preocupe: a gente ajuda você a entender cada detalhe.

Descubra tudo a respeito do franchising

Caso você ainda não conheça, o franchising consiste na concessão de um direito de uso, fornecida por uma franqueadora, para que o franqueado possa replicar em outras localidades um formato reconhecido e bem sucedido de negócio.

Ao aderir a uma franquia, em vez de realizar todos os procedimentos necessários para pôr o estabelecimento em funcionamento, gerir a imagem da marca, contratar e treinar colaboradores, negociar o fornecimento de matérias-primas, além de cuidar da parte administrativa, o empreendedor se associa a um modelo de negócio pronto e que comprovadamente deu certo.

Obrigações da franqueadora

Após a assinatura do contrato de adesão, o franqueado recebe todo o suporte necessário para implementar e gerir o seu negócio. A transmissão de know-how abrange desde as tarefas operacionais até o que diz respeito a questões contábeis e administrativas.

Contrapartidas do franqueado?

Como não poderia deixar de ser, para poder usufruir de tantas facilidades, o franqueado tem que arcar com alguns encargos. As principais cobranças são:

Todas as obrigações impostas ao franqueado devem estar discriminadas na Circular de Oferta de Franquias (COF). O documento deve ser entregue ao interessado, pela franqueadora, pelo menos 10 dias antes da assinatura do contrato de adesão.

Todas as demais regras instituídas para o franchising estão previstas na Lei de Franquias. Caso você esteja interessado em fazer parte deste modelo de negócio, é indicada uma leitura atenta da legislação.

Como desenvolver uma visão empreendedora

Ainda não surgiu um manual estabelecendo um passo a passo definitivo sobre como desenvolver uma visão empreendedora. No entanto, há um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes que são compartilhadas por praticamente todos os gestores bem sucedidos. Dentre elas, podemos destacar:

 

  • Iniciativa: O empreendedor de sucesso é aquele que tem personalidade para colocar em prática um projeto mesmo quando muitos tentam demovê-lo da ideia. Ou seja, não basta apenas enxergar uma oportunidade de negócio, ele tem que sair do papel;
  • Liderança: O bom gestor precisa saber lidar com seus colaboradores, de forma a mantê-los motivados para atingir as metas estipuladas. É importante ressaltar que liderança não é a mesma coisa que autoridade formal;
  • Persistência: São poucos os negócios que geram bons resultados já início de suas operações. Ou seja, os frutos não crescem do noite pro dia. O empreendedor de sucesso é aquele que tem perseverança para suportar os momentos difíceis e aprender com as dificuldades.
  • Planejamento: A capacidade de planejamento é uma das virtudes mais importantes dos empreendedores de sucesso. Afinal de contas, para um negócio dar certo, não basta apenas motivação e persistência. Para atingir os objetivos traçados, a empresa precisa saber concentrar da melhor forma os seus esforços;

Visão empreendedora: o que significa “empreendedorismo”?

Existem diversas definições para o termo “empreendedorismo”. O conceito conhecido popularmente vem da palavra francesa entrepreneur, que significa “atravessador” — elo entre a fonte fornecedora e o consumidor que assume riscos para realizar a intermediação.

Na Administração, uma das definições mais conhecidas é a do economista norte-americano Joseph Schumpeter. Ele classificou o empreendedorismo como o fenômeno responsável pela destruição criativa. Ou seja, ao buscar por novas oportunidades de mercado, o empreendedor acaba deixando pra trás o que é ultrapassado e gerando inovação por meio do desenvolvimento de novos produtos e métodos de produção.

Vale Ler:  Como oferecer o melhor suporte para franquias em sua rede

Portanto, dentro desta concepção, o empreendedorismo seria a vanguarda do processo econômico, responsável por tudo que há de novo no mercado.

No livro “Empreendedorismo: Transformando ideias em negócios”, o professor José Dornelas traz uma definição menos conceitual. Para ele, empreender tem a ver com fazer diferente, antecipar-se aos fatos, implementar ideias, buscar oportunidades e assumir riscos calculados. Mais que isso, está relacionado com a busca da autorrealização.

No entanto, engana-se quem acha que o conceito diz respeito apenas ao surgimento de novos negócios. Muito pelo contrário, o empreendedorismo pode (e deve) muito bem atuar em empreendimentos já existentes.

Ter uma boa visão empreendedora significa estar sempre em busca de novos caminhos para a sua empresa. Desta forma, é possível garantir não apenas o aumento da rentabilidade, mas também a sobrevivência do negócio. Afinal de contas, como dissemos anteriormente, a cada dia que passa o mercado se torna mais dinâmico e competitivo.

Mitos em torno do empreendedorismo

O empreendedorismo é uma qualidade inata

Assim como para tudo na vida, há pessoas que possuem mais facilidade para tocarem uma empresa. Mas isso não significa que o empreendedorismo seja uma qualidade inata.

Como mencionamos anteriormente, existe um padrão de comportamentos compartilhado pelos grandes empreendedores. No entanto, estas qualidades não são traços dos seus DNAs. Ao contrário, qualquer pessoa pode aprimorá-las.

É preciso ter muito dinheiro para empreender

Se você não tiver absolutamente nada para investir, a tarefa realmente vai ser um pouco difícil. Mas a notícia boa é que não é preciso muito dinheiro para se tornar um empreendedor. Existem opções de negócios cujo investimento inicial chega a ser inferior ao preço de um smarthphone de última geração. Está duvidando? Então confira você mesmo.

E aí, gostou do conteúdo? Então confira o nosso blog e fique por dentro de tudo o que acontece no mundo do franchising.