Taxa Selic: o que é e como influencia o mercado de franquias

A Taxa Selic é a taxa de juros básica da economia brasileira e serve de referência para todas as outras taxas que regulam os juros no país. A Selic é definida a cada 45 dias pelo Copom e influencia tudo o que envolve juros no país, como empréstimos, financiamentos e investimentos diversos. Confira e saiba como ela impacta o mercado de franquias!

No franchising, lidar com diversas taxas de franquia já são comuns para franqueadores e franqueados. A relação com as taxas de juros também é usual para quem está inserido no mercado, afinal essas taxas permeiam todas as relações econômicas. 

Sendo assim, iremos falar neste post sobre como funciona a taxa Selic e como ela influencia o mercado de franquias. Falaremos nos diferentes casos que ela pode ser levada em conta e como estar atento à sua variação. 

Veja o que você vai encontrar neste artigo:

O que é taxa Selic e como funciona?

A taxa Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira. Esse indicador influencia todas as outras taxas de juros presentes no mercado, sendo elas de instituições financeiras na concessão de empréstimos e as que configuram os rendimentos de alguns investimentos. 

Além disso, a taxa Selic é utilizada para regular o índice de inflação do país. Sua lógica é a seguinte: quanto mais baixa for a taxa, mais facilitado é o crédito de instituições financeiras e do governo, menos rentáveis são investimentos atrelados a essa taxa e maior é o consumo. A lógica é contrária quando a taxa é maior. 

Como funciona?

A taxa Selic faz parte do sistema que dá nome a ela, que é o Sistema Especial de Liquidação e de Custódia. Este sistema é controlado pelo Banco Central e negocia títulos públicos do governo com instituições financeiras. A taxa média das operações diárias do sistema equivale à Selic. 

No entanto, essa taxa resultado das operações do sistema é a Selic efetiva. A taxa utilizada diariamente e que dá base ao crédito, inflação e consumo na economia é a Selic Meta. Essa taxa segue uma lógica diferente e é definida de uma forma distinta. 

A taxa Selic Meta, que serve de base para os juros no país, é definida a cada 45 dias em uma reunião realizada pelo Comitê de Política Econômica (Copom). Sendo assim, este comitê é formado pelo presidente do Banco Central e alguns de seus diretores, que nessas definições buscam definir uma taxa ideal. 

Para realizar essa definição, o Copom utiliza os seus títulos negociados no sistema, de forma que busca manipular a taxa efetiva o mais perto possível da taxa meta. A taxa definida vigora pelos próximos 45 dias e se baseia nas análises deste comitê sobre a economia doméstica e, também, internacional. 

Qual a importância da Selic?

A taxa Selic, além de ser a taxa básica de juros no país, ela também é serve de base para o estabelecimento de outras taxas de juros. Taxas como a DI, que regula os juros pagos pelo sistema bancário nos seus empréstimos entre instituições, utilizam a Selic como base para estabelecer sua porcentagem. 

No entanto, a Selic está ligada a muitos outros fatores na economia que afetam todos os setores, inclusive o franchising. Podemos destacar diretamente a influência da taxa de juros na concessão de crédito, na inflação e no consumo

Em relação ao crédito, a taxa Selic é base para todas as instituições financeiras, bancos e programas do governo (principalmente) para formular os juros de concessões de financiamentos e empréstimos. Sendo assim, as instituições que concedem o crédito, formulam sua taxa de juros de cada concessão com base na Selic, colocando sua margem acima que considera chance de inadimplência e lucro da instituição. 

A relação da taxa básica de juros com a inflação se dá na medida em que uma das utilizações da Selic é justamente controlar a desvalorização do dinheiro. Quando a taxa está baixa e a demanda por concessão de crédito aumenta muito, o Copom a aumenta, para que a circulação de dinheiro diminua e a inflação não saia do controle. Da mesma forma o contrário, quando a meta da inflação está controlada, o Banco Central pode diminuir a Selic para aquecer a economia e estimular o crédito e o consumo. 

Como já citado anteriormente, a relação entre Selic e consumo se dá justamente por ela ser uma ferramenta de controle de circulação da moeda. Quando a Selic está alta, a tendência é que o consumo se retraia e, quando a taxa diminui, a tendência é haver mais pessoas adquirindo crédito e consumindo mais.

Qual o impacto da taxa Selic no mercado de franquias?

Após analisarmos que a Selic afeta toda a economia brasileira, podemos afirmar que o franchising também não fica de fora da sua variação. Podemos analisar em diferentes níveis a influência do mercado: em franqueadoras, franqueados e empreendedores. 

Taxa Selic para franqueadoras

Devido à necessidade de gestão de uma rede de franquias, as franqueadoras necessitam de recursos para diferentes processos. Podemos ver isso por meio da abertura de novas unidades, compra de novos equipamentos para toda rede e etc. 

Portanto, a variação da taxa Selic afeta diretamente a aquisição de crédito por parte da franqueadora. Quando esta precisa de um empréstimo ou financiamento, terá o valor de juros a pagar regulado pela Selic, se for governamental, e se for de instituições financeiras, também terá a taxa básica para regular o valor a pagar. 

Podemos ver esse tipo de influência em empréstimos concedidos pelo banco Itaú, que possui linhas de crédito especiais para serviços em redes desde a modernização até expansão. Assim como o Santander também oferece programas de financiamentos como incentivo à internacionalização de franquias, recursos para treinamento da rede e etc.

Taxa Selic para franqueados

Já na parte que consta aos franqueados, podemos falar sobre como a Selic se aplica aos financiamentos para franquias. Quando franqueados investem em uma rede, necessitam de dinheiro para a abertura e também um investimento para manutenção inicial da unidade. 

Sendo assim, a Selic se aplica aos financiamentos concedidos por instituições para ajudar o franqueado a arcar com os custos de sua unidade. Por isso, bancos federais como a Caixa Econômica possuem linhas especiais de crédito para franquias, que necessitam da aprovação da franqueadora para aprovar o crédito. Uma das principais aplicações é na concessão para capital de giro, cartões de crédito corporativos, seguros e etc. 

Da mesma forma, instituições como o Banco do Brasil e Bradesco utilizam da taxa para oferecer financiamentos para novas operações se manterem. Sendo assim, podemos concluir que a Selic é a base que irá regular o custo que os franqueados terão com juros se necessitarem de crédito para manter a sua unidade no início com capital de giro, manutenção da instalação e etc.

Taxa de juros para empreendedores

Quando analisamos da perspectiva de empreendedores que buscam por negócios para investir, podemos perceber claramente o impacto que a Selic tem sobre esses investidores. Ter um capital necessário para abrir uma franquia, arcar com os custos de implantação, capital de giro e etc. não é fácil. Para isso, que os empréstimos cedidos por bancos e programas do governo são desenvolvidos

Por este motivo, a taxa básica de juros da economia brasileira impacta diretamente nos empreendedores que estão interessados em entrar para o mercado de franquias. Afinal, como já reforçamos durante todo este conteúdo, essa taxa é base de todas as outras cobradas para conceder crédito. 

Sendo assim, podemos ver que a variação da Selic pode ser definitiva para empreendedores que buscam um negócio e encontram oportunidades no franchising. Quando a Selic está baixa, as oportunidades de conseguir um financiamento ou empréstimo com um banco se tornam mais atrativas, afinal, os juros pagos adiante pelo empreendedor serão menores. Isso torna mais viável abrir um negócio por meio de um empréstimo ou financiamento bancário. 

Bancos como Bradesco, Banco do Brasil e até instituições controladas pelo governo federal como o BNDES, possuem linhas de crédito para incentivo a pequenos empreendedores. Portanto, com essas oportunidades disponíveis e um cenário com a taxa de juros baixa, investir em uma franquia pode ser um ótimo investimento a longo prazo. 

Conclusão

Diante disso, podemos concluir que é evidente que a taxa Selic influencia em todo o mercado de franquias, além de toda economia no Brasil. Todos os níveis são atingidos pela variação da Selic. 

Portanto, é preciso que tanto franqueadores, franqueados quanto empreendedores que buscam oportunidades de negócio fiquem atentos ao cenário econômico. Afinal, todos são influenciados pelas variações na economia, o que inclui a taxa de juros. 

Assim, com planejamento, os participantes do mercado terão uma visão estratégica e saberão quando investirem em sua rede, expandir, e até abrir um negócio, sabendo qual cenário é mais atrativo. Pois, se não houver esse conhecimento, diversas oportunidades podem ser perdidas e prejuízos gerados com juros altíssimos que podem gerar em um endividamento alto

Se você gostou deste conteúdo, compartilhe com sua rede, nas mídias sociais e ajude mais empreendedores a entender melhor a economia do país. Continue aprendendo e confira nosso conteúdo sobre como evitar falência em franquias.

Resumo

💲 O que é a Taxa Selic?

A taxa Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira. Esse indicador influencia todas as outras taxas de juros presentes no mercado, sendo elas de instituições financeiras na concessão de empréstimos e as que configuram os rendimentos de alguns investimentos. 

⚠️ Qual a importância da Selic?

Em relação ao crédito, a taxa Selic é base para todas as instituições financeiras, bancos e programas do governo (principalmente) para formular os juros de concessões de financiamentos e empréstimos. Sendo assim, as instituições que concedem o crédito, formulam sua taxa de juros de cada concessão com base na Selic, colocando sua margem acima que considera chance de inadimplência e lucro da instituição. 

A relação da taxa básica de juros com a inflação se dá na medida em que uma das utilizações da Selic é justamente controlar a desvalorização do dinheiro. Quando a taxa está baixa e a demanda por concessão de crédito aumenta muito, o Copom a aumenta, para que a circulação de dinheiro diminua e a inflação não saia do controle. Da mesma forma o contrário, quando a meta da inflação está controlada, o Banco Central pode diminuir a Selic para aquecer a economia e estimular o crédito e o consumo. 

✅ Qual o impacto da taxa Selic no mercado de franquias?

  • Taxa Selic para franqueadoras: juros na aquisição de crédito para modernização, expansão e internacionalização de franquias.
  • Taxa Selic para franqueados: juros na aquisição de crédito para capital de giro, seguros, cartões de crédito corporativos e etc.
  • Taxa de juros para empreendedores: juros para abertura de franquia, valor de investimento, taxas, capital de giro. Quanto menor a Selic, mais fácil de adquirir crédito para iniciar um negócio
Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!