Como criar um plano de negócio para franquia

O planejamento é algo inerente à gestão em bons negócios. É a estratégia que prepara toda empresa para competir no mercado. Redes de franquias não escapam desta regra e só funcionam a partir de um plano de negócios, o qual fundamenta o trabalho de todo franqueado. Confira o nosso conteúdo e descubra como criar o melhor plano para a sua rede de franchising!

Gerir um negócio demanda visão e muita, mas muita organização por parte do gestor. O trabalho administrativo é o cérebro da empresa, seja em um pequeno negócio ou em uma grande multinacional. É por meio dele que são alinhados os objetivos para, então, encontrar-se os meios para se alcançar as metas.

A competitividade do mercado é um obstáculo a ser enfrentado. Por isso, é fundamental que a  empresa estabeleça metas. Desta forma, ela não apenas irá atingir seu nicho, como também irá conquistar espaço no mercado. Portanto, lembre-se: preparar-se é possuir um firme e claro plano de negócios.

Neste conteúdo você vai conferir:

 O que é o plano de negócios?

O plano de negócios é uma espécie de manual para a empresa. No franchising, sua importância é ainda maior, pois se constitui como guia no processo de expansão da marca pelo investimento de novos franqueados, os quais devem seguir o padrão da rede.

Também faz parte da elaboração do plano de negócios de uma franquia levar em consideração as particularidades da empresa em relação aos novos mercados que serão atingidos. Alguns fatores como localização, público-alvo e perfil de compra são variáveis que devem ser consideradas ao se elaborar estratégias e definir metas.

Portanto, no franchising, o planejamento é um trabalho que exige muita análise, pesquisa e comunicação por parte do franqueador.

Tendo em vista que uma das principais funções do plano de negócios de uma franquia é apresentá-la a investidores interessados, elaboramos este texto para que você saiba como criá-lo. Durante a leitura, reflita sobre os seus objetivos e sobre como você pretende atrair investidores para a sua rede. Vamos lá?

Antes de tudo: alicerçando a visão, a missão e os valores da rede

O plano de negócios é uma estrutura que apresenta o papel de uma empresa no mercado. É o instrumento que irá definir o que ela oferece, quais seus objetivos, para quem ela se direciona. Por isso, a primeira coisa a se fazer é refletir sobre visão, missão e valores.

Para ser convincente, um negócio deve transmitir isso em toda a sua imagem. Alguns questionamentos podem auxiliar o gestor no momento de definição desses alicerces.

  • Qual o diferencial do meu negócio em relação aos outros?
  • Como posso me comunicar com meus clientes?
  • Quais desejos e necessidades dos consumidores eu desejo suprir?

Nota-se que as premissas tem um ponto em comum: o que a empresa significa para o consumidor. Por mais que o plano de negócios seja voltado para a gestão empresarial, é a visão dos potenciais clientes que deve ser considerada em meio à formatação do negócio. Afinal, é a serviço deles que a empresa irá funcionar.

1) Apresentação da rede

O plano de negócios é o documento oficial de apresentação de uma franquia para novos colaboradores, patrocinadores e potenciais franqueados. Por isso, em sua introdução, deve possuir uma descrição completa do negócio

Ele deve incluir os produtos e serviços oferecidos, além das informações a respeito dos concorrentes e sobre o público-alvo. Parte dos processos operacionais da empresa também devem ser abordados. Uma das formas mais tradicionais de fazê-lo é através da chamada matriz swot. A ferramenta descreve os pontos fortes e as fraquezas da empresa. Tais informações devem ser consideradas no momento do estabelecimento de novas metas na gestão.

2) Como se dá a gestão da rede?

Parte da apresentação da rede é falar da gestão em si. A gestão no franchising é feita por uma grande equipe de pessoas. Apresentá-las é essencial para que as funções sejam nomeadas e as responsabilidades, divididas.

A descrição dos cargos da empresa e das pessoas que os exercem é fundamental. É desta forma que o trabalho da marca será pessoalizado e os responsáveis por cada setor serão apresentados.

Todo franqueado precisa saber quem faz parte da equipe da franqueadora, constituída por diversos gerentes que prezam pelo funcionamento da rede como um todo. Por vezes, o operador precisará trabalhar em conjunto com a franqueadora para solucionar problemas e encontrar soluções para sua unidade.

3) Finanças: investimentos necessários para o funcionamento da rede

São as finanças que viabilizam o funcionamento de qualquer empresa. Em uma rede de franquias, sua organização é ainda mais importante. Afinal, a expansão em rede depende do investimento dos franqueados, que precisam saber os valores para tomarem as suas decisões.

No plano de negócios, é de suma importância que todas as taxas sejam apresentadas: entre elas, a taxa de franquia, a porcentagem de royalties e o fundo de propaganda. Além disso, trazer especificações sobre o capital de giro é um diferencial, para que o investidor tenha maior noção de quanto de dinheiro precisará para manter sua loja funcionando normalmente.

Se, como empreendedor, você estiver recém transformando sua empresa em uma franquia e utilizando seus próprios fundos para isso, ainda assim deverá separar uma parte das finanças da empresa para necessidades a serem supridas. Isso, ao ser apresentado em um plano de negócio, envolve uma análise completa de todos os investimentos que deverão ser feitos em sua startup, incluindo o capital voltado para o marketing e questões operacionais.

O auxílio de consultorias pode fazer a diferença para melhor preparar sua empresa para o que for acontecer em seus primeiros meses de funcionamento.

4) Marketing: como se comunicar com o público consumidor?

Conquistar novos clientes é algo que deve ser constante em uma empresa, principalmente em uma franquia que busca a expansão. Nisso, entra o marketing.

O marketing é responsável por tornar o negócio “vendável”. A partir de uma análise prévia dos pontos fortes da empresa, de seus serviços a serem oferecidos, bem como fatores externos do mercado e perfil do público-alvo, é possível elaborar um posicionamento da marca e criar ações.

Por mais que a elaboração de campanhas de comunicação não seja da responsabilidade do franqueado, é importante que a forma como a rede se posiciona seja abrangida, a fim de que o operador tenha consciência sobre como o consumidor vê a marca.

Isso faz toda a diferença na maneira como os funcionários serão treinados a atender os clientes, por exemplo.

Dica: utilizando a ferramenta Canvas para formatar um plano mais claro

A tecnologia proporciona formas mais interativas e de fácil acesso de visualização e edição de planos de negócios em empresas. O Business Model Canvas (Quadro de Modelo de Negócios) é uma espécie de quadro de gerenciamento estratégico no formato de mapa visual. Nele, são expostas informações importantes do negócio de forma bastante simples, como a proposta de valor, o segmento de clientes, os recursos principais da empresa e sua estrutura de custos.

Para saber mais sobre o Canvas, clique aqui.

Em relação a criação de um plano de negócios, uma das vantagens do franchising é que muitas das informações já foram descritas e avaliadas pela empresa antes dela se tornar uma rede. Além disso, organizações que já possuem estabilidade no mercado têm dados mais estáveis do que empresas menores, sendo muitos deles de fácil observação.

Talvez a maior diferença do plano de negócios de uma franquia para de uma empresa convencional é o fato de que ele é feito para um franqueado que deve corresponder às expectativas do franqueador. A formalização das metas tem a função de ilustrar qual é o ritmo de trabalho da rede. Por isso, é imprescindível que a marca deixe claro exatamente o que procura no franqueado, para atrair os colaboradores certos.

É importante que você reconheça as particularidades do seu negócio em relação ao mercado, mantendo o plano sempre atualizado. Assim, muitos problemas podem ser antecipados e evitados em meio a uma concorrência que está sempre mudando.

Se você está encontrando dificuldade em organizar a sua franquia, talvez o problema esteja na forma como a gestão está sendo feita. Falhas de comunicação, pouca eficiência e análises errôneas de resultados prejudicam a elaboração de um bom plano de negócios.

Quer uma solução? Então conheça os módulos da Central do Franqueado, nossa plataforma de gerenciamento de franquias!

Para mais conteúdos como esse, continue navegando pelo nosso blog!

Vale Ler:  Por que apostar em conteúdo como estratégia de expansão?
Conheça os módulos de gestão da Central do Franqueado