Plano de marketing: saiba como elaborar um para sua franquia

Fazer marketing é algo inerente à gestão de um negócio. Afinal, em seu sentido mais primário, a atividade consiste tornar produtos ou serviços atraentes para potenciais clientes. Sabemos, entretanto, que vender não é algo tão simples em um mercado cada vez mais concorrido e tecnológico. Entenda por onde começar a estruturar um plano de marketing sólido para sua rede!

Neste artigo você lerá sobre:

Plano de marketing: função e importância

É impossível empreender sem que haja organização nos processos que envolvem a gestão da empresa. Um desses processos é o próprio marketing. Tão importante quanto a administração de finanças e a estruturação de logísticas de produção, o marketing cumpre diversos papéis que viabilizam a inserção da marca no mercado. Mais do que promover produtos e serviços, encontra oportunidades para que o negócio se posicione da melhor forma dentre a concorrência, direcionando-se com eficiência ao seu público-alvo.

Um plano de marketing, portanto, fundamenta e organiza as estratégias que serão utilizadas pela empresa. Isso adquire uma importância ainda maior para redes de franquias. Elas, afinal, prezam pela padronização de todos os processos. Ao solidificar a forma como a empresa se comunica, o plano torna possível a replicação do modelo de franquia. O posicionamento de uma rede depende de estratégias comuns entre as unidades, que façam a empresa ser reconhecida pelos consumidores em qualquer lugar.

Obs.: a partir do plano de marketing da franquia, é calculado o valor que deverá ser pago mensalmente pelos franqueados da rede para que recebam investimento para o marketing das suas unidades. Leia mais sobre o fundo de marketing aqui

 

Como elaborar um plano de marketing para uma rede de franquias?

Encontrar oportunidades em meio à concorrência e compreender necessidades de potenciais consumidores é um trabalho que exige pesquisa e visão de mercado. É através do estudo que o contexto no qual a empresa estará inserida será diagnosticado. Assim, um plano de marketing baseado nos três tópicos a seguir pode ser elaborado:   

  • Princípios: qual a essência do negócio? Quais as motivações para oferecer produtos e serviços para os clientes? Como os clientes devem se sentir ao terem a experiência de consumir minha marca? Os princípios delimitam personalidade para a empresa e são base para a abordagem que será utilizada pela mesma.

  • Diferenciais: a partir dos princípios, é mais fácil perceber diferenciais que a empresa tem em relação às outras. Esses, não são apenas aqueles explícitos nos produtos. O que o negócio tem de diferente, tanto em sua história, quanto na experiência que proporciona, é algo que deve ser constantemente lembrado na comunicação da marca. 

  • Objetivos e metas: ao perceber carências no mercado, é possível encontrar brechas e atender às necessidades dos consumidores. Os objetivos são a elaboração disso – atingir e atrair clientes ao oferecer valor de marca. As metas são a consequência disso e se preocupam com o crescimento da empresa. O plano de marketing, afinal, deve ser feito para que os números almejados possam ser atingidos.

A partir da pesquisa e do entendimento desses três fatores, o mix de marketing pode ser fixado. O conceito aborda os quatro pilares do mkt: preço, produto, promoção e praça. É uma maneira tradicional para delimitar um posicionamento sólido de marca. 

É importante reiterar que um bom plano é feito por profissionais qualificados, que possuem conhecimento na área. Por quê? Porque o marketing aborda demandas específicas, que exigem know-how e percepção. É começando por essas demandas que o plano de marketing se desenvolve. As três descritas a seguir são de fundamental importância para redes de franquias, pois têm influência direta na padronização da marca e na expansão da atividade da rede. São elas:

Branding

O termo em inglês vem da palavra brand, que significa marca. O conceito, entretanto, engloba muito mais do que a logotipia e os designs e layouts que serão utilizados. Fazer branding é delimitar uma identidade para o negócio. Ela será base tanto para aspectos visuais, quanto organizacionais e de logística da empresa. A postura dos funcionários, o discurso das peças de comunicação: tudo parte do que foi definido pelo branding da marca. 

Dica: o endomarketing é uma forma de fortalecer princípios e políticas no ambiente interno da empresa. É algo essencial para que os funcionários exerçam suas funções com uma postura condizente com a identidade do negócio. 

Comunicação integrada

Se hoje o marketing acontece em todos os lugares, seu plano deve integrar tudo o que é comunicado pela empresa. As campanhas em veiculação, por exemplo, devem comunicar o mesmo em todos os canais utilizados. Redes de franquias dependem ainda mais de uma comunicação integrada, pois funcionam em diversas unidades. Nisso, o marketing digital é uma mão na roda. As redes sociais são meios de amplo alcance, fáceis de serem utilizados, que permitem a criação dos mais diferentes tipos de conteúdos. 

Dica: contar com um time próprio de marketing, ao invés de uma agência terceirizada, pode ser mais seguro para uma rede de franquias. Os profissionais, afinal, serão responsáveis apenas pela comunicação da empresa, que ao passo que se expande, terá mais demanda.

Direcionamento de estratégias

Ao mesmo tempo que a comunicação de uma rede de franquias deve ser integrada, ela deve acontecer de forma cuidadosamente segmentada. A atuação em diferentes regiões pode, às vezes, exigir diferentes estratégias de alcance. Cada público-alvo tem suas peculiaridades, seus perfis de consumo e suas observações. Algumas unidades podem se beneficiar de determinadas promoções, enquanto outras talvez tenham maiores demandas por outros produtos. 

Por isso, é de grande importância o acompanhamento das lojas. O feedback, recolhido através de auditorias e de pesquisas de satisfação com consumidores, revela as particularidades de cada unidade. Reuniões periódicas com os franqueados também são de suma importância. Os gestores sabem mais do que ninguém sobre a situação de suas franquias. Todas as informações extraídas podem ser incorporadas no plano de marketing da rede, a fim de que as estratégias tenham um melhor direcionamento.

Dica: uma forma online de detalhar o perfil dos consumidores da rede e de, então, qualificar o direcionamento de estratégias, é através do chamado lead nurturing. Isso consiste em atrair usuários potencialmente interessados através de “conteúdos-isca”, como promoções enviadas por e-mail e outros links.

 

Considerações finais

O marketing é um assunto que está sempre em evolução. À medida que novas tecnologias surgem, novas possibilidades também aparecem. São infinitas ideias que podem ser utilizadas por toda e qualquer empresa. O céu é o limite para a criatividade. Basta compreender quais estratégias são mais adequadas para o perfil da rede, respeitando sempre seus padrões. 

Não existe uma fórmula para o plano de marketing perfeito. Faz parte de estar no mercado tomar riscos e buscar pela inovação. É fundamental, entretanto, manter um pé no chão: investir com sabedoria, comunicar com simplicidade e sempre colocar os clientes em primeiro lugar. São eles, no fim das contas, que irão sinalizar caso as estratégias estão sendo eficientes.

Para mais conteúdos sobre gestão e comunicação em franquias, continue navegando pelo nosso blog! Boa leitura.

 

Resumo

Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!