O que é franchising? Conheça o sistema que está por trás das franquias de sucesso

Franchising é replicar um conceito de negócio já existente em outro local ou mercado. Um exemplo que você provavelmente já viu, mesmo sem se dar conta, são as lojas de shoppings. Percebeu que a maioria delas podem ser encontradas em outros centros comerciais ou até mesmo cidades? Aí está o franchising em cena mais uma vez.

Em um primeiro momento, o franchising pode parecer uma palavra difícil. Mas com um pouco de aprofundamento e o entendimento sobre a importância das franquias para a economia mundial, descomplica.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), no terceiro trimestre de 2018 o setor de franquias cresceu 6,3% em comparação com o mesmo período de 2017. Já no acumulado dos últimos 12 meses, a receita do segmento avançou 7%. E a previsão é que esse cenário melhore ainda mais nos próximos anos.

Quer aprender mais sobre o franchising? Então veio para o lugar certo! Veja só o que você vai encontrar ao longo deste conteúdo:

    1. O que é franchising?
    2. Como surgiu o franchising?
    3. Como funciona o franchising?
    4. O que é franquia?
    5. Benefícios de ter uma franquia

O que é franchising?

Franchising, franchise ou franquia é uma estratégia que comercializa o direito de uso de uma marca, patente, infraestrutura, know-how e direito de distribuição.

Um arranjo comercial no qual o franqueador ou rede franqueadora concede ao franqueado uma franquia do seu negócio. O objetivo? Replicar o sucesso anterior.

Veja o que diz a Lei 8.955, de 15 de novembro de 1994, que disciplina os contratos de franchising:

“Franquia empresarial é o sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício.”

Em outras palavras, o franchising “clona”, em diferentes locais, o mesmo tipo de modelo de negócio aliado ao conceito da marca. Uma oportunidade interessante tanto para o detentor da marca, como para o franqueado. Enquanto o primeiro pode levar seu negócio para diferentes regiões, o segundo tem a chance de empreender em algo que já deu certo.

Vale Ler:  Consultor de Campo

Como um modelo ganha-ganha, no qual todos os envolvidos saem beneficiados, existe hoje, no mercado, uma grande variedade de atividades e operações neste sistema. Mais adiante vamos aprofundar os benefícios de investir em uma franquia. Continue a leitura para conferir.

Como surgiu o franchising?

O franchising, da forma que conhecemos hoje, surgiu nos Estados Unidos, por volta do ano de 1850. Tudo começou com uma fabricante de máquinas de costura chamada Singer Sewing Machine Company e sediada na região de New England. Pensando em aumentar suas vendas, passou a outorgar licenças de uso da marca e métodos para comerciantes interessados em revender seus produtos em outras regiões do país.

Alguns anos depois, em 1898, a General Motors seguiu a mesma ideia. Iniciou a expansão de seus pontos de venda, criando o conceito de “concessionária de veículos”.

E, como não poderia deixar de ser, no mesmo período, a Coca-Cola criou a primeira franquia de produção (ou fabricação). Outorgou licenças para que empresários pudessem produzir e comercializar seus refrigerantes em outros locais.

no Brasil, a primeira franquia surgiu em São Paulo, em 1954, com a escola de idiomas Yázigi Internexus. Tem interesse em saber mais sobre como foi a expansão da marca e conhecer outras que também optaram pelo sistema de franquias? Contamos mais sobre a história do franchising no Brasil nesse post do blog.

Como funciona o franchising?

O franchising funciona à base de uma relação de interdependência entre o franqueado e franqueador. Uma parceria fundamental para que o negócio possa continuar a dar certo.

Cada “clone” do negócio é gerido por um autônomo, que é o franqueado. É ele que investe e trabalha na franquia, além de pagar parte do faturamento ao franqueador – royalties. Apesar da autonomia na implantação, operação e gerenciamento da sua atividade, este deve obedecer a normas e padrões da franquia.

Vale Ler:  Gerente de Expansão de Franquias

o franqueador é responsável por fornecer uma série de conhecimentos, como marca, técnicas de produção, venda e marketing, aos seus franqueados. Mas como alguns contam com um grande número deles, adotam softwares para melhorar o suporte às unidades e elevar a satisfação geral.

Em alguns casos, o franqueador libera o acesso do franqueado à tecnologia de implantação e administração do negócio. Ferramentas que otimizar o desempenho até mesmo dos canais de vendas e revendas.

O que é franquia?

Franquia é um sistema de venda de licença concedido pelo franqueador ao franqueado.

Numa linguagem mais simples: o detentor da marca cede para outra pessoa a autorização para explorar a marca, a infraestrutura, o modelo de negócio, o know-how, o direito de distribuição de produtos e serviços, entre outras questões.

Benefícios de ter uma franquia

Lembra que falamos lá em cima que o franchising é uma relação ganha-ganha? Para que fique claro para você o motivo, confira quais são os benefícios de ter uma franquia.

Para o franqueado:

    • Oportunidade abrir negócio sem precisar ter experiência no setor escolhido.
    • Começar um modelo de negócio já experimentado e com marca prestigiada possibilita um início com menos riscos.
    • Troca de experiências constante entre parceiros.
    • Acesso a métodos profissionais de gestão e operação.
    • Marketing cooperado com a rede.
    • Suporte técnico, administrativo e de gestão da rede franqueadora.
    • Indicação de fornecedores e equipamentos.
    • Pode se concentrar mais na gestão do negócio.

Para o franqueador:

  • No outro lado, o franqueador também ganha com a expansão rápida aliada à menores investimentos.
  • Os relacionamentos locais dos franqueados fortalecem cada vez a marca.
  • Descentraliza as gestões.
  • Potencializa a eficiência da operação.
  • Pode ser concentrar na produção e no desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Depois deste guia sobre o que é franchising, você tem as informações que precisa para promover a expansão do seu negócio ou até mesmo empreender como franqueado. Baixe este conteúdo para relembrar o que for preciso e não deixe de conferir os nossos materiais gratuitos sobre franquias!

Vale Ler:  ABF: a Associação Brasileira de Franchising e a sua importância para o mercado