4Ps do Mix de Marketing: gestão e comunicação estratégica

As formas de se pensar marketing evoluem com as tendências do mercado. Uma das maneiras mais tradicionais, no entanto, ainda sintetiza as bases da elaboração de estratégias para qualquer empresa. Confira o nosso conteúdo e descubra como o Mix de Marketing pode ser aplicado em redes de franchising.

Neste conteúdo sobre Mix de Marketing você vai conferir:

O que é?

O Mix de Marketing é um conjunto de técnicas utilizadas para gerar desejo de compra no público. A teoria é fundamentada nos quatro pilares fundamentais do marketing, conhecidos como os 4Ps – produtos, preço, promoção e praça.

Estas estratégias podem ser controladas e adaptadas ao perfil do negócio, influenciando a procura por um determinado produto.

Como o conceito surgiu?

Até a década de 1950, a produção era considerada a fase mais importante do consumo. O marketing, portanto, era direcionado para o produto, e não para o consumidor específico. A empresa criava uma solução em forma de mercadoria e a oferecia no mercado para quem pudesse se interessar.

Em 1960, o professor norteamericano Jerome McCarthy lança o livro Basic Marketing: a managerial aproach (Marketing Básico: uma abordagem gerencial, em tradução livre). A obra traz a definição de Mix de Marketing, teoria que rompeu com a abordagem funcional vigente à época.

O conceito estabelece aqueles que se tornariam os principais problemas a serem enfrentados pelos gerentes de marketing nas décadas seguintes, os 4Ps.

Como definir os 4Ps do Mix de Marketing?

Conforme mencionamos no início deste conteúdo, o Mix de Marketing se divide em quatro pilares, conhecidos como: produtos, preço, praça e promoção. Abaixo, preparamos algumas dicas para ajudar você a defini-los e melhorar ainda mais o desempenho de sua rede de franquias. Confira!

1) Produtos

Antes de iniciarmos a explicação, é importante deixar claro que o produto em questão também pode ser um serviço ou até mesmo um conceito. Feitas as devidas ressalvas, voltemos ao texto.

O produto é primeiro pilar do Mix de Marketing. Para que ele seja bem aceito pelo mercado, é necessário deixar claro o valor que ele entrega para o consumidor.

Importante ressaltar que, para ter um produto com alto valor agregado, não basta utilizar os melhores recursos, tecnologias e conhecimentos. Além da qualidade, é preciso que ele satisfaça uma necessidade existente.

Quando você define as características do produto, fica mais fácil elaborar estratégias atrativas e direcionadas para o público certo.

Para começar, você pode se fazer os seguintes questionamentos:

  • Quais produtos minha rede de franquias quer oferecer ao mercado?
  • Quais os recursos e benefícios deste produto?
  • O que faz o meu produto diferente dos demais existentes no mercado?
  • Quais outros produtos podem ser derivados do original?
  • Como o consumidor irá utilizá-lo?
  • O que o consumidor deseja obter com esse produto?
  • Quais os recursos que o produto precisa ter para atender as demandas do mercado?

2) Preço

Além de garantir o aumento da lucratividade, o preço é responsável por moldar a percepção do público alvo em relação à marca. Portanto, ao fixar um preço para seus produtos, você deve cobrar um valor lucrativo, mas também condizente com a situação do mercado.

Preços abaixo do mercado podem dar a impressão de que o produto não possui qualidade. Em contrapartida, preços muito acima da média sem um posicionamento adequado, tendem a ocasionar um baixo volume de vendas.

Ao estabelecer o preço de um produto, você deve levar em consideração o seu valor agregado. Neste momento, algumas perguntas precisam ser respondidas:

  • Qual o custo de produção ou operacionalização do produto?
  • Qual o valor percebido deste produto?
  • Uma pequena diminuição do preço pode significar um aumento nas vendas?
  • O preço atual é competitivo quando comparado aos concorrentes?

3) Praça

O terceiro pilar do Mix de Marketing diz respeito aos caminhos por meio dos quais o consumidor chega até o seu produto. Para defini-lo, você precisa pensar nos seus canais de distribuição.

Estabelecer canais vai além de decidir o ambiente de operação da franquia. Antes de tudo, você precisa conhecer o perfil dos seus clientes. Eles costumam comprar produtos oferecidos por meio de rede sociais e e-commerces, ou ficam restritos a lojas físicas?

Depois, você deve se perguntar o que deve ser feito logisticamente para atender essa demanda. Tenha em mente a resposta para estas perguntas:

  • Onde o público alvo costuma procurar produtos similares aos que eu ofereço?
  • O que eu posso fazer de diferente em termos de distribuição de produtos?
  • Eu irei precisar de uma equipe de vendas para alcançar meus clientes em cada um destes canais?

4) Promoção

O “P” de promoção é constantemente confundido com o conceito de marketing em si. No entanto, ele é apenas uma parte do Mix de Marketing, que inclui esforços para promover negócios, marcas, produtos ou serviços.

A promoção tem o objetivo de atrair os clientes certos a fim de realizar vendas e também de aumentar o reconhecimento da marca. A promoção pode ser composta por diversos elementos, tais como:

  • Propaganda: forma paga de promoção de produtos, realizada tanto em mídias offs como em onlines;
  • Publicidade: exposição da marca sem o uso de recursos financeiros. Pode ocorrer por meio de press releases, eventos, patrocínios;
  • Vendas: contato direto;
  • Promoções de venda: ferramentas como cupons de descontos, amostras e concursos para incentivar as vendas;
  • Relações Públicas: gerenciamento da comunicação corporativa junto aos públicos de interesse;
  • Marketing direto: esforços direcionados especificamente para um público que já tem interesse no produto. A comunicação via mail marketing e mala direta são uns dos exemplos;
  • Boca a boca: indicação de um cliente satisfeito para outras pessoas do seu círculo social;

Dos 4P’s aos 4C’s: a evolução do Mix de Marketing

Criado em meados dos anos 1990, por Robert Lauterborn, o modelo 4Cs surgiu como um aperfeiçoamento da estratégia dos 4Ps, de McCarthy.

Enquanto a teoria dos 4Ps era utilizada quase que exclusivamente para fazer com que o consumidor criasse desejo sobre um determinado produto, a principal característica dos 4Cs é o fato de sua abordagem focar principalmente no entendimento das necessidades dos potenciais clientes..

Entenda quais são os 4Cs e confira de que forma eles podem contribuir para o sucesso de sua rede de franchising!

1) Clientes

O primeiro “C” diz respeito às necessidades e aos desejos do consumidor. Ele estabelece que a empresa precisa vender produto que atenda exatamente àquilo que o consumidor precisa. Ou seja, ela não pode desenvolver uma solução e, somente depois, tentar vender ela para o mercado. Essa é a grande diferença entre o P de produto e o C de cliente.

Primeiro, é preciso estudar o consumidor e entender de que forma ajudá-lo. Em um segundo momento, a solução deve ser desenvolvida. Somente após estes passos que irá ocorrer a venda do produto.

2) Custos

Enquanto o preço compreende apenas uma parte do valor empreendido para satisfazer a necessidade do consumidor, o custo leva em conta diversos outros fatores. Entre eles, pode-se destacar o “custo temporal” necessário para adquirir o produto, o “custo da consciência” pelo ato de comprá-lo, e até mesmo o “custo da culpa”, por abrir mão de outras tarefas.

3) Conveniência

Por trazer uma abordagem voltada ao cliente, implica que o produto deve estar disponível para os consumidores em diversos pontos de distribuição.

Um exemplo de conveniência, é a opção de compra de livros digitais. Assim que o pagamento é aprovado, você tem acesso imediato ao produto. Desta forma, não precisa esperar dias para a encomenda chegar à sua casa. Tampouco tem que se deslocar até uma livraria física para adquirir o produto.

4) Comunicação

Chave do marketing de qualquer rede de franquias e elemento sem o qual os 4Cs não teriam nenhuma eficácia, a comunicação tem natureza cooperativa e exige a interação entre comprador e vendedor, indo além além da promoção, usada unicamente para influenciar e persuadir para a compra.

Os 4Cs podem se tornar muito vantajosos na hora de estabelecer uma estratégia de marketing para sua rede de franquias. No entanto, você não pode se esquecer de colocar o consumidor em primeiro lugar.

E aí, gostou do conteúdo? Então acesse o nosso artigo sobre a Pirâmide de Maslow. Você também pode deixar a gestão de sua franquia muito mais eficiente com o auxílio do software da Central do Franqueado. Clique aqui e confira!

Software para Franquias - Peça sua Demonstração agora!