Descubra as melhores franquias para cidades pequenas

Mora no interior, está interessado ser dono do próprio negócio aí mesmo na sua cidade, mas não sabe onde investir? Então confira o conteúdo que a Central do Franqueado preparou com dicas sobre as melhores franquias para cidades pequenas.

A expansão das redes de franquia é um fenômeno que vem ocorrendo ininterruptamente durante décadas no Brasil. As facilidades do franchising, que oferece ao empreendedor um modelo de negócio estruturado, com direito a treinamento, know-how e suporte, têm atraído cada vez mais investidores.

Nos últimos anos, este movimento se tornou intenso também em direção às cidades menores.

Para ajudar você a escolher a melhor opção de negócio, nós preparamos este conteúdo com algumas dicas. Se você mora em um município com até 100 mil habitantes, confira algumas sugestões de franquias para investir:

Neste conteúdo você irá encontrar os seguintes assuntos:

Melhores franquias para cidades pequenas

Ótica São José

Investir em marcas que ofereça produtos indispensáveis para o consumidor é uma excelente forma de obter bons resultados, independentemente da localidade. As óticas vão além desse cenário, umas vez que também estão associadas ao universo da moda e das tendências.

Formada por especialistas em óculos, a Ótica São José é uma franquia atualizada sobre as novas tendências do segmento. Atualmente é considerada a maior rede do ramo do Sul do Brasil.

  • Investimento: R$ 200 mil loja de rua e R$ 300 mil loja em Shopping;
  • Taxa de franquia: R$ 46 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 60 mil
  • Retorno do investimento: 15 a 36 meses
  • Royalties: 6% sobre o faturamento bruto
  • Área média: 40 m²

Drogaria Max

Vale Ler:  As vantagens do sistema de franchising em momentos de crise

Assim como as óticas, as drogarias também trabalham com produtos de primeira necessidade. A Drogarias Max é uma rede de farmácias que atua no estado do Rio de Janeiro. A marca foi criada a 35 anos. Atualmente, conta com mais de 110 unidades franqueadas no estado e busca a expansão do negócio.

  • Investimento: de R$ 155 mil a R$ 355 mil;
  • Taxa de franquia: a partir de R$ 15 mil;
  • Faturamento médio mensal: variável;
  • Retorno de investimento: 30 a 36 meses;
  • Royalties: variável;
  • Área média: 70 m²;

Depile-se

Nos últimos anos, o mercado de saúde, beleza e bem estar vem avançando muito. No ano passado, inclusive, o segmento foi destaque na 58ª Convenção Anual da IFA (International Franchise Association).

Atualmente, o Brasil é o terceiro país no ranking mundial de gastos com “beleza”. Ficamos atrás apenas dos EUA, nação com a maior economia do mundo, e da China, país cuja população é quase sete vezes maior que a nossa.

Portanto, investir no segmento é uma ótima alternativa para cidades de todos os tamanhos.

Com a proposta de acabar com a dor de métodos tradicionais de depilação a Depile-se é uma franquia voltada ao público feminino. Com produtos próprios e um ambiente que proporciona bem-estar, usa um método de depilação único no país.

  • Investimento: R$ 100 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 48 mil
  • Retorno do investimento: a partir de 10 meses
  • Área mínima: 30 m²

Emagrecentro

A franquia Emagrecentro tem como objetivo proporcionar tratamentos de Emagrecimento e Estética com preços acessíveis para a maioria da população brasileira – já que hoje a obesidade e seus malefícios são considerados uma epidemia mundial –, proporcionando aos pacientes mais saúde e melhora de sua auto-estima.

  • Investimento: a partir de R$ 60 mil;
  • Taxa de Franquia: não cobra;
  • Retorno do Investimento: a partir de 5 meses
  • Faturamento Médio Mensal: R$ 50.000,00

* A Central do Franqueado tem um conteúdo falando sobre todas as características da franquia Emagrecentro. Clique aqui e confira. 

Get it Academy School

Vale Ler:  O que é franchising? Conheça o sistema que está por trás das franquias de sucesso

Há tempos, o aprendizado de uma segunda língua se tornou uma necessidade para quem pretende ingressar no mercado de trabalho. Porém, a estimativa que se tem no Brasil é de que apenas 3% seja fluente em outros idioma.

Para quem quer apostar neste mercado promissor, uma boa sugestão é se tornar um franqueado da Get it Academy SchoolConsiderada a maior rede de escolas do método Callan no mundo, a marca tem unidades distribuídas do norte ao sul do país, boa parte delas no interior.

  • Investimento: a partir de R$ 98 mil;
  • Taxa de Franquia: R$ 22.500 (incluída no investimento);
  • Retorno do Investimento: a partir de 18 meses

Cidades Pequenas

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística classifica como pequeno ou médio-pequeno os centros urbanos com até 100 mil habitantes.

Conforme o IBGE, estas cidades com até 100 mil moradores representam 94,3% dos 5570 municípios brasileiros – apenas 317 alcançam a marca dos seis dígitos. Nelas, estão concentradas 89,6 milhões de pessoas (43% da população brasileira).

Segundo informações da Associação Brasileira de Franchising (ABF), as franquias atuam em aproximadamente 40% dos centros urbanos do país. Isso significa que um total de mais de 2.240 municípios contam com pelo menos uma unidade de rede.

Fonte: ABF

Com base nestas informações, em relação aos municípios pequenos, o que se pode afirmar é que pelo menos 1.900 estão sendo atendidos por alguma rede franqueada. Com certeza, um número muito significativo.

A migração de mais redes de franquia para o interior acompanha também o movimento dos shoppings. De acordo com censo da Associação Brasileira de Shopping Center (Abrasce) de 2017-2018, 46% destes centros comerciais estão localizados em capitais brasileiras.

Os dados revelam, também, que 75% dos shoppings inaugurados em 2017 estão concentrados no interior ou em regiões metropolitanas, o que aponta uma tendência de interiorização do setor.

Por que investir em cidades pequenas?

Dentre os fatores que atraem os empreendimentos para o interior estão os baixos custos de aluguel, marketing e mão de obra, em comparação com as capitais. Outro fator é o alto potencial de compra das pessoas que moram fora dos grandes centros urbanos.

Um levantamento realizado pelo Sebrae, em 2014, mostrou que aproximadamente 40% do consumo realizado no país ocorre fora das capitais e regiões metropolitanas. Ou seja, R$4 em cada R$10 é gasto no interior.

Outra oportunidade é o baixo índice de concorrência nas cidades menores. De acordo com dados da ABF, 75% das marcas associadas à instituição estão nas capitais e regiões metropolitanas. Somente 25% operam em cidades do interior. Ou seja, apenas uma em cada quatro franquias atende municípios menores.

A proximidade do franqueado com o seu negócio também é uma vantagem. Em municípios menores, o deslocamento entre a residência e o trabalho costuma ser mais curto. Isso acaba fazendo com sobre mais tempo para que o empreendedor se dedique ao trabalho. O relacionamento aproximado com o público-alvo também pode (e deve) ser explorado.

Uma das tendências vistas nos últimos anos em cidades pequenas são os modelos store in store. Tratam-se de pequenas lojas montadas dentro de uma loja maior. Elas têm custos operacionais baixos quando comparadas a outros modelos.

Isso mostra um mercado gigantesco a ser explorado por marcas que já dominaram as capitais ou querem se expandir para locais com uma concorrência menor.

Quais precauções tomar antes de investir?

Apesar dos apontamentos positivos, é preciso tomar algumas precauções antes de aplicar seu dinheiro.

A primeira delas diz respeito às pesquisas de mercado e geomarketing, que estipularão a viabilidade do negócio. Por mais que a marca seja reconhecida, é imprescindível a realização desses estudos. Afinal de contas, a unidade só terá sucesso se o público local necessitar do produto que ela irá oferecer.

Muitas franquias possuem métricas específicas do público necessário para viabilização do negócio. Elas podem variar entre si, a depender do operacional da unidade a ser instalada.

Outra questão importante é avaliar se a região disponibiliza mão de obra especializada para trabalhar na empresa.

Para facilitar a comunicação entre a rede e otimizar o contato da franquia no interior com a matriz na capital, especialistas recomendam a adoção de um sistema robusto para comunicação em rede. Plataformas completas, como a Central do Franqueado, facilitam o suporte, os treinamentos e compras à distância.

Gostou do nosso conteúdo sobre as melhores franquias para cidades pequenas? Então fique de olho no nosso blog e descubra todas as informações sobre o mundo do franchising.