Veja como utilizar a metodologia MASP para otimizar sua franquia

Apontada por diversos empresários como uma boa metodologia, a MASP, quer dizer Método de Análise e Solução de Problemas. Seu uso possibilita melhoria no encontro e prevenção de problemas, sendo então uma boa opção para auxiliar na gestão de sua franquia. Para saber mais, veja o nosso conteúdo sobre o assunto!

O que você vai encontrar neste artigo:

  • O que é metodologia MASP?
  • Diferenças entre MASP e PDCA
  • Como aplicar a MASP em franquias
  • Conclusão

O que é a metodologia MASP?

A sigla MASP significa Método de Análise e Solução de Problemas e, como o próprio nome diz, busca analisar e solucionar empecilhos. Através de seu uso, é possível arrumar falhas e garantir o não surgimento de novos problemas. Ou seja, seu foco é aplicar métodos preventivos e ações corretivas. 

Sua base principal é garantir a padronização de processos, para assim, prevenir problemas. Ao utilizar dela dentro de empresas, gestores possuem em suas mãos uma boa forma para descobrir todos os problemas existentes, além de todos os causadores dele. 

Por se basear na metodologia PDCA, a qual busca encontrar oportunidades em meio de problemas, a MASP é bastante cíclica, o que significa que funciona em ciclos. Todavia, para seu uso é preciso de um bom planejamento, pois só assim é possível compreender a maneira correta de aplicá-la. No próximo tópico vamos ensinar um passo a passo de como fazê-la.

Diferenças entre MASP e PDCA

Apesar da MASP ter algumas semelhanças fortes com a PDCA, é preciso saber que elas não são a mesma coisa. Como ambas buscam auxiliar na melhoria de processos e garantir a qualidade de gestão, é comum serem confundidas. 

O PDCA é constituído por 4 itens: Plan, Do, Check e Act; enquanto que o MASP é organizado em 8 etapas, quais buscam serem mais específicas e complexas em suas funções. Todas as das duas metodologias podem ser vistas como paralelas, veja:

  • Etapas 1, 2, 3 e 4 do MASP representam a Plan do PDCA;
  • Etapa 5 do MASP pode ser vista como o DO do PDCA;
  • Etapa 6 do MASP seria o Check do PDCA;
  • Enquanto as etapas 7 e 8 do MASP correspondem ao Act do PDCA.

Ainda que tenham essas semelhantes,  é preciso entender que a maior diferença entre as duas metodologias é que o MASP busca evitar e reduzir problemas em produtos, processos, etc. Já o PDCA é mais focado em melhorar os processos continuamente.

Como aplicar a MASP em franquias

Como você deve saber, aplicar metodologias dentro de franquias é uma tarefa que exige bastante atenção de seus implantadores. Além dos cuidados para segui-las é preciso de total conhecimento sobre suas etapas, só assim é possível colher seus benefícios. Pensando em te ajudar com essa tarefa, iremos listar 8 passos para você incluir a MASP na sua franquia. Veja!

1 – Busca pelo problema

O primeiro passo para implementação do MASP, é identificar o problema que ele precisará ser aplicado. Ou seja, você vai analisar diversos pontos da empresa para encontrar o que está sendo considero uma falha que necessita solução. 

Neste momento, você vai além de descobrir o problema, vistoriar o que ele afeta ao seu redor, riscos que ele pode gerar, sua frequência de acontecimento, entre outros fatores. Inclusive, é recomendado fazer um levantamento de todos os problemas que ele já ocasionou, para assim ser possível calcular os ganhos possibilitados com sua resolução.

2 – Analisar o problema

Mesmo que no primeiro passo você tenha se deparado com o problema e de certa forma observado ele, no segundo terá que analisar com mais cautela. É preciso descobrir todos os aspectos de sua volta, para assim, aplicar uma melhoria mais rápida e eficaz. Então, busque ter uma visão multiangular.

3 – Dê atenção às suas causas

Agora que você já sabe os problemas que precisam ser solucionados, fique atento ao que causa eles em sua franquia. Por exemplo, se alguém estiver desmotivando uma equipe, descubra quais os motivos que estão levando a pessoa fazer isso. Converse com colaboradores próximos para tentar entender por outros olhares.

Fazendo isso, você vai conseguir filtrar as possíveis causas, o que irá te ajudar a chegar à verdadeira fonte do problema. 

4 – Faça planos de ação

Após ter conhecimento sobre o real problema existente, você vai poder começar a pensar em formas de solucioná-los, ou seja, estruturar planos de ação. Estruture todos os objetivos esperados com a aplicação da solução, formas de fazer as avaliações, etc.

5 – Execução das tarefas

Com todas as suas metas e objetivos definidos, chegou a hora de colocar a mão na massa. Agora é o momento onde você vai aplicar as soluções e se livrar do problema. Para isso, é preciso ter confiança que sua equipe vai conseguir lidar com o problema utilizando as soluções escolhidas. 

Dentre algumas opções para otimizar essa questão, você pode contar com aplicação de treinamentos para seus colaboradores. Além do uso de ferramentas que podem ajudar em tarefas, como checklists, que auxiliam na organização e garantia de produção de processos.

6 – Checagem dos resultados

Quem pensou que depois de eliminar os problemas acabou-se o processo, se enganou, é preciso dar uma boa olhada sobre tudo que foi feito. Vistoriar se a equipe compriu com o esperado, quais ações deram certo e quais não, o que foi gerado como consequência, etc. Além da necessidade de averiguar se os problemas estão retornando, e se caso sim, com qual frequência.

7 – Focar na padronização

Como você sabe, a padronização é um aspecto importante dentro de franquias. Mas, nesse caso, é preciso padronizar a aplicação da solução obtida pelo MASP. A partir dessa ação, se torna mais fácil garantir que tais problemas retornem.

Se caso em algum momento do primeiro processo alguma estratégia ou ação deu errado, busque aprimorar ela. É relevante para isso fazer um treinamento com a equipe, para assim garantir que a equipe esteja por dentro de da melhor forma de seguir seus processos.

8 – Estruture relatórios de conclusão

Na fase final, é preciso ter conhecimento sobre tudo que foi feito, só assim é possível sua franquia colher aprendizados obtidos pela metodologia MASP. Sendo necessário então elaborar alguns relatórios conclusivos. Nele devem constar itens como:

  • Resultados obtidos;
  • Problemas encontrados;
  • Itens não resolvidos;
  • Obstáculos;
  • Análise de todo o processo.

Conclusão

Utilizar da MASP em sua franquia pode ser uma vantagem e tanto, principalmente por além de reduzir riscos com problemas, ela também vai auxiliar na padronização de processos de uma rede. Dentre outros pontos, será possível otimizar sua gestão, algo que é imprescritível necessário para uma franquia conseguir sucesso.

Uma dica para que também pode ajudar, semelhante a MASP, é utiliza da Plataforma da Central do Franqueado. Através dos nossos serviços você vai obter uma ferramenta que auxilia tanto na padronização, quanto no suporte que você oferece aos seus franqueados.

Resumo

💬 O que é a metodologia MASP?

A sigla MASP significa Método de Análise e Solução de Problemas e, como o próprio nome diz, busca analisar e solucionar empecilhos. Através de seu uso, é possível arrumar falhas e garantir o não surgimento de novos problemas

✔️Quais as diferenças entre MASP e PDCA?

Apesar da MASP ter algumas semelhanças fortes com a PDCA, é preciso saber que elas não são a mesma coisa. Como ambas buscam auxiliar na melhoria de processos e garantir a qualidade de gestão, é comum serem confundidas. O PDCA é constituído por 4 itens: Plan, Do, Check e Act; enquanto que o MASP é organizado em 8 etapas, quais buscam serem mais específicas e complexas em suas funções. 

⚙️Como aplicar a MASP em um negócio?

  • Busque pelo problema
  • Analise o problema
  • Dê atenção às suas causas
  • Faça planos de ação
  • Execute as tarefas
  • Analise os resultados
  • Foque na padronização
  • Estruture relatórios de conclusão
Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!