Markup: o que é e como definir o valor do índice em sua franquia

O Markup é um índice utilizado na precificação de produtos e serviços. Este índice é formado pelos custos que este produto gera para o negócio aplicados ao custo direto de aquisição ou produção e mais a margem de lucro. Com o cálculo do markup é possível realizar uma precificação mais correta nos produtos e serviços de um negócio. Confira e saiba como calcular em sua franquia!

Manter preços atrativos aos consumidores, que ofereçam uma vantagem competitiva à marca, e que proporcione um bom lucro é um desafio para a maioria dos negócios. Isso se torna ainda mais desafiador quando falamos em um mercado tão competitivo como o franchising.  

É por este motivo que ter indicadores e índices que auxiliem na formação assertiva dos preços é tão importante para se manter competitivo no mercado. Definir o valor dos seus produtos com base em números é a melhor forma de garantir sucesso nas suas vendas.

Diante disso, iremos falar sobre como o markup impacta sua franquia e como calcular seu valor na precificação dos seus produtos e serviços. Confira!

Veja o que você vai encontrar neste artigo:

O que é markup?

Baseando-se nos custos gerais para produzir um produto ou prestar um serviço, o markup é um índice utilizado na precificação do que um negócio vende. Somado ao custo de aquisição e a margem de lucro estipulada pela empresa sobre determinado produto, o markup serve com ferramenta para formação dos preços finais dos serviços e produtos que este negócio oferece. 

Portanto, o cálculo do markup serve como uma ferramenta para estipulação de preços e avaliação da margem de lucro de um negócio. Porém, apesar de ser um índice utilizado para este fim, não é o único. 

Em muitos casos, não é possível formar preços apenas com base no markup. Além dos outros indicadores que se somam no preço final, é preciso que o gestor considere outros fatores que influenciam em quanto os preços dessa marca trarão retorno. 

Algumas das coisas que podem afetar na formação do preço: 

  • Crises e diminuição do poder de compra do consumidor;  
  • Setor/segmento muito competitivo;
  • Dificuldade com achar uma vantagem competitiva que não seja no preço;
  • Tempo de atuação do negócio no mercado;
  • Necessidade de atração de consumidores;
  • Dívidas e necessidades financeiras do negócio.

Isso são apenas alguns exemplos que podem afetar na variação de preços de um negócio, sobretudo uma franquia. Porém, quando se trata de precificar com base em números adequados à realidade do negócio, o markup é uma ótima ferramenta. 

Diferença entre markup e margem de lucro

Essencialmente, a principal diferença entre o markup e a margem de lucro está na fase da definição de preços que cada um se forma. O markup está ligado diretamente ao preço de custo de um produto ou serviço, ou seja, o que a empresa terá que gastar para produzir e vender aquele produto. 

Já a margem de lucro, está ligada ao preço de venda do negócio. Este índice serve para calcular a porcentagem de retorno financeiro que a marca terá ao oferecer determinado serviço ou produto. 

Para o que serve o markup?

A principal função do markup na gestão administrativa de uma franquia é oferecer um indicador de custos que o negócio terá para vender seu produto. Consequentemente, o índice afeta na definição do preço final de um ou diversos produtos. 

Portanto, com este índice, sua rede consegue calcular todos os custos necessários para vender e ainda considerar o preço final adicionando sua margem de lucro e custo de aquisição ou produção. Com o markup calculado, é possível variar a margem de lucro e definir preços competitivos e rentáveis financeiramente. 

Com essas funcionalidades nós podemos afirmar que o índice é essencial para a gestão de franquias. Isso nos leva ao próximo assunto, que é destacar a importância dessa ferramenta para as redes franqueadas.

Qual a importância do markup para franquias?

O processo de precificação em redes de franquias é complexo e demanda uma boa gestão financeira. O fato de uma franqueadora ser responsável pelo controle de diversas unidades faz com que a necessidade de um bom controle dos preços seja feito. 

A padronização exigida por redes de franquia também está relacionada com os preços dos produtos ou serviços que ela oferece. Uma rede não pode simplesmente deixar que cada unidade estabeleça os preços dos produtos que serão vendidos em suas unidades. Isso geraria um caos para as finanças da marca e também prejudicaria sua imagem. 

Por isso, para estabelecer essa precificação de forma assertiva em toda a rede, é preciso de ferramentas como o markup. É com assertividade que se garante boa saúde financeira e garantia de bons preços. 

Por razão de o markup ser aplicado sobre todos os custos, ele proporciona uma precificação de forma que evite prejuízos. Afinal, ao considerar todos os custos e formar os preços com base nessa informação, é possível evitar que as vendas não gerem lucro e acabem resultando até em dívidas. 

Além disso, participar de um mercado tão competitivo como o franchising exige certa flexibilidade nos preços. Ofertas, promoções e até mesmo a precificação normal precisa ser atrativa para se apresentar como uma vantagem competitiva. 

No entanto, se sua rede apenas definir os preços muito baixos para atrair os consumidores sem considerar os custos, pode haver muitos prejuízos financeiros. Para isso, o markup leva em conta todos os custos, podendo haver uma maior flexibilização na margem de lucro para ganhar em quantidade de vendas e etc. 

Enfim, com um índice tão eficiente, é possível melhorar o ROI da sua rede, resultando em vendas mais lucrativas. E, com isso, o faturamento também tende a aumentar, já que os preços definidos com auxílio do markup garantem que todos os custos serão cobertos em suas vendas.

Como calcular o markup em sua franquia?

Antes de elaborar a fórmula e realizar o cálculo final do markup, é preciso conhecer o que o compõe. Para isso, é preciso entender tudo que forma os custos da sua franquia. Confira abaixo e entenda como formar os custos para calcular o markup.

Despesas fixas

Nesta categoria de despesas estão todos os gastos que são obrigatórios para manter a atividade da franquia. Isso pode estar mais relacionado aos pontos de venda, com os pagamentos de aluguel, eletricidade, salário de colaboradores e etc. 

Os custos de produção dos produtos ou prestação dos serviços não estão inclusos neste levantamento. Nas despesas fixas entram os gastos essenciais para manter as atividades das unidades de franquia. 

Despesas variáveis

Este tipo de gasto está mais ligado diretamente à produção e venda do produto ou serviço. Ou seja, neste quesito, entram os custos com impostos cobrados sobre as vendas e até comissões dos vendedores, conforme estabelecido pela rede. 

Margem de lucro 

Ao fazer o cálculo do markup é preciso levar em consideração a margem de lucro dos produtos ou serviços da franquia. A margem de lucro é a porcentagem colocada sobre um produto e que se estima atingir para garantir um retorno financeiro para a franquia. 

Essa parcela pode ser fixada com uma porcentagem única sobre todos os produtos e serviços ou pode ser variável. Ao adotar uma margem de lucro de acordo com cada produto é possível ter uma maior flexibilidade para vender e negociar em sua franquia. 

Custo direto

Um outro tipo de despesa que deve ser levado em conta para formação do markup é o custo direto. O custo direto é os gastos que sua franquia tem para produzir os produtos ou prestar os serviços que vende. 

Neste levantamento pode constar os custos com fornecedores na aquisição dos insumos. Assim também com os equipamentos, tecnologia, máquinas utilizadas para produção do produto final ou com a prestação do serviço, como transporte e etc. 

Cálculo do markup

Com todas as informações do que utilizar no cálculo do markup, agora basta aplicar na fórmula de acordo com os dados levantados. Existem algumas grandezas que representam as informações citadas anteriormente, que são as seguintes:

  • DF = Despesas Fixas
  • DV = Despesas variáveis
  • Margem de lucro = ML

Utilizando essas grandezas, se aplica o cálculo na seguinte fórmula:

Markup = 100/100 – (DF+DV+ML)

Exemplo de cálculo do markup

Agora que entendemos a composição do cálculo e sua fórmula, podemos ilustrar trazendo para a prática de uma franquia. 

Digamos que o custo direto para aquisição/produção do seu produto ou prestação de serviço é de R$ 50,00. 

Ao estabelecer as despesas, é preciso transformar em porcentagem, calculando uma parte do preço unitário do produto. 

Sendo assim, digamos que as despesas fixas representam 15% e as despesas variáveis 10%, com uma margem de lucro estabelecida de 20%.

Sendo assim, aplicamos os valores na fórmula do markup:

Markup = 100/100 – (15 + 10 + 20)

Markup = 100/100 – 45

Markup = 100/55

Markup = 1,81

Sendo assim, temos um markup final de 1,81. Com esse índice definido, pegamos o custo direto definido inicialmente e multiplicamos pelo valor final do markup, obtendo, assim, o preço estimado do produto. 

PV (Preço de venda) = 50,00 x 1,81

PV = 90,50

Portanto, o preço de venda estimado com base no cálculo do markup seria de R$ 90,50. Assim, você pode analisar o preço final e comparar com os preços que estão no mercado dos concorrentes. 

Ao final, sua rede poderá analisar se o preço é adequado e pode ser estabelecido nos pontos de venda ou no seu e-commerce. 

Com todos esses cálculos e levantamento de dados fica mais fácil precificar em sua rede de uma forma assertiva, garantindo lucro sobre suas vendas e evitando prejuízos com custos inesperados. 

Se você deseja continuar aprendendo sobre gestão financeira e administração de franquias, confira nosso conteúdo de planejamento financeiro e saiba como preparar as finanças da sua franquia de forma estratégica.

Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!