5 estratégias certeiras de marketing digital para o seu negócio

1Não há mais volta: vivemos em um mundo digital. Hoje, nos comunicamos muito mais online do que offline. No franchising, isso pode ser uma vantagem: ferramentas de marketing digital, como o Adwords, são extremamente práticas e úteis para o crescimento de uma rede e atingem facilmente consumidores e investidores. Conheça cinco delas e saiba como utilizá-las.

Neste conteúdo você vai encontrar dicas sobre as seguintes ferramentas:

  1.  Google
  2. Instagram
  3. Facebook
  4. Email Marketing
  5. Linkedin

O franchising é um mercado regido pela inovação. Se não fosse pela tecnologia, seria impossível manter uma rede de diversas unidades em funcionamento (ao menos com um bom padrão de qualidade). Da mesma forma, sem as ferramentas de comunicação que possuímos hoje em dia, jamais seria possível atingir novos mercados. Todo franqueador precisa de meios que tenham alcance, tanto para encontrar investidores interessados em serem franqueados, quanto para apresentar e posicionar a rede para novos consumidores.

A Internet viabiliza tudo isso. É muito simples utilizar redes sociais para lançar campanhas e interagir com públicos-alvo. Mas, justamente por isso, a Internet também intensifica a concorrência, pois proporciona um aumento na oferta.

“O Google e as redes sociais são as primeiras e mais rápidas referências de busca de informações hoje em dia.”

O consumidor escolhe as marcas que, além de suprirem suas necessidades e desejos, comunicam-se de forma convincente, demonstrando seus diferenciais. Estão na frente aqueles negócios que utilizam do marketing digital para criar canais integrados e bem direcionados de divulgação de seus produtos e serviços.

É indiscutível que o Google e as redes sociais são as primeiras e mais rápidas referências de busca de informações hoje em dia. Estabelecimentos que estão presentes de forma ativa na Internet são encontrados rapidamente, na palma da mão de usuários de smartphones.

Quando falamos de redes de franquias, as estratégias de marketing digital são ainda mais úteis. São eficientes na padronização da comunicação da empresa, ao mesmo tempo que podem ser dirigidas a determinadas localidades.

O investimento em ferramentas online pode variar de acordo com a necessidade da marca. Entretanto, uma coisa é certa: o marketing digital pode trazer sucesso para qualquer rede de franquias. Basta ter consciência dos objetivos da empresa.

Neste post, separamos cinco ferramentas de marketing digital que estão sendo bastante aderidas por empresas do mundo todo. Redes sociais e mecanismos de busca, se bem utilizadas, podem fazer a diferença na forma como uma franquia se comunica. Vamos lá?

1. Google Adwords: anunciando no site de buscas mais acessado do planeta

O mecanismo de busca mais utilizado no mundo tem importância expressiva na forma de fazer publicidade na era digital. O Google, na verdade, pode ser considerado como o maestro do marketing digital. Seus algoritmos determinam o rankeamento da busca de produtos e serviços na Internet. Ou seja: é o Google quem considera a real relevância do seu negócio para os usuários.

É importante estar atento a isso. A escolha de determinadas palavras-chave na produção de campanhas de marketing é uma forma de direcionar efetivamente informações a usuários que têm potencial interesse nos serviços da empresa. Porém, é o Adwords que faz do Google uma plataforma diferenciada para fazer marketing.

O Google Adwords é, basicamente, um sistema de anúncios que funciona através de pagamento por parte do anunciante. Anúncios da empresa ganham espaço no topo do resultado da busca dos usuários, de acordo com as palavras-chave escolhidas, as quais devem remeter à informação procurada.

“O grande objetivo dos links de Adwords é gerar engajamento.”

Por exemplo, uma revendedora de carros que faz um anúncio baseado nas palavras-chave “carros semi-novos preços” terá links nos resultados de pesquisa do usuário que digitou as palavras em questão na barra de busca, acima dos resultados orgânicos.

É claro que elaborar qualquer anúncio e se dispor a pagar uma determinada quantia para o uso da plataforma não é o suficiente. O grande objetivo dos links de Adwords é, primeiramente, gerar engajamento para a captação de leads. A partir disso, com estratégias de lead nurturing, é possível manter potenciais consumidores por perto e não apenas vender um produto uma única vez.

Além disso, para franquias, a ferramenta é bastante eficiente em relação ao direcionamento de anúncios para públicos específicos. Entretanto, cuidado: é importante que as localidades sejam escolhidas com foco. Desta forma, o anúncio não irá se perder em meio a concorrentes melhor direcionados.

2. Instagram: fazendo marketing digital com a ajuda de digital influencers

O Instagram é uma grande vitrine. E não estamos nem falando no sentido figurado. Claro, a rede social do momento começou como uma plataforma simples, voltada para que os usuários compartilhassem suas fotografias pessoais. No entanto, a ferramenta viu sua visibilidade decolar após a compra pelo dono do Facebook, Mark Zuckerberg, em 2012.

Empresas viram no caráter pessoal da rede social uma forma de atingir potenciais consumidores de uma forma mais espontânea e interativa. Muitas marcas utilizam a rede não apenas para divulgar anúncios no Stories ou em posts impulsionados, mas também, para demonstrar como seus produtos e serviços agem no dia-a-dia das pessoas. Isso, através do contato com os chamados digital influencers.

“Ele serve para despertar desejos nos consumidores”.

Digital influencers são, na mais pura tradução, influenciadores digitais. São usuários que possuem uma quantidade considerável de seguidores, os quais acompanham sua rotina através do app. A interação de tais influenciadores com os usuários se dá por curtidas, comentários e mensagens.

O que desperta esse engajamento? Mais do que qualquer outra coisa, o sentimento comum entre todos os seguidores dos digital influencers é o interesse pelas atividades que eles e elas praticam, pelos produtos que usam, pelas roupas que vestem. O Instagram mexe com o desejo do usuário.

O envio de lançamentos de mercado para digital influencers virou uma prática comum de marcas que, de maneira esperta, fazem publicidade espontânea nos Stories e posts das personalidades. Uma nova coleção de roupas de academia é muito mais interessante se for utilizada pela musa fitness Gabriela Pugliesi, por exemplo. É nisso que se encontra a principal utilidade do Instagram. Ele serve para despertar desejos nos consumidores, por meio do sentimento de querer se identificar com as personalidades que admiram.

A presença de digital influencers não se limita apenas ao Instagram: eles estão no YouTube e em diversos blogs espalhados pela web. Mas, sem dúvidas, o Instagram é a forma mais barata e prática de causar engajamento por meio dessa estratégia.    

3. Facebook Ads e posts impulsionados: personas e conteúdos de qualidade

As redes sociais têm um papel essencial no plano de marketing de qualquer empresa. Isso porque elas são, de fato, os melhores meios para gerar engajamento e criar vínculos com consumidores em potencial. O Facebook, por mais que não esteja mais em sua era de ouro, ainda é indiscutivelmente um canal bastante eficiente no que diz respeito à comunicação entre marca e público.

A interação com a marca se torna ainda maior quando os clientes são usuários assíduos do site. No caso do Brasil, país mais ativo na rede social, existem ainda mais motivos para se estar presente. E estar presente é definir uma linguagem e uma forma de tratar os usuários que seja de acordo com o posicionamento da marca no mercado. Para isso, algumas empresas criam ‘personas’ nas redes sociais. A página da Netflix, por exemplo, já disse que é uma menina. O comentário gerou burburinho na Internet e pessoalizou a marca de forma simples, mas certeira.

Engajamento no Facebook

Existem várias formas de utilizar o Facebook como ferramenta de marketing digital. O Facebook Ads e os posts impulsionados são duas formas principais. O primeiro, nada mais é do que a compra de espaços de anúncios para divulgação na home dos usuários. O segundo, é útil para que as postagens feitas na página das empresas tenham maior visibilidade.

Hoje, posts orgânicos se perdem em meio a quantidade de informação produzida diariamente na rede social. A impulsão serve para que os conteúdos tenham destaque nos feeds de usuários que possam ter interesse no que está sendo oferecido. Isso é organizado através dos algoritmos do site. Eles consideram as curtidas e a atividade de cada usuário no momento de separar conteúdos relevantes.

Assim como no Google Adwords, o diferencial dessa ferramenta é a possibilidade de direcionamento dos anúncios e dos posts, os quais são visíveis para usuários que nem mesmo curtiram a página do anunciante. O tempo e o alcance de exposição são determinados a partir do valor pago. Todavia, assim como no Adwords, é a criatividade que faz a diferença para que os conteúdos sejam realmente chamativos.

4. E-mail marketing: encontrando utilidade nas mensagens eletrônicas

Por algum tempo durante a evolução da Internet, o uso de e-mails quase se tornou obsoleto. Afinal, os usuários começaram a se comunicar por mensagens instantâneas, seja pelo Facebook, ou pelo Whatsapp. Porém, empresas encontraram na ferramenta uma forma de desenvolver campanhas de marketing digital.

Esqueça a ideia de que mandar e-mails é uma coisa irritante. Claro, oversending, encher a caixa de entrada das pessoas, definitivamente não é algo agradável. Entretanto, não é disso que o e-mail marketing se trata. A estratégia de mandar e-mails direcionados existe para aproximar o relacionamento da empresa com os clientes.

Vale Ler:  Consultoria de Campo: por que aplicar na minha rede de franquias?

Ela se dá não apenas através da divulgação de produtos e campanhas, mas também do lançamento de promoções e vantagens para os clientes de uma lista de e-mail. Aliás, tal lista só contém e-mails que foram entregues com o consenso do consumidor. Eles, por sua vez, podem optar pelo fim do recebimento de mensagens a qualquer momento.

Fazer e-mail marketing é algo delicado, que exige não apenas criatividade, mas também organização: fixar um público-alvo, elaborar mensagens simples, diretas e visualmente agradáveis e levar o usuário a outros locais, através de botões de call-to-action. A estratégia também prioriza o lead nurturing e a aproximação e fidelização de clientes – não a venda propriamente dita. Importante: é fundamental que as mensagens sejam otimizadas para smartphones, afinal, eles são o principal meio de acesso de e-mails.

5. Linkedin: encontrando candidatos a franqueados da rede

Como comentamos no início do texto, a Internet também auxilia franqueadores a encontrarem potenciais novos investidores, que tenham perfil para serem franqueados da rede. Faz parte do plano de expansão ter direcionamento no momento de selecionar candidatos a gerirem novas lojas da empresa e a web é ótima para isso. Mas, mais do que contar com um formulário no site oficial, o franqueador pode fazer uso de uma rede social criada especialmente para interesses profissionais.

“O Linkedin é utilizado por cerca de 30 milhões de brasileiros.”

O Linkedin é utilizado por cerca de 30 milhões de brasileiros que estão buscando por novas oportunidades profissionais. Se você não conhece a plataforma, que é otimizada para negócios, saiba que ela possui uma seção voltada para vagas de emprego. Pronto, agora você já sabe da utilidade da rede social para franquias. A presença de uma empresa no Linkedin é um canal interativo para encontrar empreendedores e ter um primeiro contato com eles.

Como essa é uma rede social mais séria, é importante ter cuidado com a linguagem e com o tipo de conteúdo postado pela marca. Bons conteúdos, entretanto, proporcionam seriedade e valor para a empresa. O Linkedin possibilita o upload de arquivos PDF e eBooks – os quais podem ser bastante úteis para consulta de investidores interessados na rede.

Além disso, é possível encontrar facilmente profissionais com determinadas experiências e perfis, direcionando conteúdos a esses usuários. Grupos de debate podem ser criados, incentivando a interação da empresa com candidatos e iniciando o processo de seleção de forma simples e ágil.

Existem muitas outras ferramentas online que podem ser utilizadas em estratégias de marketing digital no franchising. Sites e apps são algumas delas, mas envolvem conhecimentos mais detalhados e maior preparação.

As redes sociais apresentadas nesse texto são bastante intuitivas e com certeza, muito úteis para pequenos e grandes negócios. Se você é gestor em franquias, não perca tempo. Incorpore-as no seu negócio e conte com bons profissionais de comunicação para otimizar a forma como serão utilizadas.

Quer mais dicas sobre gestão no franchising? Então continue acessando nosso blog!

Software para Franquias - Peça sua Demonstração agora!