Descubra o que é Mailing e saiba como utilizá-lo no seu negócio

Mailing é um sistema de captação de contatos e envio de mensagens para ajudar em vendas e propagandas. Com certeza uma ótima ferramenta, mas precisa ser utilizada corretamente. Vamos entender melhor?

Você provavelmente já recebeu aquele e-mail chato de algum produto de uma empresa que ninguém nunca nem ouviu falar. Mailing é tipo isso… bom, na verdade esse exemplo é resultado de um trabalho mal feito.

Neste texto vamos ensinar como tirar proveito dessa ferramenta, como receber respostas e evitar passar vergonha.

O que é Mailing

Mailing é uma forma de acessar o público, através de contato por e-mail ou correio. Originalmente mailing significava enviar cartas para promover empresas e produtos.

Hoje, na era da tecnologia, o termo recebeu um significado atualizado. Este abrange tanto o contato em si quanto a catalogação de informações que a empresa possui de seus contatos em uma lista ou tabela.

Algumas empresas utilizam este sistema em campanhas de marketing, pesquisas de mercado, de satisfação ou até no pós compra. Neste último o mailing exerce uma função muito interessante, servindo para fidelizar e aprimorar o serviço ao cliente.

Se seu negócio estiver inserido em um sistema de franquias, temos um guia de marketing por e-mail pronto para você.

As oportunidades realmente são muitas e estão limitadas apenas por imaginação, estas são só exemplos.

Para conseguir um bom retorno é necessário ter uma vasta lista de clientes tanto já fidelizados quanto em potencial, com seus respectivos números de telefone e endereços digitais. Estes dados devem estar em um arquivo que será guardado e atualizado pelo pessoal responsável.

Mas o que são estes dados?

Os dados em questão são tudo o que puder imaginar. Eles formam junto com os contatos a chamada “Mailing List”.

Infelizmente não bastam só os contatos básicos. É importante ter toda uma variedade de informações, ou acontecerá o que falamos logo no início. O mesmo erro estará sendo cometido, desperdiçando conteúdo com pessoas que não tem nenhum interesse no que você está oferecendo.

Qualquer coisa que for interessante para acessar o indivíduo da forma mais orgânica possível deverá estar presente nesta lista. A idéia é oferecer um serviço personalizado.

Isso fará com que o conteúdo seja maleável e não deixará que sua marca seja mal vista. É bom para a empresa e para o consumidor.

Retorno

O retorno do Mailing vem de várias formas. Lembre que você nunca saberá sua taxa de conversão até tentar.

Em pós vendas, por exemplo, serve para fidelizar o cliente e selar a compra.

Você vende materiais de couro? Quem sabe enviar mensagens para seus clientes ensinando-os a cuidar do material, aproveite e já ofereça aqueles produtos de tratamento e cuidado que você têm e talvez não venda tão bem.

Já no Mailing Marketing a proposta é diferente.

Lembre que esse tipo de abordagem costuma ter um retorno baixo relativo com o número de pessoas que recebe. Então se você estiver recebendo poucas respostas, não fique nervoso, é assim mesmo que funciona.

Entretanto, por ter um custo baixo, a pequena parcela de pessoas que responderem já vão ser o suficiente. Imagine este negócio:

  • Michel possui uma empresa de papel e resolve fazer Mailing Marketing.
  • Paga uma pessoa para fazer o trabalho e passa a gastar R$ 1.000,00 por mês para atingir novos clientes.
  • Dos 10.000 que receberam, 5% responderam.
  • Destes 500 apenas 10 compraram.
  • Suas vendas variaram de valores mas cobriram facilmente o gasto inicial.

Estes números são apenas exemplos, eles, na verdade, variam de acordo com diversos fatores. Podem mudar dependendo nicho do seu produto, local de venda, época do ano e diversos outros fatores.

Por isso recomendamos começar pequeno e ir aumentando gradualmente enquanto você pega o jeito. Não pense em desistir ainda que é assim que funciona mesmo, uma pequena parcela irá responder, uma menor ainda irá comprar e isso já será o suficiente.

Mailing List

Bom, agora que já entendemos o que é Mailing de forma geral. Vamos aprofundar e explicar como tirar proveito desta ferramenta.

Primeiramente temos que pensar para quem vamos enviar nosso conteúdo. Então vamos lá.

No blog BiggerPockets, o CEO Joy Gendusa disse o seguinte: “tire a idéia de que marketing é persuasão de sua cabeça. Você não está convencendo ninguém a comprar de você. Você deve mostrar porque sua empresa é a melhor dentro do seu ramo”.

Acreditamos que essa constatação é essencial para entender os negócios na modernidade e o por que da necessidade de possuir uma lista de mailing personalizada. Para efetuar a melhor possível, temos que pensar em alguns elementos.

Dados que não podem faltar

Alguns dados são essenciais e não podem faltar de maneira alguma. Eles compõem as informações mais básicas que irão ramificar os destinatários através de simples características:

  • Nome;
  • Idade;
  • E-mail;
  • Estado civil;
  • Endereço residencial;
  • Produtos comprados;
  • Produtos de interesse;
  • Nacionalidade.

Outros elementos são opcionais e agregam na hora de enviar conteúdo. Estes podem abranger formação, profissão, quantidade de filhos e até características de personalidade.

Realmente são muitos elementos possíveis. Cabe ao responsável pelo Mailing decidir quais são necessárias.

Vá com calma e construa conforme o tempo passa. Muita coisa é adquirida normalmente através de contatos e vendas. Guarde todas as informações que for conseguindo e logo você terá uma bela tabela de destinatários.

Decida como obter sua lista

Depois que você decide ingressar neste tema aparecem duas escolhas básicas. A primeira é montar as informações sozinho e a outra é comprar uma tabela pronta.

1) Não compre

Nós não recomendamos comprar. Pode ser aparentemente mais fácil, mas não traz retorno suficiente para compensar o gasto.

O motivo é que você provavelmente terá a mesma lista de contatos que algum competidor. E esta ainda será provavelmente vaga em informações e composta de um público não personalizado.

Ao invés disso monte a sua própria. Poderá levar algum tempo e esforço, mas assim se monta a melhor lista para o seu negócio.

2) Escolha sua plataforma

Primeiramente é interessante que você tenha em mente onde irão todas as informações que coletar. Ferramentas de texto ou planilhas são úteis, mas podem não ser as mais eficientes.

Existem diversas plataformas que estão a sua disposição. Não se prenda a uma, teste várias e veja qual que você mais se encaixa.

Estes aplicativos tem uma função bem definida: organizar, facilitar e enviar e-mails.

3) Crie seu site

Criar um site pode dar medo, mas é bem mais fácil do que parece. Escolha uma plataforma de criação e aventure-se. Elas são bastante auto explicativas e muitas são gratuitas.

Não é necessário um grande site para construir uma lista satisfatória. Todos temos de começar de algum lugar. Seja uma grande franquia, seja um negócio local.

O que você precisa ter apenas é uma “Landing Page” (página de pouso) com um espaço chamativo para o usuário por seu e-mail. A partir disso você já tem um site com uma função básica de captação de dados e marketing.

Não se esqueça de pedir as informações de maneira chamativa e amigável. Escreva de forma pessoal e descontraída. Pessoalmente, você colocaria seus contatos em qualquer lugar? Pense no que seu público precisa e ofereça isso.

4) Seja chamativo

Faça uma chamada interessante. Uma boa idéia é montar um guia simples ou algum conteúdo exclusivo e oferecê-lo em troca de um login básico.

Você pode usar pop ups e call to actions com propagandas do seu produto, talvez com ofertas instantâneas ou testes grátis. O site americano Digital Marketer efetuou um estudo e introduziu o pop up acima para pessoas que acessaram seu site por mais de 15 segundos.

A propaganda excluía visitantes já cadastrados e as páginas de vendas (para não atrapalhar). No final, com uma chamada interessante e concisa, conseguiram gerar quase 3 mil leads em apenas 14 dias, além de aumentar 54% o tempo médio de tráfego.

Ter um site irá lhe abrir um grande leque de opções. Seja criativo e não tenha medo de errar. Logo você estará pegando o jeito e atingindo seus objetivos.

5) Outras formas de conseguir contatos;

Existem diversas maneiras de compor nossa lista e nem todas são através da internet.

Se você tem uma loja física, ou está em um evento relacionado ao seu ramo, obter contatos pode ser muito fácil. Imprimir uma simples folha de inscrição pode ser um método antigo, mas continua eficiente. Basta adicionar algum elemento chamativo como um sorteio ou algo do gênero.

Você pode sempre fazer um evento próprio, como coquetéis e promoções e divulgar através de panfletos e internet. Como confirmação você pede o e-mail do interessado.

Atitudes como oferecer promoções em aniversários também são interessantes para fidelizar o cliente. Observe o que seus concorrentes estão fazendo, adote medidas novas e se adapte.

Com certeza é uma ferramenta muito interessante que pode ajudar muito sua empresa com um baixo custo. Como podemos ver neste texto ele não precisa ser utilizado apenas pelo marketing.

Todas as informações que passamos servem para qualquer tipo de mailing que você possa estar planejando. Basta ser criativo e tentar.

Gostou do conteúdo? Tem muito mais dicas como essa no nosso Blog. Entra lá e dá uma conferida!

Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!