4 dicas para você melhorar a logística de distribuição da sua franquia

Quando se trabalha no mercado do franchising, é essencial que se pense em diversos pontos importantes para tornar o trabalho mais fácil e eficiente, melhorando a cadeia produtiva.

Um dos pontos a ser vistos é a logística de distribuição, que possui suma importância para as rotinas da distribuidora. Saiba mais sobre a importância disso para o seu negócio

O que você verá nesse conteúdo:

O que é distribuição?

A distribuição é um dos processos da logística que fica responsável pela administração dos materiais, desde a saída do produto da linha de produção até que chegue para entrega no destino final, ou seja, nas mãos do consumidor.

Com o produto pronto, ele sai da fábrica e é encaminhado ao distribuidor, que, por sua vez, vende o produto a um varejista. O varejista expõe esse produto para venda aos consumidores finais. Este é o processo mais comum de distribuição, porém, nesse contexto há uma série de variáveis e também decisões a serem tomadas pelo profissional de logística.

A palavra distribuição também está associada à entrega de cargas fracionadas. São as entregas de produto e material em mais de um destinatário, aproveitando-se a viagem e os custos envolvidos. Neste caso, as entregas precisam ser planejadas, utilizando-se um menor custo total e menor tempo utilizado.

Essa distribuição passa por algumas etapas, que são:

  • Conferência das cargas que saem do estoque até a sua expedição, ou seja, saída do local;
  • Verificação do roteiro de entregas (se ele for para mais de um local);
  • Verificação dos meios de transporte realizados e controle de todos os detalhes dos fretes;
  • Análise de indicadores para verificar se é possível melhorar o tempo, percurso e consumo médio de combustível;
  • Verificação da chegada nos pontos de venda (caso eles também pertençam a você).

Quando ocorre e como funciona essa logística de distribuição?

O processo tem início tão logo haja a distribuição. Esse é o momento inicial em que o foro reparte os feitos, isto é, designando o juízo a que cabe a Ação, de acordo com a matéria. O pedido do autor ganhará nesse momento um número que será a “identidade” do processo. 

A distribuição é feita por um sistema informatizado de modo alternado, obedecendo-se a rigorosa igualdade. Isso evita a sobrecarga de um juízo em relação aos demais. Mas, quando o processo que se está iniciando tiver qualquer relação com outro já ajuizado por conexão ou continência a distribuição será feita por dependência.

Controle de Estoque 

O controle do estoque é o primeiro passo para uma logística para e-commerce eficiente. Nesse sentido, é preciso analisar se o tipo de produto estocado precisa de algum cuidado adicional no seu armazenamento. Se se tratar de produto perecível, por exemplo, é preciso estar atento a questões como temperatura do ambiente, luminosidade e tempo máximo para permanecer estocado.

Além disso, é interessante manter uma diferença mínima entre o estoque existente e o que é oferecido ao cliente, já que não é bom para o negócio vender um produto e depois precisar informar que ele não está mais disponível. Esse tipo de situação dá a impressão de que o e-commerce é, no mínimo, desorganizado.

Para evitar conflitos como esse, o ideal é fazer um controle regular de todas as entradas e saídas, mantendo o inventário do estoque sempre atualizado. Esse controle permite ao empreendedor, ainda, acompanhar quais são os produtos com maior demanda e quais são os encalhados e que, portanto, precisam de uma promoção.

Embalagem da mercadoria 

Uma parte do processo por vezes negligenciada pelos lojistas virtuais é a embalagem da mercadoria. Isso porque deve-se ter em mente se o tipo de mercadoria transportada precisa de algum tipo de proteção especial para que chegue ao cliente final em perfeito estado, pois escrever “frágil” pode não ser o suficiente.

Além disso, o cálculo do custo do transporte considera, entre outros fatores, o peso e o volume da mercadoria. Em razão disso, o ideal é que a embalagem seja a apropriada de acordo com cada objeto, para que não se pague além do necessário.

Por fim, como a embalagem é o primeiro contato do cliente com o produto adquirido, ela precisa representar adequadamente a marca e pode, inclusive, ser um instrumento de marketing.

Escolha da transportadora

Ainda que a transportadora se torne a responsável pela entrega, aos olhos do cliente, a responsabilidade é sempre do vendedor. Por isso, é preciso muito cuidado ao escolher uma transportadora, pois ela pode significar, em grande parte, o sucesso ou o fracasso do e-commerce.

Nessa escolha, é interessante levar em consideração se a transportadora conta com um bom sistema de monitoramento do transporte do produto, para que o empreendedor tenha a oportunidade de acompanhar todo o processo, desde a saída da mercadoria do estoque até sua entrega ao cliente.

Esse tipo de controle é fundamental para que se saiba se o prazo de entrega foi respeitado e para que se entre em contato com o cliente previamente, caso necessário.

Logística reversa 

Mesmo com todos esses cuidados, pode acontecer de o cliente solicitar a troca ou a devolução do produto, o que é muito comum em compras pela internet. Nesse sentido, o e-commerce precisa estar preparado para oferecer ao consumidor meios de viabilizar isso, como disponibilizar no site um formulário de solicitação para um ou outro caso.

Além disso, é preciso checar com a transportadora a possibilidade de recolher os produtos ou se é preciso contratar um novo serviço. De todo modo, a loja virtual deve estar preparada para essa situação e agir da melhor forma possível perante o cliente, para que ele continue fazendo compras na sua plataforma.

A logística para e-commerce, portanto, deve receber bastante atenção por parte do empreendedor, na medida em que definirá o relacionamento com o cliente.

Qual a importância do processo de distribuição?

A logística de distribuição permite um maior controle de saída dos produtos da sua distribuidora, fazendo com que eles cheguem mais rapidamente nos locais de venda. Isso faz com que não falte produtos em estoque nos pontos de venda, otimizando o giro de estoque.

Com isso você consegue abastecer melhor os seus clientes, atendendo suas expectativas e necessidades em um tempo hábil, tentando sempre melhorar seus prazos.

Também é importante para melhorar até mesmo a gestão de recursos. Isso porque os custos do frete podem ser melhorados, economizando com combustível, realizando trajetos que permitam levar mais produtos em menos tempo em mais lugares.

Ou seja, é vantajoso para você, que terá economia de recursos e terá uma melhora da sua imagem perante seus clientes, e também é positivo para o destinatário final, que estará sempre abastecido com os produtos que você revende, recebendo com agilidade e praticidade as encomendas.

4 dicas para melhorar sua logística de distribuição

  1. Use um software específico para gestão de logística, que oferecerá não só automação, mas também soluções inteligentes para melhorar esse setor;
  2. Seja organizado com os registros da sua logística, para que nenhum dado fique faltando e você, caso não opte por um software específico, possa fazer as análises da melhor forma possível;
  3. Contrate profissionais especialistas nessa área para gerenciarem esse setor. Muitas vezes foge a alçada do gestor saber de fato como analisar esses dados e realizar as ações de otimização necessárias;
  4. Não tenha medo de realizar mudanças. Muitas vezes gestores com perfis mais conservadores têm medo de realizar alterações que poderiam causar mudanças positivas na logística de distribuição e, com isso, perdem oportunidade de otimizar esse setor.

Gostou das dicas? Continue navegando pelo nosso blog, e descobrindo diversos assuntos do mundo do franchising!

Resumo

🟢 O que é distribuição?

A distribuição é um dos processos da logística, que fica responsável pela administração dos materiais, desde a saída do produto da linha de produção até que chegue para entrega no destino final, ou seja, nas mãos do consumidor.

Essa distribuição passa por algumas etapas, que são:

  • Conferência das cargas que saem do estoque até a sua expedição, ou seja, saída do local;
  • Verificação do roteiro de entregas (se ele for para mais de um local);
  • Verificação dos meios de transporte realizados e controle de todos os detalhes dos fretes;
  • Análise de indicadores para verificar se é possível melhorar o tempo, percurso e consumo médio de combustível;
  • Verificação da chegada nos pontos de venda (caso eles também pertençam a você).

💬 Quando ocorre e como funciona essa logística de distribuição?

  • Controle de Estoque;
  • Embalagem da mercadoria ;
  • Escolha da transportadora;
  • Logística reversa .

⚠️ Qual a importância do processo de distribuição?

A logística de distribuição permite um maior controle de saída dos produtos da sua distribuidora, fazendo com que eles cheguem mais rapidamente nos locais de venda. Isso faz com que não falte produtos em estoque nos pontos de venda, otimizando o giro de estoque.

Com isso você consegue abastecer melhor os seus clientes, atendendo suas expectativas e necessidades em um tempo hábil, tentando sempre melhorar seus prazos.

Também é importante para melhorar até mesmo a gestão de recursos. Isso porque os custos do frete podem ser melhorados, economizando com combustível, realizando trajetos que permitam levar mais produtos em menos tempo em mais lugares.

💡 Dicas para melhorar sua logística de distribuição

  1. Use um software específico para gestão de logística, que oferecerá não só automação, mas também soluções inteligentes para melhorar esse setor;
  2. Seja organizado com os registros da sua logística, para que nenhum dado fique faltando e você, caso não opte por um software específico, possa fazer as análises da melhor forma possível;
  3. Contrate profissionais especialistas nessa área para gerenciarem esse setor. Muitas vezes foge a alçada do gestor saber de fato como analisar esses dados e realizar as ações de otimização necessárias;
  4. Não tenha medo de realizar mudanças. Muitas vezes gestores com perfis mais conservadores têm medo de realizar alterações que poderiam causar mudanças positivas na logística de distribuição e, com isso, perdem oportunidade de otimizar esse setor.
Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!