O que é Landing Page e como usá-la para atrair franqueados?

Boas estratégias de marketing digital são aquelas que aproveitam do potencial de alcance e atração de clientes que a Internet proporciona. Seu uso, para redes de franquias, é ainda mais interessante: afinal, além de consumidores, novos franqueados podem ser captados online. A landing page é um meio eficiente para reunir interessados em investir. Saiba mais

Se pararmos para pensar, podemos afirmar que o franchising alcançou sua proporção atual devido ao intenso desenvolvimento da Internet. A web passou a possibilitar tanto a comunicação a grandes distâncias – fundamental para o funcionamento de redes de franquias -, quanto o alcance de públicos consumidores que não seriam atingidos por canais convencionais. Isso, graças ao marketing digital. O uso bem direcionado de ferramentas online traz consumidores mais perto do que a marca tem a oferecer. Mas, mais do que isso, também facilita o encontro de empreendedores interessados em investir na franquia, algo fundamental para sua expansão.

Determinadas táticas vão direto ao ponto quando o assunto é captar candidatos a franqueados. O uso de landing pages é uma dessas táticas, que visa a conversão de usuários em leads (leia mais sobre eles no nosso blog). Leads são potenciais interessados na marca. Entre eles, empreendedores que pretendem investir em uma unidade de franquia da rede. A busca pela empresa na internet pode levar a uma landing page, na qual o(a) interessado(a) deixará seus dados de contato para receber informações da empresa. Mas, explicaremos mais sobre isso a seguir.

Landing page: o que é e por que é útil para minha franquia?

A tradução do termo ‘landing page’ explica de forma ilustrada seu conceito. Proveniente do marketing, significa “página de destino”. A ferramenta é uma tela na qual o usuário é direcionado que difere da home do site oficial, ou de seções fixas do endereço. É criada à parte, principalmente durante campanhas de captação de leads, visando a apresentação de ideias e conteúdos específicos ao assunto em questão. Para receber mais informações, o usuário normalmente é convidado deixar seus dados de contato, ou a continuar navegando por páginas relacionadas à campanha.

Como tática de marketing digital para empresas, as landing pages demonstram ser uma estratégia direta para fazer lead nurturing, que é alimentar o interesse dos usuários no que a marca oferece. Elas são úteis para:

  • Recolher dados, os quais serão usados para criar uma base de contatos para futuras ações comerciais e de marketing;
  • Direcionar contatos já coletados para o funil de vendas, estabelecendo um relacionamento de proximidade com a marca e, claro, a venda de produtos e serviços.

A respeito de redes de franquias, seu uso tem utilidades ainda mais específicas. As landing pages podem servir tanto para:

  • Direcionar conteúdos distintos a consumidores de diferentes localidades;
  • Captar candidatos a franqueados, obtendo seus contatos e, posteriormente, iniciando sua seleção.

Neste texto, focamos no item de número dois. Existem maneiras para otimizar a criação de landing pages que visam a captação de interessados em investir em franquias. Elas podem ser muito eficientes para o início de um relacionamento entre a rede e os candidatos de diferentes regiões. Inclusive, seu uso pode diagnosticar os mercados nos quais há maior interesse de investimento.

Vale Ler:  Como proteger a marca da sua franquia

Como fazer uma landing page para captar candidatos a franqueados?

Antes de tudo, tenha a noção de que a landing page é algo à parte do site oficial da empresa. O domínio base tem a função de proporcionar informações gerais sobre a marca e seus produtos e serviços, visando o acesso do público geral: entre eles, potenciais clientes. Uma landing page oferece informações específicas, relacionadas a um determinado assunto ou campanha. Logo, todo seu conteúdo, envolvendo texto, imagens e links devem ser direcionados para a questão abordada.

Compare as duas páginas a seguir: a primeira, a home do site da rede Los Cabrones;

a segunda, uma landing page para o cadastro de interessados em abrir uma franquia da marca;


Enquanto o design do site traz menus que abordam diferentes informações sobre a empresa, como cardápios e lojas, a formatação da landing page propõe um conteúdo focado nas vantagens de ser franqueado da rede. Para receber mais informações, o usuário deve preencher o cadastro e clicar no botão call-to-action.

O exemplo utilizado é uma forma funcional de converter candidatos, por reunir seus contatos. Qualquer rede de franquias pode fazer uso da ferramenta. A seguir, temos quatro dicas para que uma boa landing page seja elaborada. Vamos lá?

1) Elabore um título direto e marcante

A landing page é uma página única. Logo, não há espaço para enrolação. Começar com um título claro, objetivo e atraente à atenção do usuário é proporcionar uma boa primeira impressão ao visitante. Caso haja interesse, o leitor estará disposto a conferir o restante da página e a deixar suas informações.

2) Apresente apenas o conteúdo necessário sobre a empresa, com qualidade

Pelo espaço reduzido, é essencial que o conteúdo exposto na landing page seja sucinto. Muito texto não ajuda. A utilização de frases simples, até mesmo em itens, torna mais clara a visualização da proposta. Aspectos visuais podem auxiliar no aproveitamento da página, como um layout simples e a utilização de vídeos curtos explicativos do tema. Isso traz qualidade para o conteúdo, o qual deve ser bom o suficiente para convencer o usuário a interagir com a empresa e passar seu contato.

Dica: explanar dados que ressaltem o sucesso da empresa no mercado é uma forma de incentivar interessados a iniciarem a aproximação.

3) Peça pelas informações essenciais do usuário

O objetivo de uma landing page para captação de candidatos a franqueados é, afinal de conta, reunir suas informações. Isso deve ser cuidadosamente pensado de acordo com as necessidades e proposta da empresa. Afinal, os dados informados devem ser analisados de acordo com o plano de expansão da rede. Existem candidatos para determinadas regiões? Qual a demanda de investimento em certas localidades?

Essas informações são importantes para que o início do contato entre a rede e os candidatos seja o mais certeiro possível. Realizando a prospecção do estágio de investimento no qual o interessado está, é possível enviar materiais relevantes e convincentes para que o processo de seleção comece.

Os dados do formulário devem estar adequados à etapa do funil que ele se destina, ou seja, ao estágio de compra no qual aquele visitante está. Por exemplo, para uma landing page voltada ao público no topo do funil de venda, pessoas que estão começando a criar interesse pela rede, é essencial pedir dados básicos, como “nome”, “telefone”, “cidade”. Agora, para estágios mais avançados do funil, quando o foco é pessoas que já estão na sua base de contatos, você precisa de informações mais focadas, como “quando você pretende abrir a sua franquia” ou “capital disponível para investimento”.

4) Simplifique o call-to-action

O envio dos dados, ou o acesso a maiores informações a respeito do tema abordado é feito através de um botão call-to-action. Normalmente, ele aparece ao meio ou ao final do conteúdo, com uma frase convidativa. É esse o link que fará a captação do usuário. Portanto, é fundamental que ele seja o centro das atenções. Em uma landing page, tente colocar apenas um call-to-action, simplificando o redirecionamento dos links. Afinal, outros botões disputariam pela atenção do usuário.

Dê o devido destaque ao botão, utilizando cores contrastadas com o restante do conteúdo. Utilize verbos de ação com voz ativa, como “envie”, “ganhe”, baixe” e simplifique sua funcionalidade.

Dica: tenha a garantia de que o botão está de fato realizando as ações pelas quais foi colocado. É preciso monitorar atentamente seu funcionamento, para que nenhuma informação seja perdida.

É gestor em franquias e está procurando por ferramentas que possam impulsionar a expansão da sua rede? Caso você nunca tenha feito uso de uma landing page, comece já a elaborar e otimizar uma. Com certeza, a tática servirá para a captação de interessados e para a organização dos contatos da empresa.

Para ler mais conteúdos sobre marketing digital no franchising, continue acessando nosso blog! Até a próxima.