Conheça o ISO 9001 e saiba como obter a certificação

A ISO 9001 é um conjunto de normas e padronizações criadas para ajudar  empresas e organizações públicas e do terceiro setor a implementarem o Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ). Confira o nosso conteúdo e saiba mais sobre o assunto.

Neste conteúdo, você vai conferir os seguintes tópicos:

O que é ISO 9001?

A ISO 9001 diz respeito a um grupo de normas técnicas criadas para estabelecer um modelo de gestão de qualidade em empresas e organizações de todos os setores, tamanhos e dimensões. 

As normas ISO 9001 foram elaboradas pelo Comitê Técnico Quality Mangement and Quality Assurance. No Brasil, elas foram revisadas pelo Inmetro e pela Associação Brasileira de Normas Técnicas, dando origem à ABNT NBR ISO 9001:2015, que é utilizada em todo o território nacional.

Para que serve o ISO 9001?

O objetivo da ISO 9001 é assegurar a adoção de boas práticas nos processos da empresa ou organização. Importante destacar que o foco, neste momento, não são os produtos, mas os procedimentos que dão origem a eles. 

As normas não garantem o padrão de qualidade daquilo que é produzido. A sua adoção, no entanto, costuma interferir diretamente nos produtos. Afinal de contas, procedimentos bem realizados tendem a gerar bons resultados.

A ISO 9001 não estabelece nenhum tipo de requisito específico para os bens e serviços comercializados. Isso cabe ao consumidor definir, conforme suas necessidades e expectativas. O que a norma garante é a adoção de um sistema de gestão de qualidade por parte da empresa, certificando que ele é confiável.

Princípios da Gestão da Qualidade

A norma ISO 9001 é composta por oito princípios. Eles partem da premissa de que, para uma empresa obter o sucesso almejado, a sua gestão precisa ser realizada de forma transparente e sistemática.

  • Foco no cliente: primeiro e mais importante dentre os oito princípios. Os consumidores são a parte essencial de qualquer negócio. Por esse motivo, é dever da empresa tratá-lo sempre como prioridade, atendendo às suas necessidades atuais e futuras e atingindo as expectativas.
  • Liderança: Os líderes da empresa precisam criar e manter um ambiente interno que integrem os colaboradores nos propósitos da organização de atingir os seus objetivos.
  • Envolvimento de pessoas: Os colaboradores de todos os níveis são a essência de uma organização. O envolvimento por parte deles possibilita a utilização das suas habilidades para o benefício da organização.
  • Abordagem de processo: A eficiência na obtenção dos resultados é maior quando as atividades e os recursos da empresa são gerenciados como um processo.
  • Abordagem sistêmica para a gestão: Gerenciar os processos como um sistema faz com que a empresa se torne mais eficiente e eficaz no atingimento de seus objetivos.
  • Melhoria contínua: Inspirado na filosofia Kaisen, este princípio estabelece que a empresa ou organização deve buscar o aprimoramento contínuo de seus processos operacionais e gerenciais.
  • Abordagem factual para tomada de decisão: O gestor deve deixar as intuições e achismos de lado e basear suas decisões estratégicas em dados e informações.
  • Relacionamento com os fornecedores: As empresas e seus fornecedores de matéria prima são interdependentes. Uma relação de benefícios mútuos aumenta a capacidade de ambos em agregar valor.

Objetivos da ISO 9001

Conforme mencionado anteriormente, a ISO 9001 é um instrumento que visa assegurar a adoção de boas práticas nos procedimentos operacionais e gerenciais da empresa. Para isso, a norma promove a adoção da abordagem de processos e o desenvolvimento e de um sistema de gestão da qualidade.

Gerir os processos de uma empresa como um conjunto composto por pequenas partes inter-relacionadas facilita atingir os resultados pretendidos. Afinal de contas, a abordagem sistêmica permite o controle da organização de forma mais eficaz.

 A gestão dos processos e do sistema como um todo pode ser conseguida por meio da utilização do Ciclo PDCA. A aplicação da abordagem de processo em um sistema de gestão da qualidade proporciona: 

  • a) entendimento e consistência no atendimento a requisitos;  
  • b) a consideração de processos em termos de valor agregado;  
  • c) o atingimento de desempenho eficaz de processo;  
  • d) melhoria de processos baseada na avaliação de dados e informação.

Ciclo PDCA

O Ciclo PDCA é um instrumento versátil e altamente difundido no mundo corporativo. A ferramenta é composta pelas etapas de Planejamento (Plan), Execução (Do), Verificação (Check) e Ação (Act).

Como o próprio nome sugere, trata-se de uma ferramenta cíclica. Assim que a última etapa é concluída, volta-se à primeira e assim sucessivamente. Dessa forma, o PDCA possibilita que o processo de melhoria evolua de forma contínua.

O ciclo PDCA pode ser resumidamente descrito da seguinte forma:

  • Plan (Planejamento): Nesta etapa, o gestor deve analisar o cenário e o problema que deseja resolver. A partir da avaliação, ele poderá construir um plano de ação. Durante o planejamento, outras podem ser utilizadas para facilitar o processo.
  • Do (Execução): É considerada a etapa mais importante do ciclo. Sem sua correta realização, as demais não poderão ser realizadas. É neste momento que a equipe de trabalho irá pôr em prática aquilo que foi programado na fase anterior.
  • Check (Verificação): É o momento em que se avalia o que foi feito durante a execução. Neste momento, o gestor deve verificar se as atividades planejadas foram realizadas de forma eficiente e eficaz. Para isso, ele deve levar em consideração os pontos positivos e negativos na execução do plano.
  • Act (Ação): Trata-se da etapa que requer maior grau de atenção por parte do gestor. Neste momento, é feita a ponderação sobre o resultado alcançado pelo PDCA. Afinal de contas, a empresa irá incorporar o método ou processo desenvolvido durante o ciclo? Caso as expectativas desejadas não tenham sido atingidas, deve-se identificar as falhas e reiniciar o ciclo.

Principais dúvidas sobre a ISO 9001

Como obter a ISO 9001?

Para obter o certificado ISO 9001, a sua empresa precisa atender às exigências previstas na norma. O processo compreende duas etapas: a implementação do Sistema de Gestão da Qualidade, e a certificação, que é realizada por auditores do Inmetro.

É possível realizar o processo sozinho?

O SGQ pode ser implementado pelo próprio empreendedor. No entanto, a maioria dos especialistas recomendam a contratação de uma consultoria especializada.

Empresas pequenas podem obter a ISO 9001?

Sim, empresas de todos os portes podem obter a certificação ISO 9001, inclusive a sua franquia. Quer saber como melhorar os processos operacionais e gerenciais de sua rede? Então preste atenção na nossa dica valiosa!

A Central do Franqueado é uma ferramenta que ajuda você a prestar o suporte necessário para os seus franqueados. Desta forma, é mais fácil garantir a padronização das unidades

Quer conhecer a Central? Então clique no link e saiba mais sobre os nossos módulos.

E aí, gostou do nosso conteúdo? Então acesse o nosso site e confira diversas informações sobre o universo do franchising. Aproveite para ler o nosso artigo sobre Procedimento Operacional Padrão.

Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!