Como escolher o país para realizar a internacionalização da sua franquia

Quer saber mais sobre internacionalização de franquias? Então confira o nosso conteúdo.

No começo da internacionalização das redes de franquias nacionais, os principais países escolhidos para receber as operações eram aqueles com alguma afinidade cultural com o Brasil: países com grande concentração de brasileiros, países de língua portuguesa e países latino-americanos.

Porém, essa afinidade não é imprescindível. O franchising possui uma flexibilidade e um dinamismo mais acentuados em comparação a outros modelos de internacionalização. Isso porque o franqueador vai fornecer os conhecimentos da cultura local, além de sua rede de relacionamentos.

Ao escolher o país de atuação de sua rede, o franqueador precisa levar em consideração informações importantes. Primeiro, é essencial conhecer bem o negócio: o modelo de atuação, o público-alvo e os potenciais de seus produtos e serviços.

A partir disso, é preciso fazer uma pesquisa sobre mercados internacionais com potencial para receber suas unidades. Nesse ponto, é importante avaliar proximidade cultural e geográfica do país de destino com o Brasil. Também devem ser levados em conta o custo das operações, nível de prosperidade econômica, taxas cambiais, legislação etc.

É recomendado fazer um estudo detalhado, especialmente com o auxílio de profissionais e consultores especializados. Conversar com franqueadores que expandiram seus negócios ou outros empresários que iniciaram operações nos países que você mapeou é uma boa solução. Conversar com habitantes e fortalecer contato com parceiros estratégicos é outra boa sugestão.

Internacionalização de franquias: franchising brasileiro no mundo

De acordo com estudo realizado pela Associação Brasileira do Franchising (ABF) em parceria com a Apex Brasil, dentre os 114 países onde há franquias brasileiras em operação, há um Top 10 de penetração de marcas nacionais:

  • 1º Estados Unidos: 59 marcas (International Franchise Association – Ifa);
  • 2º Portugal: 34 marcas (Associação Portuguesa de Franchising – APF);
  • 3º Paraguai: 32 marcas (Feria Internacional de Franquicias del Paraguay – FIFPY; Asociación Paraguaya de Emprendedurismo y Franquicias – Apef);
  • 4º Bolívia: 22 marcas (Cámara Boliviana de Franquicias – Cafran);
  • 5º Argentina: 14 marcas (Asociación Argentina de Marcas y Franquicias – AAMF);
  • 6º Chile: 14 marcas (Cámara Nacional de Comercio Turismo y Servicios de Chile);
  • 7º Angola: 13 marcas (Câmara de Comércio e Indústria de Angola – CCIA);
  • 8º Colômbia: 13 marcas (Cámara Colombia de Franquicias – Colfranquicias);
  • 9º México: 12 marcas (Asociación Mexicana de Franquicias – AMF);
  • 10º Espanha: 12 marcas – (Asociación Española de Franquiciadores – AEF);

Gostou do conteúdo? Então acesse o nosso artigo sobre a rede Subway e descubra o que há por trás do sucesso da maior franquia do mundo.

Sistema para Franquias - Peça agora uma Demonstração!