Guia completo de marketing digital para Franquias

É impossível pensar em estratégias de mercado sem considerar a importância da Internet na vida de consumidores. Ser notado online é praticamente legitimar a oferta do negócio a novos públicos. Redes de franquias se beneficiam ainda mais das possibilidades de uso da web. Saiba mais sobre quatro delas e entenda  suas funcionalidades para o marketing digital. 

Começamos este post questionando você, leitor, com uma pergunta simples. Pense: em quais meios você busca por novidades? Como consumidor, por onde você procura por produtos e serviços do seu interesse? Se você está lendo nosso blog, provavelmente sabemos sua resposta.

Da mesma forma que você encontrou nosso conteúdo na Internet, você deve pesquisar informações sobre as mais diversas coisas – entre elas, opções de ofertas e promoções relacionados aos seus hábitos de consumo. Seja no Google, nas redes sociais ou em sites diversos, acaba tendo contato com empresas potencialmente atraentes aos seus gostos. Isso, graças ao chamado marketing digital.

A utilização de ferramentas da web é, hoje, uma das principais formas utilizadas por empresas para obter alcance a públicos consumidores. Com a popularização dos smartphones e com a interatividade cada vez maior da rede, a presença online se tornou fundamental para a comunicação externa de qualquer negócio. Mas fazer marketing não é apenas estar presente – é preciso ser visto.

Marketing Digital

As estratégias e táticas de marketing digital têm demonstrado sua importância para que marcas consigam fazer uso dos melhores meios para que seus conteúdos tenham visibilidade em meio à grande oferta de informação da Internet.

Logo, para que produtos e serviços sejam eficientemente divulgados e então, comercializados, é preciso saber otimizar o uso dos canais digitais. Isso vale para todos os tipos de empresas: de negócios de pequeno a grande porte, a redes de franquias. Essas, podem extrair resultados ainda mais significativos com um bom trabalho de marketing digital, afinal podem desenvolver:

  • Centralização e padronização da comunicação, facilitando a gestão de relacionamento com usuários e clientes em potencial;
  • Lead nurturing, mantendo interessados próximos à marca, com conteúdos e ofertas atraentes. Saiba mais sobre isso aqui.

Separamos quatro ferramentas essenciais de marketing digital para qualquer rede de franquias, independentemente de seu segmento de mercado. Caso você seja gestor em franchising, analise as principais necessidades da sua empresa e perceba quais meios podem ser inseridos no plano de comunicação de seu negócio. Vamos lá?

1) Site, blog

Ter um site é como ter uma casa na Internet. É ele o principal ponto de referência de sua marca para usuários, onde constarão informações oficiais sobre os produtos e serviços oferecidos, bem como sobre campanhas e promoções vigentes. Dependendo de seu segmento de mercado, é possível aproveitar a plataforma para criar um canal de e-commerce para venda online – uma praticidade cada vez mais aderida pelos consumidores.

Desenvolver um espaço de blog também pode ser interessante para que essa seja uma plataforma interativa, a qual pode ser um espaço de notícias a respeito da instituição, por exemplo. Essa é uma maneira de apresentar o crescimento da empresa ao público interessado, contextualizando sua atividade no mercado. Conteúdos relevantes, ao serem publicados, podem acabar sendo compartilhados em outros lugares.

Utilidade de sites e blogs para franquias:

  • Centralização de informações oficiais sobre a rede;
  • Plataforma para captação de leads e de novos franqueados, em seções destinadas a isso;
  • Blog como forma de agregar valor à atuação da marca no mercado e estimular o engajamento dos usuários.

Como fazer/gerenciar?

Para fazer um site, você pode tanto contratar uma empresa especializada quanto tentar construí-lo a partir de ferramentas gratuitas, como o WIX, o WordPress, o Jimdo ou o Webnode, entre outras.  

Dicas importantes:

  • Desenvolva uma versão mobile para seu site, afinal, muitos usuários o acessarão pelo smartphone;
  • Monitore o funcionamento do site para que todos os links continuem funcionando, principalmente os de redirecionamento de campanhas e os de captação de leads.
  • Disponibilize conteúdos de qualidade, com palavras-chave diretas e de acordo com o interesse de seu público consumidor: assim, suas páginas terão um melhor ranqueamento no Google.

2) Google e suas ferramentas

É impossível falar de marketing digital sem citar ele. Por onde os sites são encontrados, afinal? No mecanismo de busca mais utilizado no mundo, claro. O Google se tornou ainda mais prático com a acessibilidade de dados móveis de Internet no celular. Estando na rua, ou em qualquer lugar, basta jogar algumas palavras-chave para obter resultados instantâneos e encontrar as informações desejadas.  

Mas, a ferramenta é mais do que um grande emaranhado de links. Durante os últimos anos, a empresa desenvolveu algumas utilidades voltadas para negócios, entre elas, o Google Meu Negócio e o Google Ads.

a) Google Meu Negócio

Essa funcionalidade é como um perfil em uma rede social, só que no contexto do site de buscas. Gratuita e de fácil uso, demanda apenas um cadastro do negócio – o qual, quando buscado, terá um cantinho especial nos resultados com suas informações. Dados úteis para o usuário, como endereço, telefone e e-mail podem ser expostos. A empresa também terá uma página no Google Maps, com direito a avaliações de consumidores e tudo. Ou seja: o Meu Negócio é uma vitrine na tela do smartphone.

b) Google Ads

Além de vitrine, a plataforma é um espaço destinado à links de publicidade. Os chamados ads direcionam o usuário para páginas específicas de campanhas, ofertas e promoções. São expostos nos resultados de busca, de acordo com as palavras-chave escolhidas, acima dos links convencionais. O melhor é que podem ser direcionados de acordo com a região de alcance e com o perfil do usuário, sendo muito úteis para a segmentação da comunicação.

São muitas as possibilidades com o uso do Google Ads. Leia mais sobre a ferramenta aqui.

Utilidade do Google para franquias:

  • O Google, ao mesmo tempo que centraliza o acesso a páginas de franquias, também direciona resultados por regiões de acesso, trazendo resultados relevantes para os usuários em relação a suas localidades.

Como fazer/gerenciar?

  • Por mais que seja de uso bastante intuitivo, o mecanismo pode ser melhor aproveitado com a expertise de profissionais de marketing digital, através da análise de métricas e da elaboração de estratégias otimizadas.

Dicas importantes:

  • Estude a apresentação da concorrência no Google e busque utilizar palavras-chave ainda não aproveitadas na criação de conteúdos e ads. Isso auxilia no ranqueamento da empresa.

3) Redes sociais

Aqui, entramos num campo amplo. Cada rede social tem suas particularidades e cada uma deve ser utilizada de determinada forma. Independentemente, alguns princípios regem as estratégias de uma marca em qualquer ferramenta que for utilizada. São eles:

  • Personas: elas são perfis imaginários de usuários que potencialmente fazem parte do público-alvo do negócio. Assim, as estratégias e táticas de uso das redes são elaboradas com maior direcionamento.
  • Posicionamento: é importante definir a linguagem a ser utilizada pela empresa nas redes sociais e como será a postura durante a comunicação direta com os usuários.
  • Engajamento: a partir disso, é possível criar conteúdos relevantes e chamativos, a fim de buscar o engajamento online dos potenciais consumidores .
  • Integração: as campanhas de uma empresa devem estar integradas em todas as redes sociais utilizadas, de preferência com o redirecionamento de links para que haja ainda mais engajamento.
  • Planejamento: um cronograma de postagens é imprescindível para que a comunicação aconteça de forma natural e sem saturar.
  • Monitoramento: analisar os resultados e métricas das postagens é diagnosticar o sucesso ou o fracasso de campanhas.

Escolhemos quatro redes sociais bastante utilizadas e que podem fazer a diferença no marketing digital da sua rede de franquias. São elas:

a) Facebook

A possibilidade de criação de fan pages permite que uma marca poste conteúdos e interaja com seu público-alvo facilmente. Mas, além das páginas, o Facebook proporciona outras funcionalidades, como os ads e o Gerenciador de Negócios. Temos um post inteirinho sobre a rede de Mark Zuckerberg aqui.

b) Instagram

A rede social do momento é ideal para conteúdos de rápida visualização e, também, para o uso de ads direcionados ao e-commerce. Os Stories, vistos pelo celular, permitem a exposição de vídeos curtos, demandando pouca atenção por parte dos usuários. É uma boa plataforma para a cobertura de eventos e campanhas especiais.

c) WhatsApp

Acredite se quiser, mas sim: o aplicativo de mensagens pode ser utilizado por redes de franquias. As pequenas, de preferência. O WhatsApp Business é um formato para a criação de perfis oficiais de negócios que buscam por mais agilidade no contato direto com clientes – e para o marketing digital isso é extremamente útil. Mas, lembre-se: não use o app para a comunicação interna da empresa!

d) LinkedIn

Por último, mas tão importante quanto as outras redes, o LinkedIn oferece uma função diferenciada para franquias. Como seu foco é o networking, a plataforma é o ambiente propício para a exposição da empresa como possibilidade de investimento de novos franqueados. Nisso, é possível ter contato inicial com candidatos, pois os perfis são projetados baseados nos currículos profissionais dos usuários. Saiba mais sobre a ferramenta neste post.

Utilidade das redes para franquias:

  • Exposição a usuários potencialmente interessados pela marca, devido aos algoritmos das redes;
  • Contato direto com consumidores, através do engajamento e da interação;
  • Postagem multimídia de conteúdos e campanhas;
  • Envio de mensagens e fácil formato de SAC.

Como gerenciá-las?

  • Quanto maior a rede de franquias, maior a necessidade de um time de comunicação responsável por gerenciar e fazer uso estratégico das redes sociais. É imprescindível dar conta das demandas dos usuários.

Dicas importantes:

  • Preste atenção na recepção dos usuários quanto às postagens e às campanhas publicadas. Suas avaliações podem fazer a diferença na qualidade dos produtos e serviços oferecidos pela empresa;
  • Não tenha receio em investir dinheiro em ads e posts patrocinados, afinal, a quantidade de postagens feitas diariamente nas redes é enorme e posts orgânicos podem se perder facilmente.

4) E-mail marketing

A quarta ferramenta está sendo utilizada cada vez mais em estratégias de marketing digital. Se antes e-mails de empresas eram considerados lixo eletrônico, normalmente caindo na caixa de spam dos destinatários, hoje eles são uma oportunidade vantajosa para fazer lead nurturing. O uso de smartphones facilita a leitura das mensagens, mas também, sua interconectividade com outras ferramentas online. O e-mail marketing redireciona o leitor a links com promoções e benefícios aos que optaram por receber os conteúdos da marca.

Para elaborar campanhas de envio de e-mails eficientes, é preciso produzir conteúdos sucintos, diretos e que chamem a atenção dos usuários. Saiba mais sobre isso aqui.

Utilidade do e-mail marketing para franquias:

  • Lead nurturing: alimentar o interesse de usuários interessados na franquia, mantendo-os próximos à marca;
  • Envio de ofertas especiais e de avisos pontuais sobre os produtos e serviços da empresa.

O importante aqui é trabalhar a segmentação da sua lista de e-mails. Separe seus clientes de acordo com interesses e características específicas e envie conteúdo personalizado. Nada de enviar um e-mail padrão para todos os seus contatos, pois as chances de você não despertar o interesse são grandes.

Como fazer/gerenciar?

  • Junte uma lista de contatos pedindo o e-mail de usuários durante campanhas da rede, ou no momento de compra nas lojas físicas;
  • Segmente as listas de destinatários de acordo com seus perfis (idade, localidade), a fim de que conteúdos apropriados sejam enviados.
  • Envie mensagens e monitore os cliques por plataformas como o MailChimp.

Dicas importantes:

  • Nunca compre bases de e-mails de terceiros, pois a qualidade desses contatos é duvidosa e muito inferior a uma lista que você for criar por conta própria;
  • Elabore formatos diferenciados de e-mails, com linguagens destinadas a cada tipo de público;
  • Monitore os botões de call-to action para o eficiente redirecionamento dos links.

Só nessa postagem, trouxemos diversas ideias para a elaboração do marketing digital da sua rede de franquias! O importante é que você gestor, juntamente com seu time de comunicação, analise o que precisa ser melhorado na forma como sua empresa se coloca na Internet – seja em relação ao alcance de usuários, seja no posicionamento de imagem e contato. Reflita sobre quais são as necessidades: seria captar novos clientes para a minha franquia? Ou desenvolver engajamento com o público que já possuo? Fazer com que as pessoas conheçam a minha marca e saibam onde me encontrar? Fortalecer minha imagem institucional nas redes? A partir disso, pense em novas estratégias e táticas para que seu negócio comece a ser cada vez mais notado nos meios digitais, os quais são muito mais baratos dos que os tradicionais, como TV e rádio..

Continue navegando pelo nosso blog para mais conteúdos sobre esse assunto! Até a próxima.

Sistema para Franquias - Peça agora uma Demonstração!