O que é gestão da qualidade? Saiba como a padronização impacta na satisfação dos seus clientes

Gestão de qualidade é um modelo de sistema operacional desenvolvido para proporcionar a melhor experiência do consumidor oferecendo qualidade máxima no produto oferecido. O conceito consiste em práticas desenvolvidas para todos os processos operacionais para otimizar a qualidade e diminuir falhas. 

Toda empresa que busca garantir um espaço no mercado deseja ter sua marca reconhecida pelos consumidores. Para garantir isto, os grandes nomes do mercado apostam em gerar valor aos seus clientes, entregando qualidade nos produtos e serviços oferecidos.

Para isto, aliar os processos operacionais da empresa com uma boa gestão direcionada para desenvolver qualidade é essencial. Afinal, para se chegar a um alto padrão é preciso ter uma estrutura bem formulada que surta efeito na satisfação do cliente com a marca e o que ele consome. 

No franchising, a padronização é um conceito central para o sucesso e reconhecimento da marca como referência de franquia. A gestão da qualidade se faz essencial para oferecer um padrão estabelecido em todas as unidades das marcas. 

Por isso, iremos falar sobre como a gestão da qualidade impacta em uma rede de franquias e como garantir que boas práticas estejam sendo tomadas para alcançar um bom gerenciamento. Confira!

Veja o que você irá encontrar neste artigo:

O que é gestão da qualidade?

Gestão da qualidade é um modelo de sistema operacional desenvolvido para proporcionar a melhor experiência do consumidor oferecendo qualidade máxima nos produtos da marca. O conceito consiste em práticas desenvolvidas para todos os processos operacionais para otimizar a qualidade e diminuir falhas.

As metodologias em torno da gestão da qualidade começaram a surgir na década de 40, durante a segunda guerra mundial. Naquela época, os países necessitavam de um controle de qualidade na produção bélica. 

O conceito foi adotado nesta época após o estatístico estadunidense, Walter Andrew Sherwart, desenvolver a metodologia de Controle Estatístico de Processo (CEP).

Daí em diante, o conceito começou a ser desenvolvido em outros países na busca de melhorar os processos industriais. O Japão foi um dos principais precursores do método no desenvolvimento de seus setores econômicos. 

A gestão da qualidade atua diretamente na manutenção da padronização no mercado do franchising. O prezar pela qualidade de produtos e serviços oferecidos nas redes faz com que uma marca de franquia seja reconhecida em qualquer lugar do mundo.

Qual a importância da gestão da qualidade para franquias?

A redução de falhas no produto final e otimização dos processos operacionais são essenciais para o sucesso de qualquer negócio. Em uma franquia, estes objetivos se alinham com a necessidade de padronização de todos os processos, produtos e identidade. 

A gestão da qualidade permite que haja controle sobre o andamento de processos e um acompanhamento no desempenho de cada unidade. Isto impacta diretamente para que toda a rede esteja cumprindo os processos de acordo com o padrão, entregando qualidade aos consumidores. 

Ao desenvolver uma boa gestão da qualidade, a marca está melhorando a identificação de gargalos para resolução de problemas mais rápido. Ou seja, ao manter um controle rigoroso sobre os produtos e a operação da rede, os gestores estão garantindo que o cliente terá suas expectativas supridas. 

Portanto, ao desenvolver uma boa gestão da qualidade em uma rede, diversos benefícios diretos são gerados. Confira alguns benefícios desta prática para sua franquia:

  • Manutenção da padronização da rede;
  • Redução de prejuízos;
  • Otimização de processos;
  • Satisfação e fidelização de clientes;
  • Identificação de gargalos e redução de falhas.

Quais são os princípios para gestão da qualidade?

Os princípios da gestão da qualidade são definidos pela norma ISO 9001. Eles partem da premissa de que, para uma empresa obter o sucesso almejado, a sua gestão precisa ser realizada de forma transparente e sistemática.

O ISO 9001 é o principal documento que define as normas técnicas para que uma empresa seja considerada de qualidade. Por isso, em sua declaração, existem os seguintes princípios da gestão da qualidade:

Foco no cliente

Primeiro e mais importante dentre os oito princípios. Os consumidores são a parte essencial de qualquer negócio. Por esse motivo, é dever da empresa tratá-lo sempre como prioridade, atendendo às suas necessidades atuais e futuras e buscando suprir suas expectativas.

Com o cliente no foco, a empresa desenvolve técnicas para garantir que os produtos cheguem com a qualidade que o consumidor espera. Para isso, a gestão da empresa busca garantir que todos os processos sejam executados para oferecer qualidade e satisfazer ao cliente. 

Liderança

Os líderes da empresa precisam criar e manter um ambiente interno que integre os colaboradores nos propósitos da organização de atingir os seus objetivos. Isto fará com que haja esforços unificados e integrados para garantir a qualidade do produto ou serviço.

É através da liderança que os colaboradores são motivados a manter um padrão rigoroso de controle de qualidade do produto. Isto beneficia a empresa e garante profissionais engajados

Envolvimento de pessoas

Os colaboradores de todos os níveis são a essência de uma organização. O envolvimento por parte deles possibilita a utilização das suas habilidades para o benefício da organização.

Afinal, para que a gestão da qualidade seja garantida, é preciso que toda a organização esteja integrada. Pois, se um processo for executado fora do padrão, o resultado do produto final também sofrerá consequências.

Gerenciamento de processos

A eficiência na obtenção dos resultados é maior quando as atividades e os recursos da empresa são gerenciados como um processo. Isto permite que haja uma maior divisão da produção, facilitando a supervisão e gestão da qualidade. 

O gerenciamento por meio de processos promove uma maior organização da operação, resultando em maior controle da qualidade. Isto é benéfico tanto para a empresa para garantir uma boa gestão quanto para o cliente que recebe um produto de alto nível. 

Abordagem sistêmica para a gestão 

Gerenciar os processos como um sistema faz com que a empresa se torne mais eficiente e eficaz no atingimento de seus objetivos. Isto significa que a rede irá gerenciar os processos com uma visão ampla e abrangente. 

Os resultados desta abordagem é uma gestão estruturada, garantindo capacidade de tomar decisões consciente do efeito em todos os setores. A abordagem sistêmica considera fatores internos e externos, impactando nas mudanças feitas pelos gestores. 

Melhoria contínua 

Inspirado na filosofia Kaisen, este princípio estabelece que a empresa ou organização deve buscar o aprimoramento contínuo de seus processos operacionais e gerenciais.

Ou seja, a busca pelo aperfeiçoamento e adequação ao mercado é incessável. Afinal, manter os processos e produtos em constante aperfeiçoamento é entregar ao consumidor qualidade e garantia de sucesso. 

Abordagem factual para tomada de decisão 

O gestor deve deixar as intuições e achismos de lado e basear suas decisões estratégicas em dados e informações. Este tipo de gestão está ligado ao monitoramento de indicadores de desempenho e resultados. 

Deste modo, a rede pode desenvolver ações baseadas em dados reais, atendendo às necessidades do consumidor. Isto liga a gestão da empresa baseada em inteligência e visão de mercado

Relacionamento com os fornecedores 

As empresas e seus fornecedores de matéria prima são interdependentes. Uma relação de benefícios mútuos aumenta a capacidade de ambos em agregar valor.

Uma rede necessita se manter suprida. Para isso, a relação com os fornecedores precisa ser fluida e eficaz. Somente assim é possível oferecer um negócio com base na demanda e foco no cliente.

Como promover a gestão da qualidade em sua rede?

A gestão da qualidade é uma prática que necessita de uma estrutura completa para implementar. Para que haja resultados, a gestão da qualidade não pode apenas ser implementada em alguns setores, mas em toda a organização. 

Para isso, é preciso cumprir alguns requisitos que irão impactar em como será estruturada a gestão da qualidade da sua rede. Confira abaixo alguns requisitos para promover este método em sua franquia. 

Mapeamento de processos e identificação de gargalos

Como um dos princípios da gestão da qualidade é ter uma visão sistêmica e gerenciamento de processos, é preciso mapear os principais processos operacionais da rede. Isto significa ter uma visão de como as mudanças em um setor irá impactar no outro, ou seja, analisar essas relações de dependência.

Ao realizar esse mapeamento, é possível identificar os principais gargalos em cada processo. Isto permite que os gestores possam focar quais processos devem ser aperfeiçoados e resolver os problemas que impedem a qualidade nas operações. 

Utilização de metodologias relevantes

Existem diversas metodologias desenvolvidas para aplicação em controle de qualidade. Estas metodologias ajudam os gestores a implementarem ações baseadas em métodos já testados, que ajudaram outras empresas. 

Métodos como a Análise SWOT, por exemplo, permite analisar as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do negócio, tendo uma visão ampla do negócio no mercado. Existem outras eficientes para gestão da qualidade como Lean, que permite utilização adequada de recursos da empresa, entre outros métodos. 

Implementação de mudanças controladas

Apesar da necessidade de promover a gestão da qualidade ser estrutural, é preciso realizar mudanças de uma forma controlada. Após ter identificado os processos e gargalos, definir as metodologias que mais encaixam com o negócio, é preciso iniciar as mudanças. 

É recomendado definir parâmetros e indicadores e começar a implementar ações para melhora de um por um. Ou seja, ao invés de esperar uma melhoria em toda a operação, é melhor ter parâmetros a serem alcançados para uma evolução constante e gradual. 

Monitoramento de resultados

Para ter certeza de que está havendo sucesso no alcance da gestão da qualidade, é preciso ter indicadores que comprovem isso. Portanto, é indispensável definir as métricas importantes para o negócio e que apontem uma melhoria nos processos. 

Portanto, tenha definido quais são os KPIs que apontem uma melhora na gestão da qualidade e que sejam mensuráveis. Assim, é possível identificar os efeitos de cada mudança, quais ações funcionam melhor, quais setores tiveram melhor desempenho e etc. 

A gestão da qualidade é a garantia de entregar o melhor do produto da rede aos clientes. Isto impacta diretamente na imagem da empresa perante o mercado e sua posição em meio à concorrência. 

Se você busca uma forma de entregar valor ao cliente, definindo sua rede como uma marca que oferece qualidade em toda a experiência do cliente, a gestão da qualidade é um esforço que você deve buscar. 

Gostou deste conteúdo? Se você busca continuar aprendendo sobre como oferecer qualidade no franchising, confira nosso conteúdo sobre como evitar problemas na padronização da sua rede.

Resumo

🟢 O que é gestão da qualidade?

Gestão da qualidade é um modelo de sistema operacional desenvolvido para proporcionar a melhor experiência do consumidor oferecendo qualidade máxima nos produtos da marca. O conceito consiste em práticas desenvolvidas para todos os processos operacionais para otimizar a qualidade e diminuir falhas.

⚠️ Qual a importância da gestão da qualidade para franquias?

Ao desenvolver uma boa gestão da qualidade em uma rede, diversos benefícios diretos são gerados. Confira alguns benefícios desta prática para sua franquia:

  • Manutenção da padronização da rede;
  • Redução de prejuízos;
  • Otimização de processos;
  • Satisfação e fidelização de clientes;
  • Identificação de gargalos e redução de falhas.

✅ Quais são os princípios para gestão da qualidade?

  • Foco no cliente;
  • Liderança;
  • Envolvimento de pessoas;
  • Gerenciamento de processos;
  • Abordagem sistêmica para a gestão;
  • Melhoria contínua;
  • Abordagem factual para tomada de decisão;
  • Relacionamento com os fornecedores.

🥇 Como promover a gestão da qualidade em sua rede?

  • Mapeamento de processos e identificação de gargalos;
  • Utilização de metodologias relevantes;
  • Implementação de mudanças controladas;
  • Monitoramento de resultados.
Promova a gestão da qualidade em sua franquia com checklists inteligentes