Franquias
Entretenimento e Lazer

Um setor de mercado que não sente os efeitos da crise econômica é o setor de Entretenimento e Lazer. Muito voltado para a produção de eventos, movimentou R$17 bilhões em 2017, mantendo a média dos anos anteriores. As franquias, entretanto faturaram 3,7% a mais do que em 2016. Ainda de acordo com a ABF, as redes de Entretenimento e Lazer foram as que obtiveram maior crescimento no segundo trimestre de 2018.

Os dados comprovam: apostar nesse segmento é jogo certo. Mas, proporcionar lazer e entreter, de fato, consumidores, é algo demanda vocação por parte dos gestores, que devem ter plena consciência a respeito do público-alvo com o qual gostariam de trabalhar. Afinal, as possibilidades de investimento são muitas, variando de espaços de playgrounds infantis, à casas de atividades voltadas para adultos: como as salas de escape, que se mostram cada vez mais presentes nos shoppings brasileiros. O franqueado, além de gostar do seu trabalho, deve contar com uma equipe especialmente engajada, comunicativa e interessante a potenciais frequentadores do negócio.

Investir em uma franquia do segmento de Entretenimento e Lazer pode ser algo muito divertido. Tanto para a rotina, quanto, claro, para o bolso.