5 dicas de como as franquias podem ajudar seus consumidores na crise

Uma crise econômica é um momento em que a economia apresenta indicadores negativos, com contração das atividades, altos níveis de desemprego e aumento da pobreza: “Hoje estamos vivendo uma crise econômica sem precedentes e o número de desempregados não deixa de crescer”.

O que é crise?

Como sabemos a economia do país vem passando por momentos difíceis. Porém, isso não é motivo para desistir e entregar os pontos. E nesse cenário econômico conturbado, ele acaba refletindo diretamente no caixa da sua empresa. Por isso, neste artigo vamos falar sobre como o gestor pode ajudar seus consumidores na crise.

É comum que empresas tenham problemas, mas esses conflitos podem, muitas vezes, desgastar a imagem do negócio e trazer consequências negativas. Entretanto, é super importante saber como gerenciar crises na empresa.

Dificuldades financeiras, desgaste entre funcionários ou colaboradores, problemas nas redes sociais são só alguns exemplos dos problemas que sua instituição pode enfrentar. Mas como o gestor pode fazer para contornar estes problemas?

5 dicas de como as franquias podem ajudar seus consumidores na crise 

  • Monitoramento de marca

A principal dica para empresas que querem prevenir problemas é monitorar a marca.

O que está sendo comentado nas redes sociais diz muito sobre como clientes e possíveis consumidores enxergam seu posicionamento. Ler comentários, críticas e sugestões pode fornecer insights interessantes para melhorar sua estrutura e processos.

Lembre-se que as críticas podem se espalhar rapidamente na internet e nas redes sociais. O monitoramento constante pode evitar que algumas situações saiam do controle. Ela pode ser controlada com antecedência e, inclusive, prevista.

O mais indicado é que haja um profissional específico destinado a esta tarefa. Monitorar as menções da sua marca no site Reclame Aqui, por exemplo, é uma ótima maneira de saber como está a relação dela com seu público.

Outra ferramenta importante para o acompanhamento de suas menções é o Alertas Google, onde você recebe notificações cada vez que determinado assunto é mencionado nas redes.

  • Entre em contato com seus cliente

Tem uma caixa de sugestões na empresa? Comentários nas suas redes sociais? O que a organização faz com essas informações recebidas? É fundamental que exista um pessoal que receba todos esses comentários, leia e faça uma triagem.

Muitos problemas podem ser evitadas ou até sanados quando se escuta o que as pessoas têm a dizer. Isso se intensifica em tempos nos quais as redes sociais são uma forte ferramenta, que pode ser utilizada para fortalecer ou acabar com a imagem de uma empresa.

  • Tenha agilidade na medida certa

Diante de uma crise empresarial, muitas vezes cada segundo faz a diferença. Gestores podem ficar ansiosos por uma solução rápida, mas é importante ter calma em momentos assim.

 A pressa, em casos como esse, pode levar a danos severos à imagem da marca e às finanças da empresa. Claro que o mesmo vale para a morosidade excessiva. Por isso, é preciso ser ágil na medida certa. É recomendável que o gestor reúna sua equipe para entender o problema a fundo antes de determinar uma solução. 

Diferentes colaboradores podem contribuir com ideias e na busca pela melhor solução. Contar com uma equipe multidisciplinar de gerenciamento de crises, como mostraremos mais adiante, pode agilizar bastante a tomada de decisão.

Seja sempre o primeiro a dar a notícia; Seja transparente com os consumidores; Explique o que realmente está acontecendo e como poderá ser resolvido; Interrompa as ações de marketing.

  • Entenda a crise e repasse a situação do novo “normal”

Quando há uma mudança de comportamento dos clientes, é preciso ajustar o mix da loja a essa nova condição. Quando a economia retomar seu curso de crescimento, certamente parte do comportamento adotado pelos consumidores durante a crise será mantido, e os dados ajudaram a entender o que levou os clientes a mudar seu comportamento.

E avaliar a possibilidade que ele tem de retomar o padrão anterior de consumo em cada categoria. O entendimento desse “novo normal”, porém, depende de ouvir o cliente e saber qual é a proposta de valor e os atributos que têm de ser entregues a ele. 

Isso permitirá identificar quais mudanças de comportamento podem ser atendidas de forma sustentável e, assim, atuar estrategicamente para conquistar os clientes.

  • Mantenha o cliente sempre informado 

O atual cenário econômico tem provocado mudanças no comportamento dos consumidores e gerado novos desafios para as marcas. Novas decisões têm sido tomadas no momento da compra e a própria jornada de consumo se transformou, sendo muito mais influenciada pelo digital nos diversos momentos de contato dos clientes com marcas e produtos.

É muito importante nesse momento de crise que o gestor observe atentamente se suas plataformas estão sendo atualizadas, se estão fornecendo notícias que agreguem na vida do seu consumidor.

Mantenha sempre suas plataformas atualizadas, informe seus clientes sobre qualquer mudança que acontecer na organização. Interessante também, fornecer dicas de como eles devem se comportar nesse momento delicado. 

Gostou do conteúdo? Saiba mais acessando o conteúdo de Gestão de Crises. Boa leitura! 

 

Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!