Guia completo: saiba como operar no franchising pós-quarentena

Você está se preparando para ajudar seus franqueados a fazer um grande retorno quando a quarentena terminar? 

A Central do Franqueado acumula 5 anos de experiência e uma rede de contato com diversas marcas de franquia pelo Brasil. 

Isso nos dá uma perspectiva única sobre o que diferentes franqueadores estão fazendo para ajudar a posicionar seus franqueados para prosperar à medida que a economia volta lentamente ao normal. 

Usando essas idéias, você pode superar as dificuldades trazidas pela pandemia do COVID-19 da melhor forma para a rede em um todo e saber como operar no franchising pós-quarentena. 

Confira o que você irá encontrar neste artigo:

Como nosso guia do franchising pós-quarentena irá ajudar sua franquia?

Este guia irá te ajudar no retorno dos franqueados às atividades, somando àquilo que você, como franqueador, já tem feito para sua rede. 

Para construir uma estrutura em torno desse guia de retorno, vamos pensar nele como um plano de negócios padrão que um franqueador definiria colaborativamente com seus franqueados.

Para voltar desta crise, existem quatro objetivos principais que definimos aqui neste plano de retorno:

  • Você precisa ser capaz de enfrentar a tempestade financeiramente;
  • Você deve adaptar sua rede a um novo modelo operacional;
  • Seu objetivo é manter seus funcionários e consumidores seguros;
  • Você deseja se recuperar rapidamente por meio de iniciativas de vendas e marketing.

Quais os principais desafios para o franchising pós-quarentena?

Resistir financeiramente à crise

Quando estamos falando sobre enfrentar a crise financeiramente, o objetivo do franqueado é permanecer nos negócios. A pandemia traz muita incerteza, dificultando o gerenciamento do fluxo de caixa. Este provavelmente será o principal desafio entre franqueador e franqueado. 

Quando você olha para isso, surge o questionamento:  “como você mede se você resistiu à crise após um trimestre”? 

Adaptar-se a um novo modelo operacional

O mundo mudou, então temos que dar uma olhada honesta em como o mundo está hoje e você terá que se adaptar. Os restaurantes, por exemplo, estão deixando os clientes pedirem com antecedência, organizando entregas na calçada, oferecendo serviços de delivery e take-away, entre outros métodos.

 Algumas lojas estão mudando seus layouts para acomodar novas práticas, como um novo refrigerador para os produtos enquanto esperam para serem consumidos. Franqueadores e franqueados estão optando por utilizar a videoconferência ao invés de reuniões presenciais. 

Algumas redes estão disponibilizando atuação por trabalho remoto, para evitar aglomerações e etc. Não importa qual seja o seu negócio, ele precisa se adaptar, já que este é um mundo novo.

Manter os funcionários e clientes seguros

O terceiro desafio é manter as pessoas seguras – e isso é fundamental. Em último caso, se você não fizer isso, terá problemas diante do público e de seus franqueados. 

As pessoas, frequentemente, postam nas redes sociais sobre empresas que são retardatárias nesse sentido. Isso prejudica a reputação da marca, mesmo que seja apenas uma questão de um ou dois franqueados. 

Além disso, há advogados à procura de empregadores para processar, uma vez que seus funcionários não se sintam seguros. Esta situação é arriscada para pessoas de negócios.

Recuperar-se rapidamente através de estratégias de venda e marketing

No geral, vamos passar por uma recessão. Como resultado, as pessoas ficam sem dinheiro e algumas empresas terão problemas. Está provado que fazer marketing durante uma recessão ou desaceleração ajuda durante e depois da crise. 

Existem resultados persistentes de vendas e marketing consistentes e eficazes. Essa participação de mercado que você pode capturar será importante. Embora as empresas desejem controlar custos variáveis, o corte de custos não deve ocorrer na área de marketing.

Dito isto, você precisa ser delicado. É necessário garantir que suas iniciativas de marketing estejam em sintonia com as demandas do mercado. Você não pode ser insensível ou muito agressivo e precisa operar com tato.

 

Os principais resultados que você deve monitorar na operação pós-quarentena

Todos os principais resultados a seguir são apenas dicas hipotéticas e os próprios valores devem ser adequados de acordo com os recursos do seu negócio no franchising pós-quarentena.

Resultados financeiros

  1. Faça simulação de captação de recursos – o que significa que você tem dinheiro suficiente para pagar seu aluguel e funcionários. Se você não consegue um auxílio financeiro externo  – que pode ser um empréstimo, uma concessão do governo, subsídio ou qualquer outro tipo de alívio para o seu capital.
  2. Meça uma LAJIDA (Lucros Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização) que não perca 20% de suas vendas ou mais –  Se você estiver além desse índice, talvez sua franquia deva fechar completamente e sofrer um prejuízo financeiro pelo aluguel, mas não manter a operação.
  3. Atingir uma relação dívida / patrimônio abaixo de 0,75 – O objetivo é garantir que você tenha dinheiro suficiente no futuro para pagar as dívidas contraídas hoje.

Embora abordemos o fluxo de caixa, a lucratividade e o balanço patrimonial com esses três indicadores, a maioria dos franqueadores concentra-se exclusivamente no fluxo de caixa no curto prazo. A lucratividade e o serviço da dívida não são tão focados no momento (exceto pensar neles enquanto você descobre seus problemas de fluxo de caixa), mas eles se tornarão críticos nos meses seguintes.

Aperfeiçoando o modelo operacional adotado

  1. Se todos os funcionários concluíram o curso de treinamento do franqueador – é preciso verificar se todos estão alinhados com seus novos processos operacionais.
  2. Mantenha os custos de mão-de-obra abaixo de 33% das vendas – a proporção real variará com base nas metas de fluxo de caixa, mas é provável que sua capacidade de mão-de-obra tenha mudado.
  3. Mantenha o CPV (Custo dos produtos vendidos) abaixo de 33% das vendas – pode ser necessário alterar a forma como você opera para atingir essa meta.

Monitorando a saúde da sua rede

  1. Nenhum funcionário ou cliente está contaminado no seu local de trabalho – difícil controlar porque talvez alguém seja infectado fora do local de trabalho, mas se certificar de que todos estão bem é essencial. 
  2. Todos os funcionários estão preparados para lidar com prevenção ao COVID-19 – procedimentos específicos relacionados à higienização e prevenção.

Analise os resultados do marketing e das vendas 

  1. Alcance conversões de campanhas de marketing – medindo o sucesso de qualquer campanha com pandemia em execução.
  2. Adicione novos clientes à sua lista de e-mails – uma lista maior para a qual você pode comercializar continuamente.
  3. Receba novos downloads do seu aplicativo – ampliando a lista de pessoas que você pode alcançar com ofertas promocionais.
  4. Aumente o tamanho médio de suas transações –  As transações online são ótimas, mas podem criar muito trabalho. Se você conseguir aumentar as vendas como itens básicos, isso poderá beneficiá-lo.

As principais iniciativas que sua franquia deve ter na operação pós-quarentena

Quanto à saúde financeira da rede

  • Desenvolver modelo de fluxo de caixa com três cenários (otimista, pessimista, realista);
  • Executar revisão semanal do fluxo de caixa;
  • Buscar a concessão de um auxílio governamental;
  • Negociar alívio com os proprietários, fornecedores e credores;
  • Negociar com o banco para ajudar no fluxo de caixa aumentando sua linha de crédito;
  • Desenvolver um plano de ação para o pior cenário (investimento de capital de um novo parceiro, desinvestimento para operador de várias unidades ou encerramento).

Essas atividades estão dentro do seu período de influência. Você pode não ter 100% de certeza se irá ou não receber ajuda do governo, mas sabe que pode se inscrever e tentar. Se essa iniciativa falhar, talvez seja necessário revisar seu plano e ver quais outras iniciativas você pode fazer para estabilizar sua situação de fluxo de caixa.

 

Quanto à operação da rede

  • Participar de seminários online do franqueador / assistir a vídeos do franqueador;
  • Implementar os novos fluxos de trabalho definidos pelo franqueador para estar alinhado com o novo ambiente;
  • Definir novos trabalhos e agendas com base em diferentes cenários do seu fluxo de caixa (horas reduzidas / equipe, etc.);
  • Definir oferta reduzida de produtos para minimizar o transporte de estoque;
  • Atualizar a disponibilidade do produto em todas as plataformas online;
  • Considerar alimentos básicos e produzir adições de cestas para atender aos mínimos do fornecedor;
  • Realizar revisões diárias de vendas / estoque e comparar com os modelos de fluxo de caixa para ser mais eficiente na solicitação de estoque.

Embora existam alguns negócios, como os de pizza e fast-foods, por exemplo, que não estão sofrendo muito com a crise, a maioria precisa se adaptar à nova situação. Pense no que mudou nos seus negócios e como você pode determinar se um franqueado está pronto para o novo mundo.

Um exemplo de adaptação ao franchising pós-quarentena é a rede Starbucks. A franquia está retornando suas atividades em uma fase de “monitorar e adaptar”. Sendo assim, os consultores da rede avaliarão o funcionamento das unidades de acordo com a situação de cada localidade.

A rede tem promovido atendimento em drive-thru, no modelo de take-away e pedidos feitos antecipadamente. O cliente realiza o pedido e depois só busca seu pedido sem contato com funcionários, realizando somente a coleta. 

Além disso, a rede está proporcionando aos funcionários um pagamento extra de $ 3 por hora. Também está concedendo auxílios emergenciais aos funcionários contaminados da rede por um tempo mais estendido. Este auxílio contemplará funcionários que necessitam de auxílio infantil e etc. Além de medidas como férias remuneradas para quem não tiver habilitado à voltar ao trabalho. 

Quanto à preservação de funcionários e clientes

  • Instalar novas sinalizações recomendadas / barreiras de proteção / estações de higienização;
  • Treinar a equipe sobre os novos procedimentos do COVID-19 (limpeza, desinfecção, distanciamento social, reconhecimento de sintomas etc.);
  • Realizar checklists com a equipe para garantir que eles se sintam seguros no trabalho;
  • Monitorar as comunicações do franqueador diariamente para ficar a par das melhores práticas;
  • Comunicar-se com a saúde local para aprender sobre os regulamentos locais que se aplicam;

Manter as pessoas seguras é um desafio para os franqueadores, pois eles não podem necessariamente visitar as unidades durante o isolamento. Eles devem influenciar os franqueados que realmente executam essas práticas recomendadas para manter as pessoas seguras. 

Felizmente, a maioria dos franqueados aceita essas iniciativas e vê valor em seu franqueador, ajudando-o a implementar as melhores práticas.

Quanto à recuperação através das vendas e do marketing

  • Analisar o tom e as mensagens das campanhas de marketing propostas pelo franqueador;
  • Realizar uma campanha de envolvimento da comunidade. Existem várias ações que podem ser tomadas neste sentido. Um exemplo pode ser patrocinar uma refeição para os funcionários da linha de frente, onde o franqueado entrega a comida, mas é pago por um membro da comunidade – é um pagamento adiantado. Também os ajuda a atingir os mínimos necessários para manter o pedido de determinados fornecedores;
  • Realizar campanhas de marketing nas mídias sociais;
  • Realizar uma campanha de mala direta (campanha física à residência dos clientes);
  • Realizar uma campanha de relações públicas; entrando em contato com alguns meios de comunicação locais para apresentar a história;
  • Realizar uma campanha de envio por e-mail para consumidores fiéis;
  • Realizar uma análise semanal do ROI de marketing e corrigir o curso, se necessário.

Estas são algumas dicas de iniciativas possíveis de serem tomadas para ajudar no enfrentamento da crise e retomada das atividades no franchising pós-quarentena. É possível guiar sua rede por meio da pandemia, utilizando dos aprendizados para aprimorar as áreas que precisam de melhoras.

Como operacionalizar este guia em sua rede

No geral, o guia do franchising pós-quarentena está definindo os principais resultados, as iniciativas e os objetivos que você analisará de forma recorrente como franqueado e como franqueador. Normalmente, estamos criando planos de negócios anuais e trimestrais. 

Em cada resultado importante, você tem a oportunidade de fazer check-in, mostrar se está ou não no caminho certo e anotar para referência futura.

Com o auxílio do suporte da Central do Franqueado, você poderá ter uma ferramenta que facilitará a sua retomada. Nossa equipe estará disponível para ajudar a sua rede retornar às atividades, realizando as melhores ações para sua rede e seus clientes. 

Você também pode optar por implementar seu plano de retorno como uma auto-avaliação, que estaria mais alinhada com uma lista de verificação simples. Ao enviar a auto-avaliação de forma recorrente, ela fica em primeiro plano. 

As perguntas individuais seriam formuladas de maneira um pouco diferente  – você executou sua análise semanal do fluxo de caixa? Você tem dinheiro suficiente para os próximos 3 meses em um cenário pessimista? Etc). 

Esse modelo é mais adequado para franquias em que o engajamento do franqueado atualmente não é o ideal e / ou franqueadores que tiveram que investir uma grande parte de suas equipes. Nos dois casos, é difícil ou impossível configurar sessões de treinamento para revisar o plano de retorno.

Gostou deste conteúdo? A Central está fazendo o seu melhor para ajudar todo os colaboradores e participantes deste mercado, que irão enfrentar o cenário do franchising pós-quarentena. 

Saiba mais sobre o mercado de franquias e a pandemia conferindo nosso artigo sobre o impacto do Covid-19 no franchising e entenda como esta pandemia afetou o mercado.

Resumo

Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!