Food trucks: vantagens e desvantagens para franquias de alimentação

É perceptível a presença cada vez maior dos food trucks no mercado. A praticidade do formato facilita a inserção de hamburguerias, cervejarias e de todo tipo de negócio do ramo da alimentação em espaços públicos e privados. Essa é uma oportunidade para expansão de franquias. Saiba mais sobre a funcionalidade do formato no franchising.

Neste texto você lerá sobre:

O franchising é um formato de gestão vantajoso tanto para proprietários de negócios próprios, quanto para investidores que buscam empreender. Para gestores, é uma maneira funcional de expandir sua empresa a novos mercados. Para aspirantes a empreendedores, é uma possibilidade de gerir um negócio já formatado, sem que haja a necessidade de criar tudo do zero.

Diversas franquias não demandam grandes investimentos ou vasta experiência para viabilizarem sua expansão. Alguns formatos de PDV oferecem praticidade e têm custos de manutenção e funcionamento reduzidos – algo bastante atraente para potenciais novos franqueados. Esse é o caso dos food trucks.

Food trucks para franqueadores: expansão facilitada

Muito presentes pelas grandes e pequenas cidades do Brasil, a estrutura do food truck (no português literal, “caminhão de comida”) é a queridinha de empreendedores do ramo da alimentação. O formato supre a busca por um modelo de negócio mais barato, de prática instalação e de grande possibilidade de acesso por parte dos consumidores. Food trucks podem ser inseridos facilmente nos mais diversos espaços e eventos. Logo, para redes de franquias que estão em processo de expansão, a proposta é certeira.

Replicar unidades de franquia através dos food trucks é uma opção rentável para franqueadores (leia aqui sobre o franqueador que fatura R$2 milhões por ano com sua rede de cervejarias). A disposição das lojas pelo uso de caminhões (ou, na verdade, trailers e vans) se tornou bastante comum pois atrai investidores interessados em franquias de custo baixo de investimento e manutenção

Food trucks para franqueados: possibilidades variadas de investimento

Não há dúvidas de que um food truck é um investimento mais barato do que um ponto comercial propriamente dito. De fato, optar pelos trucks é não precisar pagar aluguel, nem investir a mais na estrutura de uma loja.

Entretanto, os valores de investimento em food trucks por parte de franqueados variam muito, pois dependem da proposta da empresa. Algumas redes de alimentação demandam um espaço maior de produção e, nesse caso, um carro ou trailer não seriam suficientes para comportar toda a estrutura da unidades.

As possibilidades de investir em food trucks podem variar 

entre trailers na casa dos R$20 mil, a caminhões na casa dos R$300 mil. Logo, as unidades podem ser tanto microfranquias, quanto franquias convencionais.

Exemplos:

Franquia da Pizza Big X Picanha
Investimento R$80 mil A partir de R$280 mil
Taxa de franquia R$25 mil R$40 mil
Faturamento médio De R$30 mil a R$50 mil R$30 mil a R$60 mil
Prazo de retorno 12 meses 24 a 36 meses

Aí, caberá ao aspirante a franqueado analisar quais suas condições financeiras e quais são suas expectativas de retorno sob a unidade. Vale ressaltar que franquias que exigem investimentos maiores normalmente oferecem produtos de maior valor. Então o retorno futuro acaba sendo proporcional.

Vantagens

Em suma, como já comentamos no início do texto, a principal vantagem do formato dos food trucks para redes de franquias engloba sua possibilidade de fácil replicação e expansão. Isso, devido a três principais fatores:

1) Baixos custos de instalação

Para investidores, isso é um grande atrativo. Empreender nunca foi tão viável, principalmente com a existência de unidades de franquias formatadas em trailers e vans. Com o modelo, não é preciso pagar aluguel e IPTU, entre outras taxas de locação. Quem se beneficia com isso também é o franqueador, que ao proporcionar uma opção prática para novos gestores vê sua rede se expandir.

2) Acessibilidade:

Food trucks podem ser inseridos nos mais diversos locais, públicos e privados. Isso torna o negócio mais acessível a consumidores, principalmente durante eventos. É importante, então, que o negócio seja atraente: tanto para potenciais clientes, quanto para eventuais contratantes, organizadores de eventos. 

3) Mobilidade:

Por serem literalmente veículos, os trucks são um facilitador para que a empresa alcance novos públicos consumidores. O formato móvel permite a locomoção do negócio a qualquer localidade, o que para a exposição da marca e renovação dos clientes é algo sempre bem-vindo. 

Desvantagens

A maneira como funcionam, seu espaço para produção e o fato de serem estruturas externas podem fazer dos food trucks opções nem sempre adequadas. Entenda: 

1) Manutenção do veículo:

Em determinados casos, manter um food truck pode acabar saindo mais caro do que manter uma loja convencional. Afinal, os custos de reparo desse modelo de negócio envolvem não apenas a estrutura da empresa, mas também a manutenção do veículo.

Obs.: 

  • Quanto maior o veículo, maiores os gastos. Caminhões que carregam grandes cargas precisam ser reparados com frequência, então caso queira investir em um, esteja pronto para abrir o bolso quando necessário. Afinal, você não quer prejudicar a funcionalidade da loja.
  • Subestimar a manutenção dos veículos pode gerar problemas. Problemas de última hora podem comprometer a presença da marca em eventos. Isso é tanto uma oportunidade perdida, quanto algo que pega mal para a imagem da rede.

2) Permissões para uso:

É obviamente proibido circular com um food truck livremente pela cidade. Cabe à empresa tomar cuidado com as permissões de utilização de espaços públicos, junto às prefeituras das cidades de instalação e aos órgãos de trânsito, como o DETRAN. 

Obs.: 

  • Seria muito simples locomover um food truck a qualquer lugar. No entanto, existem leis específicas em cada cidade que devem ser respeitadas, as quais devem ser sempre consultadas. 
  • As permissões são concedidas quando a empresa está adequada às normas da Anvisa, que prezam pela produção de alimentos livres de contaminação, em ambientes devidamente higienizados.

3) Dependência climática:

As condições climáticas são um fator decisivo para o sucesso de food trucks e, adivinhe: elas não estão nem aí para você. Você pode ter certeza de que em dias de chuva, as vendas serão muito menores. Por isso, o modelo não é interessante para funcionar em qualquer cidade.

Obs.:

  • Algumas regiões têm chuvas mais frequentes do que outras. A empresa deve estar ciente disso e analisar se os retornos de um food truck em determinada cidade seriam válidos, tanto para a rede, quanto para os franqueados.
  • Em dias de temporal, caberá ao óbvio: não abrir a loja. Por funcionar em área externa, o food truck não tem uma estrutura tão segura como lojas convencionais. É fundamental dispor de um local para estacionar o veículo com segurança. 

4) Rotina:

Por último, o aviso: saiba que se você está pensando em investir em um food truck como franqueado, você irá trabalhar muito. Nesse formato, o gestor normalmente coloca a mão na massa junto com seus (poucos) funcionários e trabalha em horários alternativos, como domingos e feriados. Afinal, é nesses dias que grandes eventos acontecem – e é nesses momentos que a unidade faturará mais.

Conferindo se o formato é ideal para mim

Há quem pense que os food trucks e a “comida gourmetizada” não passam de uma moda com prazo de validade. A sazonalidade do funcionamento de lojas no formato também pode ser um fator desanimador, tanto para franqueadores, quanto para franqueados. Em algumas localidades, os food trucks acabam funcionando só em determinadas épocas do ano, por exemplo. Portanto, o planejamento de expansão através do formato possui ainda mais importância do que um plano feito com pontos comerciais convencionais.

Muitos empreendedores esquecem de fazer a análise de franqueabilidade de seu negócio pela estrutura de food trucks. Da mesma forma, investidores embarcam neste mercado não considerando suas desvantagens. Por isso, seja no momento de iniciar um negócio no ramo da alimentação, ou de transformá-lo em rede de franquias, é necessário que:

  • O franqueador, ao traçar o plano de expansão da rede, determine objetivos e metas a serem alcançadas. A partir disso, é possível calcular se o retorno do formato em food trucks pelos royalties pagos pelos franqueados seria ideal para o crescimento da empresa;
  • O investidor analise qual franquia é a mais adequada para a sua expectativa de retorno de lucro. Além disso, é importante escolher uma marca que contemple as suas habilidades profissionais, tanto de gestão, quanto de produção.

Em muitos os casos, os food trucks não são o melhor caminho e podem gerar frustração para os empreendedores. E aí, infelizmente, o barato pode acabar saindo caro. Por isso, que tal ler um pouco mais sobre o franchising e conhecer novos formatos de negócio e estratégias de gestão? Nosso blog conta com seções voltadas especialmente para isso. Aproveite e navegue pelos conteúdos de ‘Expansão’ Se quiser conversar conosco sobre empreendedorismo em franquias e estiver interessado em formatar sua rede, entre em contato com a Central. Temos facilidades esperando por você!

Software para Franquias - Peça sua Demonstração agora!