Fluxo de Caixa: como ter controle sobre gastos e lucros da sua franquia

Saber como está o desempenho do seu negócio é sem dúvidas um fator importante para seu crescimento. Por isso, é bastante pertinente focar em saber como está a situação do seu fluxo de caixa, ficando atento ao que entra e sai dele!

O que você verá neste artigo:

O que é Fluxo de Caixa?

O fluxo de caixa é a movimentação presente no caixa de uma empresa, sendo ele, uma ferramenta de planejamento que auxilia na organização financeira de um negócio. Tendo como principal objetivo analisar como está o saldo disponível, de modo que, seja possível fazer projeções e exista um capital de giro.

Entre as suas vantagens está, conseguir medir o crescimento ou não de um empresa, prestando atenção apenas nos valores que entram e saem dela, apenas tendo um controle das finanças. Principalmente pelo fluxo de caixa apresentar de maneira mais fácil perceber o lucro que a mesma está obtendo.

Com o fluxo de caixa, é possível também saber se os recursos disponíveis estão ou não cobrindo as despesas operacionais. Assim, o empresário poderá repensar algumas ações para entender melhor sobre seu investimento, para onde está indo seu dinheiro e como melhorar seu negócio.

O controle desse fluxo pode ser feito de diversas maneiras, porém é recomendado que  todas as movimentações feitas nele sejam registradas. Por exemplo, no caixa precisa ser registrado, entradas, saídas, recibos, recebimentos de clientes, investimentos, despesas, ou qualquer outra coisa que dele sair ou entrar.

Um dos itens essenciais para se conseguir ter um controle do fluxo de caixa é fazendo um levantamento por período. Esse podendo ser  diário, semanal ou mensal, e deverá ao fim do período ser analisado baseado em tudo que movimentou a empresa. Normalmente, isso é uma tarefa que tornará tudo mais fácil para o gestor fazer o planejamento, pois esse cuidado irá fazer parte de sua rotina. 

Vantagens do Fluxo de Caixa

O fluxo de caixa oferece diversos benefícios se bem aplicado, possibilitando diversas vantagens ao empresário. Como ele, será possível ter uma visão tanto do presente quanto do futuro do negócio. Veja mais especificamente todas as vantagens:

  • Possibilita previsões sobre as entradas e saídas financeiras de um período determinado;
  • Permite analisar se as vendas estão gerando retorno financeiro, a ponto de cobrir seus gastos para comercialização e também gastos previstos;
  • Elaborar planos a longo prazo caso aconteça um imprevisto como, excesso de gastos, ou sobra desconhecida de dinheiro;
  • Ter consciência de como está a saúde financeira da instituição;
  • Garantir dinheiro para reajustar preços de vendas se necessário;
  • Possibilitar promoções;
  • Conhecimento de como a instituição está de finanças, assim, sabendo se será preciso um empréstimo ou não;
  • Permite pagar as contas sempre em dia;
  • Evita a empresa ficar sem dinheiro.

Como fazer o Fluxo de Caixa?

Fazer um Fluxo de Caixa que se torne eficiente não é fácil, pois é preciso seguir a risca seus cuidados para se ter uma gestão financeira eficaz. É recomendado disciplina e também a criação de algumas estratégias para tudo correr da melhor forma.

Para se ter um controle sobre ele, é primeiramente recomendado elaborar uma planilha, podendo ser ela feita até mesmo no Excel, para aí sim, iniciar-se os cuidados e aplicação. Para lhe ajudar com o Fluxo de Caixa, separamos 5 dicas para você fazê-lo:

1.  Fique atento aos ganhos e despesas

Você sabe que é importante registrar tudo que entrar e sair da empresa, então é essencial fazer uma diferenciação entre o que é despesa e o que é ganho, deixando isso evidente na sua planilha. Isso irá auxiliar no seu melhor controle financeiro.

2 – Separe tudo por categorias

As categorias de separação do seu fluxo de caixa precisam ser específicas, isso irá otimizar na hora dos relatórios, assim evitando riscos de confundir os gastos. Caso sua empresa trabalhe com diversos setores, é importante dividir as categorias baseados neles.

3 – Diferencie suas despesas

Nem todas as despesas são iguais, por exemplo, é preciso ter noção do que são gastos mensais e os que são esporádicos, ou curto prazo. Aluguel, contabilidade, funcionários, empréstimos e pagamentos são contas fixas, podendo então, serem registrados no fluxo de caixa.

4 –  Cadastre o que irá receber

Tenha um planejamento de todas as contas que tem se que para receber, principalmente das que não acontecem o recebimento na hora da entrega da mercadoria. Isso facilitará o processo de recebimento, já que, a conta pode ser implantada no fluxo de caixa, e ao ser paga apenas ser marcada como ok.

5 – Mantenha-se focado na sua planilha

 É imprescritível seguir um planejamento, inserindo exatamente tudo o que sua planilha solicita. Também é preciso dedicar atenção aos seus balanços, seja ele diário, semanal ou mensal.

Uma boa dica para definir esse levantamento é levando em conta o movimento que acontece nele, sendo recomendado em locais com grande entrada e saída, serem feitos diariamente. Enquanto com um nível baixo, semanalmente.

Fluxo de Caixa na sua franquia

Como você viu, o fluxo de caixa é de extrema importância para a sua franquia, sendo provavelmente utilizado por muitas marcas do Franchising. Ainda mais que, sua utilização possibilita inúmeros benefícios, desde a organização do seu negócio, quanto a possibilidade de ofertas aos seus consumidores. 

Converse com o gerente da sua franquia, e explique para ele as melhores formas de ter um bom controle desse fluxo, pois com uma boa otimização, poderá garantir vários benefícios, que afetarão positivamente sua unidade. Principalmente, fará seu negócio ganhar destaque dentro do Franchising, o que resultará no crescimento de sua franquia.  

Achou o conteúdo interessante e quer se aprofundar mais? Então acesse nosso artigo sobre como ganhar dinheiro investindo.

Resumo

Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!