dre
Blog »Gestão »AdministrativaEntenda o que é e para o que serve o Demonstrativo de Resultado do Exercício

Entenda o que é e para o que serve o Demonstrativo de Resultado do Exercício

Postado em: 23 de Março de 2021

Você sabe o que é o DRE (Demonstrativo de Resultado do Exercício)? Para ter uma boa gestão e excelente vida financeira, uma organização precisa ter suas despesas e lucros muito bem definidos e para isso que o Demonstrativo de Resultado do Exercício serve. Sabendo disso, preparamos um conteúdo explicando como funciona e a importância dele em sua empresa.

O que você verá neste artigo:

O que é demonstrativo de resultado do exercício?

O DRE, sigla para Demonstrativo do Resultado do Exercício, nada mais é que um relatório contábil das operações financeiras de uma empresa. Essa demonstração contabilística dinâmica considera determinado período (seja ele mensal, bimestral, semestral ou anual) e o resultado ordenado dessas operações, que pode ser variado, indo do lucro ao prejuízo.

O relatório da DRE pode ser usado internamente, para obtenção de informações financeiras, e externamente, para que o mercado avalie a saúde da empresa.

A legislação atual determina que o Demonstrativo do Resultado do Exercício deve conter uma série de informações. Mas não se assuste, pois são dados simples que todo empreendedor precisa conhecer. Vamos conferir!

  • A Receita Bruta (RB) das vendas e serviços;
  • A Receita Líquida, que é igual a receita bruta menos os seguintes custos:

– Deduções das vendas;

– Devoluções de vendas;  

– Abatimentos sobre vendas

– Impostos sobre vendas;

– Desconto Incondicionais Concedidos;

– Ajuste a Valor Presente de Vendas.

  • O Resultado Operacional Bruto, que repete a receita bruta menos:

CMV (Custo de Mercadoria Vendida).

  • O Resultado Operacional, que repete a RB com as seguintes mudanças:

– Despesas com Vendas;

– Despesas Financeiras;

+ Receitas Financeiras;

– Despesas Gerais e Administrativas;

– Outras despesas operacionais;

+ Outras despesas operacionais.

  • O Resultado antes do Imposto de Renda, repete a RB com mudanças:

– Outras Despesas (antigas despesas não operacionais);

+ Outras Despesas (antigas despesas não operacionais).

  • O Resultado Líquido, que repete com as seguintes deduções:

– Provisão para o Imposto de Renda (PIR);

– Participações Estatutárias sobre o Lucro (PEL).

Todas essas informações devem seguir um padrão para apresentação e uma ordem para que qualquer pessoa (física ou jurídica) que tenha acesso ao relatório consiga identificar os números facilmente.

Receitas

O item Receita é dividido em duas partes: Receita Operacional Bruta e Deduções da Receita Bruta.

A primeira parte é composta pelos valores de vendas de produtos, mercadorias e serviços separadamente. Já na segunda parte são descritos os custos adicionais com aquela venda (sem contar o custo para sua produção). Neste momento são colocados os valores referentes a abatimentos, devoluções e impostos.

Despesas 

As despesas dividem-se entre Despesas Operacionais, Despesas Financeiras e Outras despesas. É muito comum encontrarmos nas despesas operacionais a seguinte divisão:

  • Despesas com vendas;
  • Despesas administrativas;
  • Pró-labore.

Resultado

O resultado é dividido em duas partes: antes e depois do IR e do CSLL, da seguinte forma:

(RESULTADO OPERACIONAL ANTES DO IR E CSLL  (-) IR E CSLL= RESULTADO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

Para que o resultado apresentado no Demonstrativo de Resultado do Exercício seja preciso, é necessário detalhar os valores para os seguintes grupos:

  • Receitas
  • Custos
  • Despesas
  • Lucros
  • Impostos

Utilizando o DRE também como relatório gerencial, você poderá avaliar com maior exatidão a saúde financeira da empresa no momento e usar as informações como referência para tomada de decisões futuras, como diminuição dos gastos e negociação com fornecedores.

Além disso, o DRE é um documento completo para o governo, por exemplo, que utiliza o relatório para verificar se os impostos foram calculados de acordo com as NFes recebidas e emitidas e assim, o fisco investiga e identifica sonegação fiscal. 

Também é a partir do DRE que os gestores da empresa podem definir o regime tributário do ano seguinte. A declaração também é solicitada por bancos para avaliar a possibilidade de empréstimos e entrega de financiamentos.

O DRE na gestão da sua rede

Utilizando o DRE permite fazer a análise horizontal e vertical. Na horizontal, são analisadas temporalmente a receita e as despesas, para identificar como se deu sua evolução. O interessante dessa análise é entender a evolução tanto dos ganhos quanto dos gastos.

Já na análise vertical são feitas comparações de contas de acordo com seus grupos. Assim, pode-se compreender quanto uma despesa com telefone, por exemplo, e como isso impacta no total de despesas. Com a combinação dessas duas, podem ser compreendidas tendências e feitas projeções que poderão auxiliar a empresa. O Demonstrativo de Resultados pode ser combinado com outros documentos, para permitir uma análise da situação financeira da empresa.

Juntamente com o balanço patrimonial, que oferece o ponto de vista financeiro da empresa, o demonstrativo de resultados pode ser usado para apresentar o resultado econômico; ou seja, nesse documento podem ser vistas as receitas e gastos e no Balanço Patrimonial, os valores de caixa, bancos, entre outros recursos financeiros.

A importância do Demonstrativo do Resultado do Exercício  

Com ele a empresa pode avaliar sua capacidade de geração de riqueza (lucro) e quando necessário, realizar modificações na administração para melhorar os resultados. Quando o DRE retrata a real situação da empresa, torna possível uma administração voltada para a eficiência e a competência, e é flexível aos interesses dos usuários de maneira geral.

E por ser um relatório bastante detalhado e ao mesmo tempo intuitivo, o Demonstrativo de Resultados do Exercício fornece aos administradores e gestores importantes elementos fundamentais para tomada de decisão. Sem estas informações, a avaliação da verdadeira situação da empresa fica muito mais difícil, comprometendo inclusive a tomada de decisões estratégicas.

Como toda entrega contábil, o Demonstrativo de Resultado do Exercício deve conter números reais e precisos. Para isso, é necessário haver um controle fiscal e financeiro exemplar.

Para que não haja surpresas desagradáveis em relação à apuração de impostos, compras, vendas de produtos e serviços é preciso contar com uma ferramenta de consulta de NFe, que ainda faz download e guarda esses documentos fiscais pelo período exigido pela lei.

Você conhece o sistema para franquias da Central do Franqueado?

Nós, da Central do Franqueado, sabemos da importância da boa gestão em uma rede de franquias. Por isso, nosso sistema para franquias conta com diversas funcionalidades que otimizam e facilitam os processos que todo franqueador e franqueado precisam lidar.

Temos outros diversos módulos que promovem o aumento do engajamento dos franqueados, a comunicação entre os elementos da rede e até mesmo funcionalidades que te ajudam no processo de expansão da franquia. Afinal, tudo que um franqueador mais quer é expandir, certo?

Economize tempo e mantenha seu processo de compras e estoque efetivo e padronizado! Se tiver dúvidas, que tal bater um papo conosco? Teremos o prazer de apresentar nossa plataforma, criada para tornar mais prática e ágil a gestão de franquias. 

Gostou do conteúdo? Então continue navegando pelo nosso blog e descobrindo diversos assuntos do mundo do Franchising!