Ciclo PDCA em redes de franquias: como implementar?

Pensando em ingressar no mundo do franchising? Então você deve saber que franquia é sinônimo de padronização. Ao transformar sua empresa em uma rede, você terá que garantir que todas as unidades da rede estejam mantendo o padrão de qualidade proposto pela marca. Mas afinal de contas, como fazer isso de uma forma eficiente e eficaz e sem criar dores de cabeça? Para ajudá-lo, a Central do Franqueado reuniu algumas informações sobre a uma das principais ferramentas de controle de qualidade utilizada no mundo corporativo: o Ciclo PDCA. Confira!

Ciclo PDCA: o que é?

Criado na década de 1950 pelo consultor norte-americano William Deming, o Ciclo PDCA é um instrumento versátil utilizado por empresas de diversos países e dos mais variados segmentos para aplicarem os processos de melhoria contínua nos suas cadeias produtivos.

O Ciclo PDCA é composto por um conjunto de ações. A sequência obedece à ordem das letras que compõem a sigla: Planejamento (Plan), Execução (Do), Verificação (Check) e Ação (Act). Como o próprio nome sugere, trata-se de um instrumento cíclico. Desta forma, assim que a última etapa for concluída, volta-se à primeira e assim sucessivamente.

O instrumento possibilita a melhoria contínua dos procedimentos da rede de franquias. Sua adoção permite a otimização dos processos, além de possibilitar a redução de custos e o aumento da produtividade

O instrumento também é muito utilizado na solução dos mais diversos tipos de problemas. Focado na causa e não na consequência, o PDCA serve não apenas para identificar o surgimento da falha, mas também para apontar oportunidades de melhoria e formas de aplicá-las.

Ciclo PDCA:  passo a passo

Como dissemos anteriormente, o Ciclo PDCA é composto por 4 fases. Elas são:

Plan (Planejamento)

Nesta etapa, você deve analisar o cenário e o problema que deseja resolver, além de estabelecer os objetivos e seus métodos de aplicação.

Durante o Planejamento, você e sua equipe também terão que definir os indicadores de desempenho. Eles serão responsáveis por mostrar se os objetivos estão sendo alcançados conforme o planejado.

A partir da avaliação, será construído o plano de ação que irá guiar todo o Ciclo PDCA. Durante a etapa de planejamento, outros instrumentos podem ser utilizadas para facilitar o processo, tais como o Diagrama de Ishikawa, o 5W2H e o Diagrama de Pareto.

Do (Execução)

Considerada a etapa mais importante do ciclo, trata-se do momento em que as coisas são efetivamente realizadas. Nessa fase, o plano de ação deve ser executado conforme o planejado.

Você deve tomar os devidos cuidados para que não ocorra nenhum desvio durante a execução. Afinal de contas, sem sua correta realização, as demais não poderão ser realizadas.

Antes de iniciar o processo, é aconselhado treinar a equipe que será responsável pela execução, uma vez que o sucesso da etapa depende do comprometimento e da capacitação dos responsáveis. A coleta de dados sobre o processo também é essencial.

Check (Verificação)

É o momento em que se avalia o que foi feito durante a execução. Neste momento, o gestor deve verificar se as atividades planejadas foram realizadas de forma eficiente e eficaz. Para isso, ele deve levar em consideração os pontos positivos e negativos na execução do plano.

Importante ressaltar que a verificação dos processos perpassa todas as etapas e deve ser implementada desde o início da execução do Ciclo PDCA. Afinal de contas, quanto mais cedo os resultados forem acompanhados, mais fácil será de realizar as devidas modificações.

Durante a checagem, é aconselhado que você utilize o suporte de uma metodologia estatística. Desta forma, o processo se tornará mais objetivo e será possível evitar eventuais erros e poupar recursos.

Act (Ação)

Trata-se da etapa que requer maior grau de atenção por parte do gestor. Neste momento, é feita a ponderação sobre o resultado alcançado pelo PDCA. Afinal de contas, a empresa irá incorporar o método ou processo desenvolvido durante o ciclo?

Caso as expectativas desejadas não tenham sido atingidas, deve-se identificar as falhas e aplicar as ações corretivas.

Gostou do nosso conteúdo, então acesse o nosso blog e confira diversas informações sobre o mundo do franchising. Confira o nosso conteúdo sobre Cultura Organizacional.

Conheça o módulo de qualidade da Central do Franqueado