Capital Social: Descubra sua importância na abertura de negócios

Um dos questionamentos de diversos novos empreendedores na hora abrir sua empresa é sobre o capital social. A falta de conhecimento sobre o que é, sua função, vantagens e quanto investir, pode gerar grandes dúvidas para os inexperientes.

O que você verá nesse artigo:

Qual é a Função do Capital Social?

O termo capital social faz referência ao dinheiro que será investido inicialmente em uma empresa. A importância dele é imprescritível para o funcionamento de um negócio, já que é uma forma de garantia para a progressão do investimento.

O valor do capital social é definido pelo empreendedor e seu sócio logo no início da proposta de abertura de uma empresa. Então é preciso ter cautela na escolha do capital investido, pois é com ele que será adquirido materiais, produtos, ferramentas, pagamentos, entre outros auxílios e necessidades. 

Ele será de grande importância durante todo período em que o negócio não gerar lucro, então é preciso ter grande consciência de sua relevância, e fazer um cálculo sensato para que não ocorra problemas e principalmente endividamentos. 

Em casos de dúvidas sobre o quanto investir, é importante fazer um balanceamento de gastos, ou então, investir pouco.

Além do valor bruto em dinheiro que pode ser aplicado, também contam como capital social da empresa, bens tangíveis, como casas, carros e materiais. A utilização de uma marca e seu nome comercial, patente e domínios de internet também são aceitos, desde que, esteja prescrito no contrato social da empresa.

O capital social de uma empresa possui diversos benefícios e quanto mais estabilizado ele se manter, melhor. Seu bom planejamento irá auxiliar no gerenciamento de ações a longo prazo da empresa e criar um papel de responsabilidade em seus societários, assim evitando disputas futuras. 

Alteração do capital social

É possível serem feitas alterações do valor com o passar dos meses, sendo isto algo comum. Como muitas empresas iniciam seus negócios com um valor baixo, é estimado que ocorra um aumento em seu capital social. 

No entanto, é mais fácil aumentar seu valor do que reduzir o mesmo. Isso acontece porque para tal mudança não é permitido a empresa possuir dívidas. Além de também ser necessário uma publicação com anúncio no jornal. Apenas depois de 90 dias da postagem pode ser feita a redução do capital.  Enquanto para o aumento, será pago apenas as taxas da Junta Comercial e o contador.

Capital Social para MEI, EI, EIRELI e LTDA

Quando se fala em capital social para MEI, EI, EIRELI e LTDA existem algumas diferenças de aplicação para cada uma delas. 

  • MEI: No caso de um Microempreendedor Individual (MEI), não é necessário ser feito um contrato social. Ele até pode ser feito, mas apenas para controle próprio do empresário. Nesta modalidade de negócio não existe um valor mínimo para o funcionamento da empresa.
  • EI: Quando se é uma Empresa Individual, que é quando uma pessoa abre um CNPJ e começa sua empresa, o valor investido deve ser de no mínimo R$ 1.000. No entanto, neste caso o patrimônio pessoal do sócio entra como garantia diante de endividamento.
  • EIRELI: Enquanto o valor para uma Empresa Individual de Responsabilidade Limitada deve ser de ao menos 100 salários mínimos para início de funcionamento. Apesar do valor não precisar ser comprovado durante a abertura da empresa, ainda sim é necessária sua existência, para assim não ocorrer incompatibilidade na declaração de Imposto de Renda.
  • LTDA: Quando a empresa é uma Sociedade Limitada, não é cobrado um valor mínimo para o começo de suas atividades. Porém no contrato social deverá constar o valor aplicado por cada sócio, para deixar claro direitos e obrigações. Nesta modalidade os sócios decidem entre si o valor que cada um irá investir para a criação da uma sociedade.

Utilização no Franchising

Para quem vai abrir uma franquia os riscos impregnados com um investimento de capital social errado são baixos. O modelo de franquias é uma boa recomendação para empreendedores de primeira viagem. Principalmente pelo fato das franquias serem empresas com uma marca presente e popular no mercado. 

Como os produtos de franquias já possuem um público interessado, normalmente costumam ser bem. Então seu capital social já possui uma boa estimativa de quanto deverá ser, mostrando as despesas e também gastos iniciais.

Entre os diversos benefícios da aquisição de uma franquia, está o modelo de gestão know-how que vem empregado. O que também ocasiona e auxilia para um lucro a curto prazo.

O suporte oferecido pelo franqueador também é um ponto positivo para o investimento em franchising. Já que o mesmo possibilita o auxílio de parceiros de negócios com experiência no ramo empresarial. Por conta disso, as franquias se tornam um bom negócio para se empreender.

Se gostou do conteúdo e ficou curioso, veja mais sobre qual setor do franchising investir.

 

Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!