Bom negócio: como ganhar dinheiro no Rio de Janeiro

Está pensando em se tornar dono do próprio negócio e gostaria de receber algumas sugestões de caminhos para seguir? Se você mora no Rio de Janeiro, preste atenção nas nossas dicas e saiba como ganhar dinheiro apostando em um bom negócio.

Onze de cada dez pessoas concordam que o Rio de Janeiro é lindo. Não é atoa que a capital fluminense é conhecida mundialmente como a “Cidade Maravilhosa”. Os seus cartões postais são amplamente conhecidos até mesmo por quem nunca pôs os pés em solo carioca.

Está duvidando? Pense no Cristo Redentor com os braços abertos sobre o Corcovado, no bondinho subindo o Pão de Açúcar, no estádio do Maracanã em dia de Fla-Flu, na queima de fogos do reveillon na praia de Copacabana, na Marquês de Sapucaí lotada assistindo ao carnaval. Viu como nenhum das situações citadas lhe soou estranha?!

Bom Negócio: Rio de Janeiro

Mas não é só pelas diversas opções de entretenimento e pelas inúmeras belezas naturais que a capital fluminense se destaca. A cidade também oferece boas oportunidades para quem quer ganhar dinheiro investindo em um bom negócio. 

Só para você ter uma ideia, o Rio de Janeiro é o segundo município brasileiro com maior PIB, perdendo apenas para São Paulo. Dois terços da riqueza produzida na cidade é oriunda do setor de comércio e serviços.

A Cidade Maravilhosa é o principal destino dos estrangeiros que entram no Brasil. Por ano, cerca de 1,3 milhões de pessoas oriundas de outros países desembarcam em solo carioca, a maioria turistas.  Os períodos mais agitados são o reveillon e o carnaval. Mas não é só no verão que o município recebe visitantes, a cidade é movimentada o ano inteiro.

Como ganhar dinheiro: turismo e lazer

Diante de tudo o que foi dito ao longo deste conteúdo, não é difícil imaginar em quais setores estão as melhores oportunidades para quem quer fazer um bom negócio no Rio de Janeiro. Nós reunimos algumas sugestões de como ganhar dinheiro. As ideias cabem em todos os perfis empreendedores e disponibilidades de investimento.

Surf

Apesar de estar longe de ser a capital do surf no Brasil, o Rio de Janeiro recebe anualmente diversos aspirantes a surfista dentre os seus milhares de visitantes. Alugar pranchas e roupas de surf para turistas que gostam de se jogar na água mas não curtem ficar carregando o próprio equipamento é uma ótima sugestão para ganhar dinheiro.

Se você tem um pouco mais de desenvoltura no esporte, a dica é organizar aulas práticas para novatos. Tenha em mente que você não precisa ser um profissional para botar o projeto em prática. Lembre-se de que objetivo não é formar atletas de alto rendimento, mas sim oferecer uma atividade recreativa para quem sempre sonhou em surfar mas ainda não teve oportunidade.

Guia turístico

Conforme mencionado mais de uma vez neste conteúdo, o Rio de Janeiro possui diversos cartões postais. Conhecer todos esses lugares, no entanto, é uma tarefa um pouco difícil mesmo para quem pretende passar um período mais longo na cidade. Para otimizar a experiência, muitos turistas acabam recorrendo a guias. 

Trabalhar apresentando a cidade e suas atrações para quem vem de fora é uma ótima oportunidade para quem pretende ganhar dinheiro sem precisar investir muito. Mas esqueça os roteiros tradicionais para os quais já existe um enorme número de guias turísticos. Procure se diferenciar da concorrência oferecendo experiências diferentes.

Hospedagem

O Rio de Janeiro possui uma ampla rede hoteleira com capacidade para hospedar muitos visitantes. Ocorre que em alguns períodos do ano, como no reveillon e no carnaval, até mesmo o setor acaba ficando saturado. As vagas de última hora até existem, mas tornam-se bem mais caras.

É justamente nestas horas de aperto que surgem as oportunidades. Se a sua casa ou apartamento for bem localizado e tiver um quarto sobrando, você pode hospedar turistas e ganhar um dinheiro extra. Sites como Airbnb podem ajudar você a operar com mais segurança, além de facilitar a busca por hóspedes.

Bom negócio: franquias

O maior empecilho para quem quer empreender é, sem sombra de dúvida, a falta de capital para investir. Infelizmente, no Brasil, o custo para abrir um bom negócio costuma ser bem alto. Dependendo da área de atuação, o ato de empreender pode envolver uma série de burocracias.

No entanto, para que um empreendimento se transforme em um bom negócio, não basta apenas dinheiro e disposição. Também é necessário que o empreendedor tenha conhecimento em gestão. Caso contrário, é bem provável que a empresa acabe indo à falência.

Segundo a Fundação Getúlio Vargas, um terço das empresas abertas no Brasil acaba fechando as portas com menos de dois anos de funcionamento. Os dados mostram que, além de investimento, é necessário preparação por parte do empreendedor.

Diante destas informações, o frachising acaba se tornando uma ótima alternativa para quem está afim de ingressar se tornar o próprio patrão mas não tem muita experiência. E, como dissemos no início deste conteúdo, existem opções de negócios para todos os perfis e bolsos.

“Mas afinal de contas, quais são todos estes benefícios do franchising?”. Calma que a gente já explica!

O que é franquia?

De uma uma forma simples e resumida, o franchising consiste na concessão do direito de uso fornecida pelo proprietário de uma marca (franqueador) a um investidor (franqueado) para que ele possa replicar um modelo de negócio que vem dando certo. A principal característica das franquias é a padronização de processos e de produtos.

Um exemplo que provavelmente você já viu, mesmo sem se dar conta, são as lojas de shoppings centers. Percebeu que a maioria delas podem ser encontradas em outros centros comerciais e até mesmo cidades? Pois aí está o franchising mais uma vez.

Franquias: mercado brasileiro

Mesmo em meio a toda desconfiança do mercado, o franchising continua crescendo a todo vapor no Brasil. Só no primeiro semestre deste ano, o setor aumentou seu faturamento mais de 6,4% no comparativo com os seis primeiros meses de 2018, atingindo os R$ 84,586 bilhões.

No entanto, engana-se quem acha que 2019 está sendo um ano atípico para o setor. Ao contrário, devido à segurança fornecida pelo modelo de negócio, os índices vêm avançando continuamente, ano após ano, mesmo em meio a crises.

Franchising: dicas de investimento

Abaixo, nós iremos falar sobre redes de franquias que podem ser um bom negócio para quem quer investir no Rio de Janeiro. Os valores de investimento para se tornar franqueado são bem maiores que as dicas fornecidas anteriormente. Mas nós também temos um conteúdo com sugestões de franquias baratas.

Che Lagarto

A Che Lagarto é uma rede de hostels presente em diversas cidades da América do Sul, entre elas o Rio de Janeiro. 

    • Segmento de Atuação: Hotelaria
    • Formato de atuação: Hospedagem
    • Valor do Investimento: R$ 210.000,00
    • Estado sede: RJ
    • Nº de Unidades: 29
    • Inauguração da Empresa: 1997
    • Ingresso no Franchising: 2008
    • Filiada à ABF

Escape 60

A Escape 60 é a empresa pioneira em jogos de fuga, no Brasil. O entretenimento inovador já está em primeiro lugar no TripAdvisor.

    • Segmento de Atuação: Entretenimento e Lazer
    • Valor do Investimento: R$ 290.000,00
    • Estado sede: SP
    • Nº de Unidades: 9
    • Inauguração da Empresa: 2015
    • Ingresso no Franchising: 2015
    • Filiada à ABF

Candice Cigar Co

A Candice Cigar Co é a maior rede de tabacarias do Brasil. A marca aposta no conceito forte de estilo, elegância e sofisticação.

    • Segmento de Atuação: Serviços e Outros Negócios
    • Formato de atuação: Varejo
    • Valor do Investimento: R$ 160.000,00
    • Estado sede: RJ
    • Nº de Unidades: 8
    • Inauguração da Empresa: 1992
    • Ingresso no Franchising: 2009
    • Filiada à ABF

E aí, gostou do nosso conteúdo? Então entre no nosso blog e confira diversas outras informações relacionadas ao universo do franchising. Aproveite para dar uma lida no nosso conteúdo sobre as franquias de sucesso que foram premiada em 2019.

Solicite uma Demonstração para sua Rede de Franquias!