Automação de marketing para franquias: como fazer

Uma das maiores vantagens das ferramentas de marketing digital é a possibilidade de programar o envio publicidade aos públicos interessados. Para redes de franquias, isso é um grande facilitador. Saiba mais sobre como pensar na automação de marketing online com as cinco dicas que preparamos para você.

Automação de marketing

A intensa competição entre marcas de hoje é regida pelo timing. O comportamento dos consumidores muda a todo instante de acordo com o surgimento das novas tendências tecnológicas e culturais. Start ups inovadoras tiram empresas tradicionais da liderança, principalmente graças ao uso esperto de estratégias certeiras de marketing digital.

Sendo a Internet a grande responsável por nossa necessidade de velocidade e instantaneidade, é imprescindível que negócios, ao estarem online, utilizem tais ferramentas com direcionamento e rapidez. É preciso pensar na automação de marketing.

A automação de marketing digital é a garantia de que o fluxo de informação esteja sendo transmitido na hora certa, para o público-alvo certo. Criar uma estrutura para que a comunicação da empresa seja automática é essencial para manter os consumidores interessados no negócio. Para franquias, isso adquire uma importância ainda maior.

Contar com mecanismos de envio de mensagens e campanhas para determinados clientes é indispensável para tornar mais prático o marketing de redes. Afinal de contas, elas têm um alcance maior de consumidores, de diferentes localidades. Logo, uma automação de marketing bem estruturada também possibilita o contato segmentado com clientes. Isso é fundamental no franchising.

Atualmente, não há como manter públicos consumidores próximos ao negócio sem fazer uso da automação de marketing. Ela é necessária para o lead nurturing de potenciais clientes. Afinal de contas, ela permite que os usuários acompanhem as ações da empresa durante o dia-a-dia.

Por isso, trazemos cinco dicas para que você saiba por onde estruturar a automação de marketing e melhorar a comunicação online da sua rede de franquias. Analise a realidade da sua empresa e não tenha medo de repensar a forma como é feito contato com seu público consumidor.

1) Conte com o trabalho de profissionais de marketing

Antes de começarmos, tenha consciência de algo importante: elaborar e manter a comunicação digital com clientes, por mais que seja automatizada, é uma grande demanda. Gestores em franquias jamais terão disponibilidade para suprir a demanda que é criar mensagens, analisar o comportamento dos clientes e montar campanhas. Além disso, por mais que pareça simples, o marketing digital é um trabalho de expertise. Ele é muito mais do que efetuar a definição de conteúdos a serem enviados. Métricas precisam ser avaliadas para direcionar as melhores estratégias e definir quais táticas e ferramentas serão utilizadas para fazer comunicação.

Por isso, conte com um time de marketing na sua franquia, mesmo que você esteja recém começando a franquear – ou principalmente agora, pois os profissionais terão a visão para estruturar a automação de sua rede desde o início. O time terá a função de estar sempre avaliando o comportamento dos clientes online. Eles devem conferir quais estratégias e táticas estão funcionando e o que precisa ser feito para melhorar a automação. Seu trabalho é essencial para manter leads próximos à comunicação da empresa. Dúvidas, reclamações e sugestões devem ser recolhidas pelo time e, a partir disso, o marketing pode ser revisto.

Dica: para franquias, é mais certeira a contratação direta de profissionais de marketing do que a de uma agência terceirizada de comunicação. Afinal, a demanda da rede envolve diversas localidades e públicos que podem ser distintos entre si.

2) Monitore e segmente os leads da sua franquia

Por mais que os profissionais de marketing sejam encarregados de colocar a comunicação em prática, a participação do gestor no processo é essencial para que as estratégias e táticas estejam direcionadas com a proposta da empresa e com seu público consumidor. Gestores, afinal, possuem conhecimento e experiência sobre a atividade do negócio. Isso faz toda a diferença para entender e qualificar leads.

Os leads são as pessoas interessadas na empresa – leia-se, consumidores em potencial –, cujo primeiro contato com a empresa pode ter sido proveniente tanto de campanhas interativas em redes sociais, quanto de listas de e-mail de landing pages. É imprescindível observar o perfil desses usuários, para que a partir de um levantamento sobre seu comportamento, eles possam ser caracterizados e segmentados em grupos.

Separar leads em grupos semelhantes, como localidade, faixa-etária e hábitos de compra é a forma de automatizar o envio de mensagens relevantes para esses grupos. Diferentes conteúdos são interessantes para diferentes tipos de leads. Em franquias, enviar mensagens para grupos segmentados é algo prático e eficiente, tanto para o fluxo de comunicação, quanto para a garantia de que as campanhas estão sendo enviadas para os públicos certos.  

Monitorar os leads por sua atividade e segmentá-los posteriormente é o caminho para fazer uma comunicação bem direcionada e certeira. A linguagem e a proposta devem ser adequadas para os determinados perfis.

Dica: preste atenção na conversão dos leads em links enviados por e-mail para avaliar as campanhas, bem como nos perfis dos usuários que interagem com o negócio nas redes sociais.

3) Produza conteúdos que serão direcionados para os leads

Esse item especifica o porquê de monitorar e segmentar leads. Traçando os públicos-alvo em grupos, é possível produzir conteúdos diferentes, os quais serão enviados para as listas distintas. Isso possibilita a automação de campanhas com opções de mensagens, as quais serão transmitidas de acordo com os perfis dos usuários. Preste atenção nos três aspectos a seguir:

a) Linguagem

O primeiro desafio é determinar como as mensagens e conteúdos enviados para os públicos terão um tom natural. Eles devem tratar os consumidores de maneira convidativa e individual. Definir como a linguagem dos e-mails ou outros canais será utilizada para cada público-alvo é o primeiro passo para a elaboração dos conteúdos. Mensagens para públicos jovens podem ter uma linguagem mais coloquial do que aquelas para consumidores tradicionais. Mas, independentemente dos perfis, uma coisa é certa: o contato deve parece pessoal.

Dica: e-mails escritos em segunda pessoa do singular soam como uma conversa da empresa para o cliente. Assim, as mensagens automatizadas adquirem caráter de exclusividade.

b) Oportunidades

Produtos e serviços distintos agradam diferentes públicos-alvo – e isso vale para qualquer negócio. Ao monitorar leads, é possível observar quais oferta têm mais sucesso com quais perfis de clientes. A partir disso, o envio automatizado de mensagens pode trazer aqueles produtos e serviços que são mais interessantes para o usuário. Para franquias que possuem e-commerce, isso é um grande facilitador. Observando os hábitos de compra dos clientes, é possível enviar campanhas de oportunidades interessantes.

Dica: transmitir e-mails de promoções de determinados produtos, à grupos específicos de leads, é uma maneira de aproveitar o interesse dos consumidores e garantir mais vendas.

c) Regiões

Por último, mas não menos importante (principalmente para franquias): as regiões dos usuários. Segmentar as listas de leads por localidades é um requisito básico para redes. É assim que campanhas exclusivas de territórios escolhidos são enviadas. A automação da transmissão de mensagens por regiões insere os públicos consumidores no contexto do seu próprio mercado.

4) Utilize as redes sociais para avaliação e engajamento

Já comentamos sobre isso, mas é importante reiterar. O comportamento dos usuários que interagem com a marca nas redes sociais diz muito sobre seu perfil de compra. Isso, posteriormente, pode ser utilizado para a automação de mensagens direcionadas a esses usuários nas próprias redes. Tanto o Facebook, quanto o Instagram, possuem ferramentas de anúncios que funcionam de forma segmentada e direcionada, as quais podem considerar dados bastante específicos sobre os consumidores, principalmente em relação aos seus interesses online. Apostar nos ads das redes sociais é, então, uma maneira automatizada de proporcionar conteúdos relevantes a determinados usuários em meio à grande quantidade de informação da Internet. Além disso, é uma forma de incentivar engajamento, através da interação com curtidas, comentários e links redirecionados.

O engajamento, aliás, é uma forma de divulgação espontânea da marca. A opinião do público sempre importa quando o assunto é comprar. A interação nas redes e fora dela também facilita a qualificação dos leads. Ela possibilita a coleta de novas informações a todo o momento.

5) Crie campanhas integradas

Finalizando as dicas e continuando o assunto do engajamento, saiba que para que ele de fato ocorra de forma automatizada, é preciso prestar atenção na integração das campanhas online. A comunicação da franquia deve estar alinhada em todos os seus canais (site, redes sociais, e-mails); os links de redirecionamento devem estar funcionando; as informações das campanhas devem estar de acordo em todas as mensagens e a possibilidade de acesso às campanhas deve ser a mais prática possível, sem que o usuário precise acessar um lugar específico para encontrar o que precisa. Isso traz fluidez para o marketing digital da empresa, que deve prezar pela instantaneidade e facilidade de acesso.

Saiba que, como gestor, seu papel é estar próximo do time de marketing da sua franquia. Desta forma, o trabalho dos profissionais pode ser muito mais otimizado. Sempre que possível, qualifique as estratégias e táticas de marketing digital, para que a empresa acompanhe dinamicamente seus consumidores. Então, por mais que seja automática, lembre-se: a automação precisa ser constantemente revisada.

Ainda falando sobre automação de marketing, mas trazendo-a para o ambiente interno de uma rede de franquias, que tal conhecer a plataforma da Central do Franqueado? Nosso sistema foi criado para facilitar a comunicação entre franqueadores, franqueados e fornecedores, a fim de prezar pelo controle de qualidade no franchising – entre muitas outras coisas. Se tiver dúvidas, entre em contato conosco!

Software para Franquias - Peça sua Demonstração agora!