E-mail corporativo para franquias: como criar uma identidade para sua rede

O marketing digital alcançou proporções decisivas na maneira como empresas se comunicam com o público. Como posicionamento de mercado, marcas desenvolvem uma identidade online presente nas ferramentas digitais utilizadas – incluindo o e-mail. Saiba como definir uma identidade para sua empresa no e-mail corporativo, aprimorando a comunicação da rede

A forma de se fazer comunicação no mercado está mais diversa do que nunca. A transformação digital trouxe uma nova gama de canais a serem utilizados por empresas para atingir o público – a grande maioria deles, canais online. Seja nas redes sociais, ou nos mecanismos de busca, as estratégias de advertising trazem bastante visibilidade para a marca que as utiliza, pois fazem parte do cotidiano dos usuários. Tudo fica ainda mais fácil quando é possível direcionar conteúdo a um público potencialmente interessado, através dos algoritmos dos sites. Para redes de franquias, isso é muito conveniente, pois as informações são enviadas também por localidade. Mas, temos também que lembrar da importância da utilização do e-mail corporativo.
Há quem pense que o e-mail se tornou algo obsoleto. Muitos usuários, na verdade, detestam receber mensagens de empresas na sua caixa de entrada. Entretanto, se bem utilizado, o e-mail é um formato que faz toda a diferença no posicionamento de uma marca no mercado, bem como no lead nurturing – no cultivo do relacionamento entre a empresa e o consumidor em potencial. No franchising, e-mails auxiliam, e muito, na unificação da comunicação de redes.
As mensagens eletrônicas podem ser atraentes e gerar possibilidades interessantes para o público conectado. Para isso, precisam ser bem elaboradas e estar de acordo com a identidade da empresa. A Internet possibilita o desenvolvimento de uma identidade convidativa. Saiba como refleti-la no e-mail marketing.

Reconhecendo personas: para quem estamos enviando os e-mails?

O conceito de personas é simples e é muito utilizado no marketing digital, pois é necessário para o direcionamento de conteúdo a um certo público. Persona é um mecanismo que determina características de um perfil imaginário. No marketing, é determinado para tornar mais fácil a visualização de um público-alvo. Por exemplo: uma persona de uma empresa de carros de luxo poderia ser um homem, acima dos quarenta anos, milionário, que hipoteticamente também tem interesse em esportes caros de serem praticados e restaurantes de alto nível. Essas informações podem parecer irrelevantes para uma empresa que vende carros, mas na verdade, são uma forma de fazer com que a empresa se aproxime de potencial clientes por demonstrar que conhece – e que “gosta” de seus interesses.
Essa empresa poderia apostar em campanhas e promoções compatíveis com as características das personas estabelecidas. É uma forma de chamar a atenção dos usuários que recebem as mensagens – e no e-mail isso é essencial para a abertura e leitura. Reconhecer personas é saber para quem a empresa está enviando seus e-mails, afirmando assim, seu posicionamento e identidade a um público semelhante. Para determinar personas, é preciso fazer pesquisa e conhecer, de fato, o imaginário do público-alvo. Por isso o time de marketing da rede deve pôr a mão na massa e ir atrás desse conhecimento – através de análises de campo e de comportamento dos usuários nas redes sociais (sim, fazer o famoso stalk).

Definindo abordagem e linguagem: a figura da empresa na comunicação online

É importante que a rede conheça mais do que o perfil de seu público, mas que também, se conheça. Estar online é assumir um formato. Como a empresa se porta nas redes sociais e nos e-mails? Como responder mensagens? Qual a linguagem utilizada nas postagens? Como interage com os internautas? Tudo isso é comunicação e posicionamento de mercado. É a imagem que a marca está transmitindo para o usuário que está tendo contato com ela. Portanto, é importante que a abordagem e linguagem utilizadas sejam bem estabelecidas e façam sentido para o público-alvo.
Ambos têm total importância na criação de um bom e-mail. A abordagem deve ser concisa, direta, convidativa. A linguagem, deve estar de acordo com a linguagem do público. Não adianta uma rede de fast foods usar linguagem demasiadamente informal para informar promoções a seu público. Aí entra, também, a análise de persona. A linguagem da marca é a linguagem da persona.

Layout: a importância do visual agradável, convidativo e direto

Claro que essa parte não pode ser esquecida. Boa parte, talvez a maior dela, do aspecto convidativo e chamativo de um e-mail está em seu layout. Primeiro: o layout deve seguir, de certa forma, um padrão de identidade visual da marca, a fim de que o e-mail seja rapidamente reconhecido pelo usuário. Mas mais importante, é de que o layout seja claro: informação demais é problema para o usuário que gosta de ler rapidamente seus e-mails. A maioria dos usuários, friamente falando, é assim. Então, o uso de imagens (leves, para facilitar a abertura do e-mail), acima do uso de texto, é sempre um caminho a se seguir. O texto deve ser o mais sucinto possível.

Interação: proporcionando conteúdo interessante para os leads

Devemos considerar todo destinatário como um lead. Leads são usuários potencialmente interessados na marca. Quando a empresa possui seus e-mails, é que normalmente os deixaram em uma lista de e-mail de alguma página da loja; ou, quando realizaram alguma compra e registraram seus dados. O chamado lead nurturing nada mais é do que manter os leads ainda interessados no que a marca tem a oferecer. Nisso, o e-mail marketing é uma ferramenta de ponta. Os mais diversos conteúdos podem ser enviados via e-mail: de promoções, ao aviso de lançamento de novos produtos, a qualquer outra coisa que possa ser interessante para a persona. Por isso, é essencial que o time de marketing da rede coloque a possibilidade de interação como prioridade na elaboração de mensagens eletrônicas. A utilização de botões call-to-action, que direcionam o usuário a outra página, é uma ótima forma de deixar o e-mail mais curto e de trazer mais informação para quem navega.

A dica para pequenos empreendedores, iniciantes em franquias, é: invista em um bom e próprio provedor de e-mail. Isso passa mais seriedade para o público e padroniza a organização de e-mails.
Gostou do conteúdo? Então continue acessando nosso blog e leia mais postagens úteis para auxiliar você em meio a gestão de sua rede de franquias!