O padrão de qualidade de uma rede é garantido com avaliações periódicas. Entenda mais sobre o trabalho de consultores para a redução de perdas em franquias

Imagine o cenário: uma rede de franquias multinacional, com centenas de lojas espalhadas pelo mundo, bastante requisitada pelo público e com contato direto com o consumidor em seu atendimento. Empresas como o McDonalds e o Subway encaixam nesse cenário e elas têm em comum um fator: a padronização. Padronização do layout das lojas, do atendimento dos funcionários, dos produtos e da experiência em consumi-los. O cliente dessas marcas espera consumir o mesmo produto, com a mesma qualidade, independentemente da loja, cidade e estado em que está. A padronização das redes de franquias permite que isso aconteça. Mas, são comuns as reclamações de consumidores em relação à qualidade de determinadas lojas, mesmo que isso seja algo que não deveria acontecer. As falhas no controle de qualidade são frequentes, ainda mais nas grandes empresas.

Para evitar falhas e reduzir perdas em franquias, existem as auditorias. Em poucas palavras, são avaliações, que acontecem periodicamente, nas unidades de uma rede. Avaliações que visam a análise da produtividade dos funcionários, da eficiência do franqueado e das condições da loja. Esse trabalho é feito por profissionais especializados, contratados pelo franqueador – os consultores de campo. Responsáveis por viajar entre as unidades, os consultores colocam a prova o dia-a-dia das várias partes de uma rede.

Auditorias: por que organizar avaliações periódicas de unidades?

Para manter uma padronização, é necessário ter padronização. Por isso, é fundamental que o franqueador, juntamente aos consultores de campo, organize um formato padrão de realização de auditorias, que envolva todos os aspectos essenciais das lojas: produção, atendimento aos clientes, relacionamento entre funcionários e franqueado, condições físicas da loja. É essencial que o mesmo programa de auditorias seja realizado por todos os consultores, os quais normalmente são encarregados de determinadas regiões. Assignar regiões de unidades a consultores selecionados é diminuir gastos de locomoção e tornar mais rápida a análise das lojas.

Os consultores são contratados pelo franqueador de acordo com a necessidade da empresa. Quanto maior a rede, mais trabalho – então, mais profissionais devem ser contratados. Ter um programa bem definido de auditorias é a garantia de que os problemas das unidades serão reconhecidos, a fim de que as providências necessárias para as melhorias sejam tomadas, por mais longe que as unidades estejam umas das outras. Afinal, muitas vezes, as questões a serem solucionadas nas unidades são bem semelhantes. Falhas nas máquinas utilizadas, mal atendimento ao consumidor: tudo isso pode ser observado pelo consultor e tudo isso é suscetível a acontecer em qualquer unidade de uma rede.

É indispensável que as auditorias aconteçam com uma periodicidade também definida. Caberá ao franqueado definir a frequência, que recomendavelmente é mensal, a fim de que seja observada a evolução das unidades e de conferir se os problemas persistem. Em meio a periodicidade, também existe o acompanhamento das avaliações, por parte do franqueador. Afinal, o trabalho dos consultores vai além da auditoria. As informações devem ser repassadas à direção da rede, a fim de diagnóstico de possíveis problemas. As auditorias, juntamente às reuniões entre consultores e franqueadores, acabam sendo uma forma de não apenas manter a padronização de uma companhia – mas também, de evitar futuras complicações e crises.

Checklists: facilitando auditorias com a CENTRAL DO FRANQUEADO

Uma ferramenta bastante utilizada no franchising para a realização de auditorias é a elaboração de checklists. Elas, nada mais são do que listas com itens a serem conferidos. Nesses itens, encontram-se os pontos de análise das lojas. As checklists normalmente são organizadas por segmentos (“Atendimento ao cliente”, “Estrutura da loja”) e são bastante práticas e de fácil visualização.

Por mais que a produção manual de checklists funcione, os riscos são maiores. Dados podem ser perdidos. Além disso, o franqueador não tem acesso instantâneo às planilhas dos consultores. Esse é mais um dos casos que pode ser auxiliado pelo uso da tecnologia. Hoje, alguns sistemas facilitam a produção e o compartilhamento de informações em empresas.

Já pensou em possibilitar o acesso de checklists a qualquer lugar, para toda uma rede de franquias que funciona em diferentes cidades? A plataforma da Central do Franqueado busca auxiliar todo franqueador e franqueado a manter a qualidade de sua rede no módulo ‘Qualidade’, o qual possibilita a criação de checklists e a organização de arquivos de auditoria. Rapidez e eficiência na padronização da sua empresa, com um sistema totalmente online. Entre em contato e saiba mais!