Diversos fatores são responsáveis pelo controle de qualidade de unidades de uma rede de franquias: um deles diz respeito aos PDVs. A apresentação das lojas e sua sincronia é fundamental para a execução de campanhas e para o próprio posicionamento da marca no mercado. Como auditorias, em seu trabalho de avaliação das unidades, podem fazer seu melhor?

Não existe cliente que não repare na organização da loja que está visitando. Do layout, ao atendimento dos funcionários: tudo está sujeito à análise do potencial comprador. E entrar em uma loja é o maior contato que o consumidor pode ter com o posicionamento da marca em questão – no chamado PDV (sigla para ponto de venda), a empresa se posiciona com o objetivo direto de convencer pessoas e de mostrar quem é no mercado. Se, pelo olhar do consumidor, a análise da loja não é positiva, a empresa acaba tendo um obstáculo criado por si mesma para vender.

Uma coisa é certa: o ambiente de uma loja influencia diretamente no processo de venda e compra. Por isso, em meio à gestão de qualquer empresa, são elaboradas estratégias de merchandising e trade marketing, que visam a organização do ambiente das lojas de uma empresa – visando a melhor experiência para o visitante e, é claro, organizando os produtos de forma que sua escolha seja até mesmo induzida. Desde o posicionamento de produtos de conveniência próximos ao caixa, à implantação de anúncios de promoções em mesas de restaurantes, a manutenção de estratégias de merchandising em um PDV pode fazer toda a diferença nas vendas da empresa. Claro que a situação também se aplica para redes de franquias, nas quais o trade marketing tem total importância.

Clientes de uma rede de franquias, quando visitam unidades diferentes da empresa, esperam a mesma qualidade de serviço, dos produtos e, também, das lojas. Por isso, a organização dos PDVs de uma rede e a implantação correta e padronizada das estratégias de trade marketing nas unidades é algo imprescindível para o controle de qualidade da marca. Unidades que não respeitam as normas estabelecidas pela empresa estão sujeitas a perderem clientes por não oferecerem o esperado a eles. Nisso, entra o trabalho da auditorias em PDV, as quais têm papel fundamental na análise de lojas de redes de franquias. Mas, como garantir que o trabalho das auditorias seja o melhor possível para a empresa? O que pode ser feito para otimizar a análise de unidades que estão muito distantes umas das outras?

Auditorias em franquias: o que são e qual sua função?

Toda empresa necessita de um núcleo responsável pela avaliação de seus pontos de venda. Em uma rede de franquias, tal avaliação adquire um caráter ainda mais importante, que é a manutenção do controle de qualidade da companhia. Logo, o franqueado não pode deixar de ter a sua disposição, profissionais que realizem o trabalho de ir, presencialmente, às unidades da franquia – afinal, esse é um trabalho que demanda tempo e muita organização. É impossível que o próprio franqueado encontre espaço em sua agenda para viajar entre as cidades que abrigam as lojas. Nisso, entra o papel dos profissionais de auditorias.

As auditorias em franquias, feitas por consultores de campo, são a então análise dos PDVs da rede, a qual normalmente é organizada em tópicos, que dizem respeito à apresentação da loja, à organização de materiais promocionais e a até mesmo à atividade da equipe. O papel de consultores em auditorias é, através dos itens a serem avaliados, analisar se as regras e metas estabelecidas pela empresa estão sendo cumpridas. Dessa forma, é posta em observação a eficiência do franqueado e dos funcionários em cada unidade, para que o franqueador tenha feedbacks e tome as providências necessárias para o melhor funcionamento das lojas da franquia. A frequência da realização das auditorias dependerá da demanda da empresa, mas é importante que seja sempre bem agendada, até porque os consultores deverão se locomover entre unidades situadas em diferentes regiões.

A primeira ideia que pode vir à cabeça é de que a análise de auditoria é feita através de anotações e listas. De fato, é assim que se repassa informações aos franqueadores. Porém, muitas empresas ainda não modernizaram seus métodos – o que resulta em auditorias falhas, cujas informações obtidas se perdem, ou se alteram, no meio do caminho. Por isso, pensar em otimização de auditorias em franquias é pensar na manutenção da padronização da mesma, da forma mais certeira possível.

Como o trabalho de auditorias pode ser modernizado e otimizado em franquias?

É impossível não considerar o online quando usamos as palavras ‘modernizar’ e ‘otimizar’. Mas, por que não se render às facilidades proporcionadas pela tecnologia? E considerando uma rede de franquias, que necessita de uma comunicação integrada feita à distância, não há nada melhor do que a Internet para unificar processos e torná-los mais práticos – ainda mais em auditorias, que acontecem em unidades espalhadas nos mais diversos territórios, quanto maior a empresa.

Não é à toa que muitas redes de franquias já apostam em sistemas online para a realização de auditorias. Claro, o trabalho do consultor de campo ainda é indispensável, pois ele é quem estará presente e realizará, de fato, a observação. Mas tomar notas em uma plataforma online, cuja capacidade de armazenamento e edição é incomparável, é uma evolução necessária para qualquer rede. A elaboração e o preenchimento de checklists nesses sistemas significa velocidade e acessibilidade. Além de tudo, uma plataforma pode organizar de forma muito melhor os tópicos a serem analisados, entre eles questões envolvendo campanhas, o aspecto das lojas, o estoque dos produtos e a entrega de serviços pelos funcionários. A frequência das auditorias também pode ser aumentada e facilitada, devido à possibilidade de edição e atualização das informações adquiridas.

Estratégias de trade marketing e merchandising em franquias são efetivamente aplicadas com auditorias que funcionam e avaliam o que deve ser corrigido. A otimização online desses processos traz mais resultados – e a plataforma da Central do Franqueado é uma das opções mais abrangentes do mercado. Com um módulo chamado ‘Qualidade’, voltado especificamente para a realização de auditorias, é possível a aplicação de checklists e de planos de ação ao franqueado que, por primarem a manutenção do padrão de qualidade da rede, acabam sendo as táticas responsáveis por entregarem os melhores produtos e serviços ao consumidor final. Quer saber mais sobre o sistema? Entre em contato conosco!