O papel de instituições de indivíduos na nossa sociedade é, principalmente, buscar pela representatividade de grupos. Entidades com esse viés existem em todos os âmbitos – inclusive no franchising. A Associação Brasileira de Franchising tem o objetivo de promover a cultura das redes de franquias no Brasil. Saiba mais sobre a importante organização

Ser reconhecido, na sociedade tão regrada que vivemos, é uma questão de conquista. Essa afirmação diz respeito principalmente ao âmbito profissional e ao mercado. Quanto mais o tempo passa, mais exigentes empresas e consumidores ficam – e quem está por trás disso, ou seja, os profissionais que mantêm companhias de pé, devem então buscar mais qualificações. Da mesma forma, a empresa como um todo deve sempre buscar oferecer o produto ou serviço mais próximo da vontade do consumidor. Ambos devem conquistar seus méritos. Para empresas e profissionais, o maior obstáculo é lidar com a competitividade e a grande oferta. Em relação ao primeiro, isso diz respeito à competitividade entre marcas. Já ao profissional, às possibilidades de trabalho levando em conta suas qualificações: qual segmento do mercado é o melhor para eu atuar? Onde posso desenvolver meu potencial como empreendedor da melhor forma?

A moral disso tudo é que o mercado é um mundo de possibilidades, as quais nem todas são a melhor escolha. Em meio a essas escolhas, estão as maneiras de se gerir uma empresa, para que ela obtenha mais sucesso levando em conta seu perfil. O franchising é uma dessas formas. Aliás, o estilo de gestão em franquias só cresceu desde que surgiu e hoje é uma meta para muitos empreendedores. Mas, pensando nisso: como o franchising conquistou seu reconhecimento como forma de se fazer negócios? Como, no mundo de possibilidades do mercado, o franchising encontrou seu destaque e hoje é reconhecido como um modelo vantajoso e eficaz para empreendedores e empresas?

Aí entra o papel de uma instituição que promove ideias. Há três décadas, a Associação Brasileira de Franchising (ABF) vem sendo uma força para o desenvolvimento do panorama da redes de franquias no Brasil. Como toda instituição, é constituída de pessoas que buscam pela representatividade do seu grupo. Em seus anos de história, a mobilização dos membros da ABF gerou conexões importantes com a sociedade e governo brasileiros, as quais são fatores fundamentais para que o crescimento de redes de franquias fosse visto como algo vantajoso para consumidores, para profissionais e, consequentemente, para a economia do país.

Preparamos este post para que você, independentemente de sua ocupação ou objetivo, saiba mais sobre o trabalho da ABF. Também, para que reconhecendo a associação, também reconheça a importância do franchising para a economia brasileira. Vamos lá?

O que (quem) é a ABF?

Criada em junho de 1987, a ABF – sigla para Associação Brasileira de Franchising -, apareceu com muito motivo. A tecnologia se desenvolvia muito rapidamente na segunda metade do século XX e isso acarretava nas mais diversas mudanças, entre elas, na maneira de se pensar em produção e gestão de empresas. A globalização também abraçou o mercado que, graças a tecnologia, perdia cada vez mais suas fronteiras. Antes, falar de internacionalização era pensar apenas em companhias gigantes, como a Coca-Cola. Mas, com o surgimento de métodos mais eficientes de comunicação, novas maneiras de desenvolvimento de empresas surgiram. O franchising é uma delas. A ABF viu no franchising, e no Brasil, muito potencial.

Em suas três décadas de atividade, a ABF reuniu franqueadores, franqueados, consultores e outros profissionais envolvidos na área, visando divulgar a prática do modelo de franchising no Brasil, para que fosse reconhecido por empreendedores e pelo governo, encontrando assim, desenvolvimento. A Associação não tem fins lucrativos e conta com mais de 3 mil associados. É uma instituição de suma importância no mercado brasileiro, por seu caráter engajador e também por sua contribuição para pesquisa. A ABF realiza diversos eventos que reúnem profissionais de todo o Brasil e do mundo, além de reunir Pesquisas Trimestrais de Desempenho do Setor de Franquias no País, por exemplo – que traçam o perfil da indústria e situam seu contexto na economia brasileira. Esses são apenas dois fatores que exemplificam a importância da Associação.

Importância da ABF: uma questão de mercado, economia e sociedade

São muitas as importâncias da atuação da ABF para o franchising brasileiro. Na verdade, a Associação é uma referência mundial no que diz respeito à conquista de representatividade e direitos dessa forma de gestão de empresas. O Brasil possui uma lei específica que diz respeito ao franchising, a qual rege há mais de duas décadas as normas do relacionamento profissional entre franqueador e franqueado. Lei conquistada graças ao engajamento da Associação, que ao aproximar-se do Governo Brasileiro, tem o objetivo de determinar políticas para o melhor desenvolvimento das redes de franquias no país, de mãos dadas à economia. Afinal, o crescimento de empresas significa mais oportunidades de trabalho e, sendo a expansão do franchising feita em outros territórios, também é gerada a distribuição de renda em mais regiões do país.

A presença da ABF é uma força de desenvolvimento do mercado do franchising, que consequentemente gera crescimento à economia do Brasil e, também, à sociedade. Além da possibilidade de novos empregos para trabalhadores (o número, de acordo com dados da própria ABF, é de 1,193 milhões em 2017) incentivar a instalação de franquias é ampliar a oferta de mercado – o que é muito interessante para o consumidor. Hoje, são aproximadamente 146 mil unidades de franquias espalhadas pelo território brasileiro. O faturamento do mercado aumentou em 8% em relação ao ano anterior, e é de cerca de R$163 bilhões. Entre esses, estão outros dados animadores, todos recolhidos pela Associação, a cada ano.

Mas, o que impulsiona realmente o engajamento de uma Associação que tem méritos em todos esses dados? Com certeza, o fato de que o franchising, mais do que qualquer outro formato de negócio, é um estilo de gestão que depende fortemente do esforço e da comunicação humana para prosperar. Não há sinergia em redes de franquias sem um bom relacionamento entre franqueadores e franqueados, os quais podem estar a milhares de quilômetros de distância. Para empreender em uma rede de franquias, é necessário saber comunicar, reportar o que está acontecendo. Por isso que a ABF é uma instituição tão sólida: seus associados reconhecem a importância da participação para a prosperidade.

Relevância: o legado da ABF no franchising nacional e mundial

A ABF, de fato, é uma referência como Associação para outros países. Faz parte do World Franchise Council (WFC), o qual considera o Brasil  como o quarto maior mercado de franquias do mundo. Também, tem laços co-fundadores com a Federación Iberomamericana de Franquias (FIAF) e é membro da International Franchising Association (IFA). No Brasil, é fortemente ligada ao SEBRAE – parceria que resulta em diversos programas e materiais relevantes para empreendedores. Todas essas participações são importantes para a qualificação do trabalho da Associação, que se estende à realização de grandes eventos, voltados para redes expositoras e visitantes interessados no universo do franchising.

O principal evento organizado pela Associação é o ABF Franchising Expo. Juntamente com a ABF Franchising Week, acontece anualmente, sendo um espaço para empreendedores apresentarem seu trabalho para um público que vem de todo o Brasil; e também para vivenciar experiências com os profissionais mais especializados da área. Neste ano, acontecerá em junho, em São Paulo. A Central do Franqueado participou da última edição e garante: vale a pena o investimento.

Este foi um panorama geral a respeito da Associação Brasileira de Franchising, a qual deve ser conhecida por todo empreendedor interessado no mercado brasileiro de franquias. Para saber mais sobre a ABF, acesse o site oficial – o qual traz mais dados sobre a situação atual do franchising no brasil, bem como notícias relevantes sobre o mercado e muito mais.