Benchmark em franquias: a importância de conhecer seus concorrentes

O mercado de franchising é um mercado de ampla concorrência. A todo momento surgem startups com tecnologias que oferecem produtos e serviços com tanta qualidade (ou mais) do que empresas já consolidadas. Saiba o que é benchmark e como competições podem se manter acirradas

Empreender é estar sujeito ao imprevisível. O mais experiente empreendedor, com a mais tradicional empresa, pode um dia ficar para trás. Isso porque o consumidor não tem piedade – está em busca do produto que mais lhe oferece vantagens. Marcas já consolidadas já não são mais tão valorizadas em um mercado que se torna mais competitivo com o passar dos anos, ao passo que novas tecnologias surgem e startups encontram seu espaço, por oferecerem inovação a consumidores. Está a frente quem mais entende as necessidades e desejos de seu público-alvo e utiliza das tecnologias do momento para melhores resultados.

No franchising, isso não é diferente. Pelo contrário: redes de franquias competem muito mais entre si. Afinal, seu alcance a consumidores é maior, possuem mais recursos financeiros e mais visibilidade ao público. Uma simples campanha pode mudar o rumo de uma rede que vinha perdendo espaço. Novas tecnologias, então, podem revolucionar a eficiência e a qualidade dos produtos e serviços de uma companhia. Fica prejudicado quem não está a par das novidades.

Nisso, entra a prática do benchmarking. O benchmarking em franquias pode ser decisivo para a sobrevivência de uma rede. Preparamos este post para que você entenda um pouco mais sobre o assunto.

 

Benchmark: evolução por comparação

Mais um entre muitos termos de negócio vindos do inglês, benchmark significa, basicamente, referência. Mas no âmbito de mercado, talvez seja mais fácil explicar o conceito utilizando uma palavra menos bonita: comparação. Ressaltamos sempre a importância de conhecer a concorrência quando está se gerindo um negócio. Porém, mais do que conhecer, é importante levar em consideração algo importante: como a minha empresa está em comparação aos meus concorrentes? Como, como gestor, estou me sentindo? Estou em uma competição justa, ou estou muito atrás de negócios que estão conquistando muitos clientes?

Benchmark encontra a raiz na comparação para que uma empresa busque, no mercado, as tecnologias e processos de produção que estão em alta. É descobrir e analisar o que está dando certo na concorrência e integrar isso na empresa. Por mais que a tecnologia, muitas vezes, acaba sendo o centro de análise da prática do benchmarking, as mais simples políticas de trabalho muitas vezes fazem a diferença na produtividade de um negócio e podem ser aderidas. Independentemente, o objetivo é trazer evolução e nivelar a concorrência, através da vantagem competitiva – aliando o que funciona nas outras empresas com os diferenciais da minha.

Entretanto, muito cuidado. Comparações podem se tornar negativas no momento em que você toma decisões que não são compatíveis com o perfil da sua empresa. Não é porque uma ação de determinado concorrente deu certo que no seu negócio ela terá o mesmo efeito. No benchmarking, é fundamental considerar os objetivos da empresa, os produtos que oferece e seu posicionamento no mercado. É essencial que a identidade de marca seja mantida.

O que pode ser feito em benchmark em franquias?

O benchmark é uma técnica utilizada desde sempre no mercado, mesmo que não fosse conhecida dessa forma. Afinal, o mercado sempre se moldou de acordo com o que está agradando mais o público consumidor. Isso vem desde os pequenos comerciantes, que definem preços através da observação de seus concorrentes, a grande redes de franquias, que criam campanhas agressivas a fim de conquistarem clientes de outras marcas. O franchising é um mercado extremamente competitivo, pois consiste em empresas que atuam, com suas unidades, em diversas localidades. Portanto, também acabam existindo muitos outros motivos de comparação entre redes.

É claro que a análise de benchmark de franquias concorrentes leva em conta o que qualquer empresa visualizaria. Entretanto, o franchising é um mercado mais complexo, que envolve o funcionamento de muitas unidades em localidades distintas, em meio a um plano de expansão e ao controle de qualidade das unidades. Talvez, esse seja o principal motivo para se fazer benchmark em franquias, pois sem a padronização da qualidade, uma rede começa a perder clientes para seus concorrentes. De qualquer forma, os cinco principais motivos para benchmarking em franquias são estes:

  1. Em relação à tecnologia de produção;
  2. Em relação às políticas de trabalho e atendimento;
  3. Em relação ao controle de qualidade e programas de treinamentos à franqueados;
  4. Em relação às estratégias de expansão;
  5. Em relação às campanhas de produtos.

O auxílio de consultorias especializadas em pesquisa de mercado é uma mão na roda na realização de benchmarking no mercado do franchising, principalmente para redes iniciantes. Como gestor, nunca deixe de considerar a ajuda de terceiros para aplicar alterações significativas nos processos de sua empresa.