Série: Inovação no Franchising – Internet das Coisas: conectando sua franquia à vida das pessoas

A funcionalidade da Internet está cada vez mais inserida no nosso cotidiano – e o IoT é um exemplo disso. Faça sua rede de franquias entender os consumidores

Por mais piegas que pareça a afirmação de que a internet está dominando o mundo, tal constatação nunca fez tanto sentido. Foram-se os tempos onde unicamente através do computador e do smartphone que a rede influenciava a sua vida e rotina. Agora, a Internet está nas coisas. No relógio que você usa, no tênis que você calça. Na conexão wi-fi que facilita os mais diversos tipos de serviços dentro da sua casa.

A chamada Internet of Things (em português, “Internet das Coisas”) faz conexões entre objetos do nosso cotidiano com a rede, através do uso de sensores RFID. Tal conexão proporciona a sincronização entre os objetos, a qual possibilita a troca de informações, o uso de novas funcionalidades, a integração entre dispositivos diferentes, enfim. Exemplos básicos são todos aqueles apps de smartphone que servem para controlar e gerenciar algum outro pertence seu.

Nessa troca de informações entre dispositivos, é facilitado o compartilhamento de status para outros locais da rede – incluindo, redes sociais. Ou seja: a IoT é uma via dupla. Da mesma forma que a rede se insere no seu cotidiano, sua rotina se torna parte do mundo virtual como conteúdo. É aí que as maiores empresas do mundo (ex.: Microsoft, Intel) encontraram uma brecha para intensificar a presença da marca no dia-a-dia das pessoas. O investimento em softwares de conectividade, primando pelo chamado “consumo inteligente”, tem um crescimento de 15% a cada ano.

 

A Internet das Coisas nas redes de franquias

Obviamente, as redes de franquias não estão de fora dessa tendência. A Internet das coisas possibilita a automação de processos e serviços de um jeito que nunca havia existido. Também, a sincronização de informações permite uma melhor e mais aprofundada análise do perfil de consumidores e usuários. Isso faz toda a diferença em como a abordagem do marketing da marca é feita. Estar conectado aos dispositivos de consumidores em potencial é ter em mãos um conhecimento muito grande sobre seus interesses e práticas. Portanto, a Internet das coisas faz possível a criação e emissão de conteúdos direcionados especialmente para determinados clientes.

Sendo a experiência do cliente o foco da abordagem das empresas no mercado atual, as técnicas de IoT estão vindo com tudo. Afinal, elas promovem rapidez e eficiência em serviços, para consumidores que buscam por isso. A expansão do e-commerce também é um cenário favorável para o uso da Internet em processos de compra e entrega. A compra de produtos através de aplicativos em dispositivos móveis é uma praticidade ideal para toda a empresa, pois são diversificadas as formas de pagamento, diminuídas as filas de compra e eliminadas burocracias desnecessárias.

A Internet das Coisas também pode fazer a diferença no âmbito interno de redes de franquias. Tanto a automação, como a praticidade de processos, são fatores que facilitam a padronização e o controle de qualidade da produção. Além do mais, por ser mais estreita a conexão entre consumidor e empresa, se torna muito mais fácil ter noções de produtos a serem produzidos em maior escala, a fim de garantir estoques.

Investir em Internet das Coisas sai muito caro?

Você deve estar pensando que para colocar em prática a ideia de Internet das Coisas, a empresa deverá tirar do caixa uma grande quantia de dinheiro. Na verdade, não necessariamente. Os mais pequenos negócios podem, inclusive, pensar em Internet das Coisas para alavancar as vendas e conquistar públicos.

A grande chave para isso é a criatividade. Uma conexão wi-fi pode fazer milagres. Sabe quando você está em um lugar público, procurando por um sinal de wireless – e quando encontra um sinal aberto deve cadastrar um usuário para acessá-lo? Esse é um exemplo básico de IoT. Muitos estabelecimentos fazem uso dessa tática para que, oferecendo o serviço de wi-fi ao cliente, em troca o mesmo deverá fornecer suas informações. As informações são valiosíssimas para a empresa, pois é através delas que são mapeados os perfis dos consumidores – e posteriormente, planejadas ações de marketing pensadas neles. Também podem ser mapeadas as taxas de conversões de vendas, por exemplo.

Em um mercado competitivo, a Internet se destaca como meio para se fazer comunicação e marketing de qualidade. Em uma rede de franquias, plataformas virtuais são ótimos canais de organização e gestão. Entretanto, direcionar campanhas muitas vezes pode ser um quebra-cabeça; bem como um sistema não é vantajoso se mal trabalhado. A IoT está aí para resolver os quebra-cabeças do marketing – e a Central do Franqueado está a sua disposição para que você usufrua de uma plataforma completa e integrada de gestão de franquias. Quer saber mais? Então conheça nossos módulos!