Existem diversos modelos para expandir uma empresa, um deles é por meio de franquias. Mas como começar?

Como saber se minha empresa está preparada para ser uma franqueadora e se realmente este é o melhor modelo para expansão? Essa é uma pergunta que todo empresário deve se fazer antes de expandir.

Franquear pode ser um dos métodos mais rentáveis para expandir um negócio. É a possibilidade de ter o mesmo modelo, com todas as características adquiridas, vivas e presentes em diversas regiões. É quando as pessoas gostam tanto do que sua empresa faz, que querem ter uma loja, um modelo ou querem comprar o produto ou serviço que seu negócio vende. Mas, como saber se minha empresa está preparada para ser uma franqueadora e se realmente este é o melhor modelo para expansão? Essa é uma pergunta que todos os empresários devem se fazer antes de expandir.

Primeiro você tem que saber se é através de franquias que seu negócio vai expandir. Como já falamos, franquias é um dos métodos; porém, existem outros, como abrir uma filial, vender licenças do seu produto, unir-se com outras empresas através de redes de cooperação, fazer uma fusão ou aquisição, comércio eletrônico e outros. Então, estude bem esses meios para fazer a melhor escolha. Errar no processo de expansão pode ser fatal.

Se após essa análise você evidenciar que franquias é o melhor para sua empresa, é importante saber se seu negócio vai bem, saber se o seu serviço ou produto é bem aceito no mercado, fazer um estudo de viabilidade econômica e financeira e prever investimentos em horas para estruturar o modelo de franquias. Não é apenas validar e sair vendendo, precisa-se de tempo para montar processos, estruturar manuais, elaborar circular de oferta de franquias (COF) e tantas outras etapas importantes.

Um outro detalhe é saber para onde você quer expandir. Fazer uma boa escolha de local, pode lhe ajudar muito a ir testando, reajustando o modelo e a encontrar formas confiáveis de abastecimento, mantendo a qualidade e logística do produto/serviço. Imagine que você já vendeu sua franquia para outro estado: talvez fique mais difícil de saber como as coisas vão indo e se seu franqueado está seguindo o roteiro. Além disso, sem saber se existiam fornecedores aptos e ágeis para atender a empresa. Expandir para lugares mais próximos pode facilitar o início da franqueadora. Mapeie bem para não fazer escolhas erradas. Estar presente onde não tem demanda e onde os insumos se tornam mais caro, não traz lucro.

Ainda, lembre-se que você está colocando em risco a nome da sua empresa no processo de expansão. Tudo precisa estar minimamente calculado, para correr os riscos mínimos. Por isso, anote mais um item para deixar no seu radar: Gerenciamento da rede de franqueados! São os franqueados que levam a marca do seu negócio para outros clientes, onde estes serão promotores ou detratores da sua marca. Você precisa ter em mente que uma boa rede de franqueados não se faz da noite para dia. É preciso tempo para que o relacionamento entre o franqueador e franqueado  se estreite e que os franqueados se sintam parte da rede. Isso facilita e ajuda muito o processo de troca de ideias e pode lhe ajudar no direcionamento da estratégia da rede. Um franqueado engajado vai lhe dar bons frutos.

Além disso, você pode procurar por mais informações com profissionais qualificados para ajudar na construção e ideação da sua rede de franquias. O SEBRAE/RS, por exemplo, possui ações voltadas para esse mercado.

Esse texto foi criado por Túlio Josué Pinheiro dos Santos, coordenador do programa Franquias RS do SEBRAE/RS.