É impossível que você nunca tenha ouvido falar o que é “franquia”. Vivemos em uma sociedade caracterizada por um mercado competitivo, instável e globalizado, estando as franquias inseridas nesse meio. Leigos no assunto normalmente sabem que elas são espécies de empresas que estão espalhadas em várias cidades. Mas, como elas funcionam? O que faz elas serem franquias? E porque elas estão aparecendo cada vez mais no mundo dos negócios? Preparamos um post para explicar aspectos sobre esse importante conceito, a fim de que você, sendo empreendedor ou não, entenda mais a respeito do modelo que revolucionou a maneira de vender produtos ou serviços. Vamos começar?

O que é uma franquia? Como elas surgiram?

Todas as franquias são empresas, mas nem todas as empresas são franquias. Isso porque não existe franchising sem que exista uma marca com uma experiência considerável no mercado, que tenha uma gestão estabelecida e um público-alvo desejado. Indo mais direto ao ponto: uma franquia é uma empresa cujo proprietário, após desejar expandir suas atividades para outras regiões e ter capacidade para isso, concede a outros empreendedores o direito de uso da sua marca para a instalação de novas unidades.

Redes de franquias são arranjos comerciais nos quais a franqueadora (proprietário) concede ao franqueado (novos empreendedores) uma franquia (unidade) do seu negócio. O modelo é uma espécie de clonagem do negócio em diferentes locais, pois proporciona o mesmo tipo de serviço, o mesmo conceito e a mesma imagem da marca nas diversas unidades espalhadas pelas regiões de atuação. O objetivo principal do franchising é o sucesso: ter uma expansão bem-sucedida, sustentável e administrável de uma empresa. Ao possibilitar a entrega do mesmo serviço em distâncias internacionais, ele proporciona dimensões inimagináveis do crescimento de uma marca.

Existe uma grande variedade de negócios e ramos de atividades neste sistema, que surgiu nos Estados Unidos, por volta dos anos 1850. Por incrível que pareça, a pioneira no modelo foi a Singer Sewing Machine Company – uma fabricante de máquinas de costura sediada na região de New England, que passou a outorgar licenças de uso da marca e de seus métodos para comerciantes que estivessem interessados em revender seus produtos em outras regiões do país. Interessante, não? Desde sempre o franchising se mostrou versátil e abrangente: se você oferece um produto de qualidade, independente do que ele seja, você já tem potencial para divulgá-lo nos quatro cantos do planeta: com as estratégias certas de gestão, claro. Se você quer saber mais, lei o artigo sobre a história do franchising no mundo.

Anos depois, o sistema passou a ser levado realmente a sério quando foi adotado pela General Motors e pela Coca-Cola, que aliás, é atualmente a maior empresa do mundo. A GM criou o conceito de “concessionária de veículos”, enquanto a Coca-Cola iniciou com as franquias de produção e fabricação, oferecendo licenças para que empresários pudessem produzir e comercializar seus refrigerantes em outros locais. Não deu outra: o sucesso estrondoso da bebida serviu de exemplo para que muitos outros empreendedores também quisessem aderir ao modelo de franquias. No Brasil, a primeira franquia surgiu em São Paulo, em 1954, com a escola de idiomas Yázigi. Hoje, a maior rede do país é a rede d’O Boticário, que possui cerca de 3800 lojas espalhadas pelo território nacional. Saiba mais sobre a história do franchising no Brasil.

 




 

Como funciona uma franquia

Como explicamos rapidamente anteriormente, uma franquia funciona através da licença de uso da marca, concedida do franqueador para um franqueado. Pois então, isso não para por aí. Após acertarem o negócio, o franqueador e o franqueado deverão alimentar um relacionamento, baseado em uma espécie de hierarquia e na comunicação eficiente entre as partes. Hierarquia, pois apesar de atuar como autônomo, o operador estará fazendo uso de uma marca que não é dele para conquistar seus lucros pessoais – e isso implicará em uma série de taxas a serem pagas, como a taxa de franquia e os royalties, que passarão parte do lucro da unidade da franquia para a sede da empresa. Comunicação, pois sem ela, não existe o funcionamento das lojas e a padronização do serviço. Sem a padronização, não existe franquia, pois a empresa deve oferecer o mesmo em todas as suas unidades. O franqueador deve transmitir todo o seu conhecimento técnico e de marketing para o franqueado, para que a gestão seja uniforme e para que a rede não se fragmente.

A transmissão de conhecimento acontece através dos treinamentos para franqueados, que podem ocorrer de forma EAD ou presencial. O objetivo é preparar o empreendedor para que ele conheça profundamente a marca, sua estrutura, seu modelo de negócio e para que tenha o know-how necessário para levar o negócio adiante. Os treinamentos são o início da relação entre franqueador e franqueado – relação que, se bem-sucedida, terá uma grande longevidade. Ela é uma questão chave para que haja o crescimento real de uma rede.

Diferenciais que fazem o franchising ter expressividade no mercado

Pensando nisso, conseguimos chegar em uma conclusão no que se diz respeito ao sucesso do modelo de franchising no mercado. Os diferenciais do sistema são muitos e oferecem diversas vantagens a empreendedores das mais diversas idades, experiências e segmentos. O franqueado, ao aderir a um negócio já experimentado e prestigiado, inicia uma gestão com menos riscos e mais conhecimento. Também, existe uma troca de experiências constante entre parceiros, incluindo o acesso a métodos profissionais de gestão e operação, bem como o marketing cooperado com a rede e a indicação de fornecedores e equipamentos. O empreendedor, como franqueado, se sente mais seguro e norteado. O dono, como franqueador, não se responsabiliza por uma quantidade absurda de trabalho. Além disso, os investimentos realizados são mais certeiros e servirão sempre para o fortalecimento da marca, descentralizando as gestões e potencializando a eficiência da operação. Alguma dúvida de que o franchising é vantajoso?

Quer saber mais sobre o assunto? Então dê uma navegada pelo nosso blog e baixe nossos e-books! A Central do Franqueado oferece bastante informação para você, que se interessa pelo franchising e que pretende embarcar na jornada de ser franqueador ou franqueado.