O Franquias RS está entrando em sua segunda fase de funcionamento e pretende atender de 15 a 35 empresas durante o ano de 2017.

Criado pelo SEBRAE/RS em 2016, com parceria da Associação Brasileira de Franchising (ABF) o Franquias RS é um projeto cujo objetivo principal é auxiliar empreendedores interessados em tornar sua empresa em uma rede de franquia. Através de apoio técnico e do fornecimento de informações, seu foco durante a primeira fase do processo foi de analisar o potencial de franqueabilidadedas empresas inscritas, a partir do Programa de Capacitação em Franchising da ABF.

Em 2017, o programa inicia com sua segunda fase, que visa a estruturação das franquias das empresas que obtiveram resultados favoráveis no ano anterior. De acordo com Rodrigo Baierle Silva, Gestor do Programa Franquias RS, a fase dois consistirá em consultorias realizadas com cada pequena empresa que tenha tido a validação de que seu modelo de negócio poderia ser expandido para o formato de franquia. A decisão de evoluir o projeto surgiu puramente com a intenção de contribuir para a entrada de novas rede gaúchas no mercado. “Se ficássemos somente na fase um, não saberíamos de fato o quanto estamos contribuindo para o fortalecimento do segmento de franquias no estado”, diz. Para ele, o estado do RS possui um grande potencial para novos modelos de negócio.

A parceria com a Central do Franqueado surgiu na nova fase e promete ser bastante vantajosa para ambos os lados. A relação será voltada principalmente em questão a estratégias de marketing digital, com a divulgação do projeto através de listas de e-mail e da produção de LandingPages para captar empreendedores interessados, bem como pela postagem de conteúdos nos blogs e pela elaboração de e-books com informações relevantes, a fim de tornar mais prática e de fácil acesso a captura de know-how. O acordo trará visibilidade à Central, empresa que iniciou seus trabalhos em 2015 e que proporciona uma plataforma completa de gestão de franquias. Futuramente, a ideia é de que as redes participantes do programa terão acesso gratuito à plataforma durante um período inicial.

Rodrigo Baierle ressalta que os resultados esperados durante a segunda fase do programa, com o apoio da Central do Franqueado,  são de que 70% das empresas cheguem ao final do ano com as franquias prontas para serem vendidas. Vale lembrar que a fase um também estará acontecendo simultaneamente – a expectativa é de que 100% dos empreendimentos evoluam sua gestão, estando 70% deles aptos a se tornarem boas franquias. Entre 15 e 35 empresas serão atendidas em meio às duas fases. A respeito do funcionamento do programa em outros estados, Baierle destaca: “ Cada SEBRAE possui o seu modelo de projeto, sendo o Franquias RS o mais robusto”. O ambicioso projeto gaúcho tem a pretensão de atuar em todo o processo de estabelecimento e gestão de redes de franchising, sendo uma opção interessante para quem busca engrandecer seu negócio.